Posse de bola no Facebook

Translate

quinta-feira, julho 28, 2016

Estica!!! Assim se apelidam os "novos" princípios de jogo de Guardiola!

Guardiola! O mesmo treinador, com os mesmos princípios adaptados de forma diferente. Ainda que muitos tenham ficado com a ideia de que futebol só se joga com passe curto, e apenas dessa forma se deve colocar o adversário fechado no último terço. Ainda que muitos continuem a achar que há só uma forma segura de progredir. Ainda que muitos tenham ficado sem perceber que há vários caminhos para chegar ao mesmo destino, dentro da mesma ideia. Se há condições para fazer a equipa subir, e construir de uma posição mais adiantada, sem com isso comprometer de forma acentuada a manutenção da bola, por que não o fazer? O melhor treinador da história mais uma vez demonstra que dá para fechar o adversário lá em passe curto, ou em passe longo. Quando muitos de nós defenderiam que a bola deveria ter entrado no lateral direito. Não era mal jogado, mas também dá assim:



No pormenor o trabalho inVISÍVEL de Guardiola a "brincar" com a basculação defensiva do adversário

3 comentários:

BlessedCarrot disse...

Será um lopetigui sem os recursos que guardiola tem?

Nuno disse...

Pois, eu não acho isto propriamente bem jogado e não estou certo de que isto reproduza uma intenção do treinador. Quantas bolas destas entrarariam com perfeição ali? Uma em cada cinco? Tinha opções bem melhores, de resto. E algumas delas até poderiam servir apenas para facilitar a decisão de variar o flanco em profundidade, atraindo o adversário em pressão para um flanco primeiro para depois fazer a bola chegar rapidamente ao flanco contrário.

Blessing disse...

Nuno,

"Pois, eu não acho isto propriamente bem jogado e não estou certo de que isto reproduza uma intenção do treinador."

Eu também não acho bem jogado, acho muito bem jogado. Não era para mim a melhor decisão, e não era o que eu queria que ele fizesse em primeiro lugar se fosse treinador. Mas não sendo a melhor decisão, é para mim uma decisão boa. Entra dentro daquilo que pretendo, feito de outra forma. Depois, vamos ver isso mais vezes durante a época. Depois logo concluis se é intenção do treinador ou não. Aliás, já vimos isto muita vez no Bayern, e algumas vezes no Barcelona.

"Quantas bolas destas entrarariam com perfeição ali? Uma em cada cinco?"

Se fosse eu, uma em cada dez. Se for o Piqué, quatro em cada cinco. Se for outro, temos de ver. Se o jogador tem qualidade para fazer esse passe, e as condições estão criadas, não vejo por que não. Dá para receber ali tranquilo, esperar que a equipa suba e tocar na cobertura.

"E algumas delas até poderiam servir apenas para facilitar a decisão de variar o flanco em profundidade, atraindo o adversário em pressão para um flanco primeiro para depois fazer a bola chegar rapidamente ao flanco contrário."

Na minha opinião estavam criadas condições para a bola entrar ali. Não eram as condições perfeitas, porque quem recebe poderia ter ainda mais espaço caso o adversário estivesse basculado completamente no outro corredor. Mas há espaço, os posicionamentos estão correctos, e com um passe que até nem foi perfeito a bola ficou lá na mesma. Isso diz alguma coisa sobre a margem de erro que se tem.