Posse de bola no Facebook

Translate

terça-feira, dezembro 20, 2016

Demasiado Talento Solto

Têm sido muitas as críticas feitas ao Porto de Nuno Espírito Santo por não ter criado ainda bases sólidas ao nível do modelo de jogo, para que a equipa se possa impor em cada jogo. Mas, o primeiro passo para qualquer equipa ter sucesso, aproximar-se do golo e não sofrer golos, é ter qualidade. Ou seja, colocar sempre os melhores jogadores disponíveis em campo. E tem sido esse o maior mérito do treinador do Porto. Juntar um grupo de jogadores de muita qualidade que lhe garantem a posse, mesmo que em jogos de grande exigência, e criatividade em diferentes acções do jogo. Também por isso, por estar rodeado de qualidade, Oliver se destaca mais a cada jogo que passa. Porque joga com jogadores com capacidade para o compreender e associar-se ao que de melhor ele pode dar ao jogo. Por vezes com aproximações, outras vezes com movimentos de ruptura que lhe permitem ganhar espaço ou colocar alguém na cara do golo. Há qualidade técnica ímpar, há capacidade de improviso como há muito não se via nas unidades ofensivas, mas também há muito trabalho nos movimentos de chegada ao último terço. Quer seja para a bola a entrar em boas condições à criação, ou então para atacar a finalização. A mobilidade na frente tem sido um factor diferenciador do Porto para os outros grandes.

Os melhores no seu sítio; É assim que o Porto vai destroçando as organizações defensivas que lhe aparecem.

2 comentários:

DC disse...

Eu diria que melhorando a saída de bola com mais projecção dos laterais e mais gente dentro do bloco tem tudo para ser um Porto muito bom. E, tendo em conta a idade dos executantes é um excelente feito.

Blessing disse...

O momento em que tenho mais dúvidas é precisamente a construção. Ainda acho demasiado seguro. Mas, isso sou eu. As coisas estão a funcionar, e os comportamentos que se querem reforçados também pelas bolas que entram quando antes iam ao lado. Vamos ver como chega à Fevereiro.