Posse de bola no Facebook

Translate

sábado, março 05, 2016

Sporting perde o primeiro clássico do ano

Num jogo com duas partes completamente diferentes, onde na primeira existiu equilíbrio, e na segunda um domínio avassalador do Sporting. O Benfica apareceu bem organizado estrategicamente, com as linhas juntas, e com a intenção de não deixar nenhum adversário enquadrar no corredor central. Para isso, cometeu também várias faltas nesse espaço. Na primeira parte, o Sporting limitou-se em organização a tentar explorar a profundidade, e a apostar nas saídas rápidas para o ataque mal recuperasse a bola. Por isso, não teve capacidade para desorganizar o Benfica, por tentar fazer tudo com pressa. O Benfica conseguiu chegar ofensivamente ao último terço, e marcou na única grande ocasião que teve. Depois disso, só um 3x2 mal aproveitado na segunda parte. Na segunda parte o jogo foi de sentido único. O Benfica a defender perto da área, mas um Sporting mais pausado, e com maior capacidade para criar nos espaços criados pelos movimentos dos seus jogadores. O Sporting abusou menos da profundidade, tentou jogar de forma mais apoiada, com passes mais simples, tentou com movimentos de jogadores a aparecer de uma segunda linha, em ruptura, mover o bloco defensivo do Benfica e conseguiu criar algumas situações de golo, que não finalizou por falta de perícia dos jogadores que apareceram nesse momento. Um Benfica muito frágil defensivamente na segunda parte, que leva a vitória por manifesta falta de competência individual dos jogadores do Sporting para concretizar. Passes, recepções, finalização. O Benfica acaba por ter a sorte do jogo, num jogo onde colectivamente a diferença voltou a ser imensa. Individualmente destaque negativo para Renato. Não acrescentou nem ofensiva nem defensivamente. Foi, talvez, o pior jogo que fez no Benfica.

10 comentários:

Bernardo Ferrão disse...

Comentei praticamente o mesmo à pouco no LE. Acrescentei só que o SCP na primeira só queria ruturas e procura pela profundidade. Aquelas permutas de EXT-AV são para mim ridiculas. Na segunda muitos mais apoios frontais. Mais fácil de progredir de forma controlada, de enquadrar jogadores e de dominar.

Eu adoro Ruiz!!

José disse...

Isto é a análise ao Sporting-Benfica deste ano ou do ano passado?

Antonio disse...

Não consigo perceber onde houve equilíbrio na primeira parte!!! Os primeiros 30-35 min são todos do Benfica. Em relação à segunda parte está foi claramente de domínio do sporting mas com uma falta de aproveitamento incrível do Benfica em saídas de contra ataque, muitas delas em igualdade numérica

GBC disse...

A primeira parte do Sporting foi inadmissível. Chutão para a frente à procura do Slimani. Já dizia o VP sobre a bola no Cardozo...

Jesus está a ser desonesto. O ano passado, fez em Alvalade algo parecido com o que Rui Vitória fez este ano.

Ricardo Perna disse...

Continuo com a minha ideia, Blessing: estão a abusar do Renato, que não está a conseguir fazer 90 minutos como fazia, e acaba o jogo a arriscar uma expulsão, numa falta que faz porque está cansado, claramente.

Sem descanso, ele não consegue aguentar o ritmo elevado destes jogos, e isso nota-se muito... E a tendência vai ser piorar.

De resto, sim, muita sorte do Benfica por culpa própria do Sporting.

Blessing disse...

Ricardo, pode ser. Mas como digo, isso é uma coisa que o treinador controla. Das coisas que controla melhor, aliás.

GBC, o jesus não baixou as linhas. E não jogou com os avançados a meio do meio campo defensivo. O jesus tinha 7 pontos de avanço. De resto, concordo que a intenção, depois do golo, tivesse sido parecida. A forma de fazer é que foi completamente diferente. E claro, o ano passado o Sporting não criou nem desorganizou. Este ano conseguiu.

António, ahm?! O que é que o Benfica criou na primeira parte, que o Sporting não conseguiu?

Blessing disse...

Bernardo, as permutas "ridículas" serviram para arrastar a linha defensiva do Benfica, e criar espaços para os médios entrarem nesses buracos. Por isso, por exemplo, Slimani apareceu pouco a finalizar, ou em situação disso. Não era sua função neste jogo. Não desgostei desse movimento. O que desgostei foi a forma como depois não se aproveitou o espaço criado.

Abraço

Antonio disse...

Desculpa mas a digo eu!!!!

fui disse...

O Benfica esteve bem nos primeiro 30 minutos depois retraiu-se e teve sorte. Para além do golo teve outra situação perigosa antes com o Patrício deslocado da baliza. Na segunda parte apenas o remate perigoso do Renato e o contra-ataque 3X2 mal aproveitado pelo mesmo Renato, que em geral esteve completamente perdido em campo.
Mas o Sporting também não fez muito com a posse que teve. Na primeira parte apenas o remate à barra numa jogada de ressaca. Na segunda os dois lances do Ruiz, que podiam ter mudado o jogo é verdade, mas que é manifestamente pouco para quem tinha de ganhar e jogava em casa.
Destaques Benfica: Lindelof, Jonas e Mitrouglo
Destaques Sporting: João Mário (sempre!)

Bernardo Ferrão disse...

Exto Blessing! Para mim foram ridículas pelo espaço que foi atacado ao fazerem-nas.