Posse de bola no Facebook

Translate

domingo, novembro 27, 2016

Rúben Semedo, o jogador que mais me surpreende a cada dia que passa.

Nunca fui fã ou apreciador daquilo que Semedo mostrou nas primeiras vezes que o vi em campo. Pelo contrário. Parecia-me mais um tipo grande e veloz, mas com pouca capacidade quer técnica quer cognitiva para se integrar no futebol de equipa grande, e destacar-se como elemento fundamental em todos os momentos do jogo. A verdade é que a posição onde apareceu a jogar, no meio campo, não me ajudou na altura de ajuizar sobre o seu valor; mas mesmo em Setúbal, onde foi central, não me pareceu nunca que pudesse vir a ser o que tem sido agora. Ainda com muito erro, é certo. Ofensivo, e principalmente defensivo. Como é veloz, robusto, e ganha muitos lances imponde-se pelas capacidades condicionais, tende a ser pouco cuidadoso na forma como aborda os lances. É pouco cauteloso porque se acha invencível, imbatível, inultrapassável. E quando o é, pensa sempre que consegue recuperar. É sobretudo aí que deve melhorar para ser um central de eleição na Europa, na impetuosidade com que aborda todos os lances que enfrenta.

Onde Semedo me tem encantado é na forma como com bola se consegue evidenciar em passe, mas sobretudo como em condução consegue invadir o bloco com um conforto de fazer inveja aos melhores do mundo. Com a tranquilidade para tomar a melhor decisão, com o critério com que opta pelos momentos para o fazer. A criar desequilíbrios, quando o adversário está instalado no seu meio campo defensivo, tem sido o melhor central português. Não entendo muito bem como é que ainda não é primeira escolha na nossa selecção. Nenhuma das escolhas de Fernando Santos para o lugar dá o que ele já consegue ao jogo. Com uma margem de progressão enorme, e mesmo assim já é o melhor deles. A evolução foi tremenda!

video

5 comentários:

franciscogeraldes disse...

Sem dúvida o Semedo teve uma evolução notável. Muito mais maturo com bola, tomando melhores decisões. Mas mesmo assim ainda treme um bocado. Precisa ainda de crescer. Mas tem margem. Muita.
Mas sem bola ainda tem de melhorar muito! Ontem era arrastado com tanta facilidade... A expulsão foi resultado disso... cometeu faltas atrás de faltas porque andava sempre à caça do "seu" homem. Não pode sair tanto de posição na minha opinião...

Blessing disse...

Acho que o principal defeito é a impetuosidade. E dá para trabalhar isso.
Cumprimentos

Edson Arantes do Nascimento disse...

Não concordo, talvez um dia possa chegar ao nível que colocas aqui, para já, eu não acho que ele demonstre em campo essas qualidade todas.

Faz-me lembrar o Jardel, que teve momentos horríveis no Benfica, e que hoje é um jogador muito mais seguro (até com a bola nos pés). Mas não consigo dizer que é um jogador de grande qualidade.

O Semedo faz tudo com os músculos - e a quantidade de casas que já deu por causa disso é assinalável, o Aubameyang que o diga - e no resto ganhou experiência e conhecimento que ajudaram a estabilizar o seu jogo. Está a jogar bem mas, olha, eu prefiro o Marcano a todos os níveis. Estou para ver como é que o Semedo vai fazer para chegar ao nível que deixas antever.

Entretanto, o melhor que lhe podia ter acontecido é ser treinado pelo Jesus.

Voltaremos ao assunto, de certeza.

Blessing disse...

Estaremos cá para discutir isso novamente. Mas, as exibições dele com o Madrid e Dortmund, deixaram-me muito entusiasmado. Claro que tem ainda de melhorar muito, porque como bem disseste faz tudo em força. Mas acho que vai chegar lá, pelo que tenho notado.

DM disse...

Se há jogador com o qual o Semedo não tem nada a ver é com o Jardel. Nada mesmo. Comparar as capacidades condicionais de um e outro é só risível. Jardel tornou-se um razoável central por ser muito fiável exatamente naquilo que o Rúben é fraco.

Este é daqueles comentários completamente clubistas e desprovidos de realidade