Posse de bola no Facebook

Translate

sexta-feira, fevereiro 05, 2016

Pensamentos matinais

Futebol é um jogo...

Em que ganha a equipa que marca mais golos.
Para marcar golos, a bola tem de passar a linha de baliza.
Para marcar golos, eu TENHO de ter a bola (quase sempre).
Se eu não tiver a bola nunca, nunca vou marcar...

Da mesma forma que quando não tenho a bola, não marco, se o adversário nunca tiver a bola, nunca vai marcar um golo.
Então, eu QUERO ter sempre a bola.
Por um lado, porque só assim marco golos.
Por outro, porque assim não sofro golos.

O jogo de futebol passa sempre por ter a bola.
Por tratá-la bem, por gostar de estar com ela, por correr com ela, por dá-la aos meus amigos.
Como é que, se a bola é tão importante, há quem imagine o jogo a tocar o menos possível na mesma?

Se calhar jogaram sempre com uma bola de picos...


PS: Não vi o Real do Zidane com muita atenção. Mas queria agradecer ao Zizou, porque dos poucos momentos que vi a equipa, o Isco estava em campo. E se há jogadores que refletem a maneira de pensar do blog, o Isco é um deles.

4 comentários:

Rui Dias disse...

E Depois aparece um leicester da vida que coloca toda essa filosofia em causa. É talvez a única excepção nos grandes campeonatos (em Espanha barça em primeiro, Alemanha bayern em primeiro, Itália Nápoles em primeiro, Portugal Sporting em primeiro) mas tudo isto só vem demonstrar que o futebol nunca será formatado dessa forma. Se a ideia ser muito diferente da que falas mas se estiver adaptada ás circunstâncias volta e meia dá surpresa....

Em Portugal essa filosofia nunca será seguida pois os clubes vivem da ideia do seu treinador. Não há qualquer tipo de organização colectiva que permita desenvolver a liga nesse sentido...e que permita a todos evoluírem sustentadamente.


Rafael Antunes disse...

Já eu, acabei o dia de ontem e comecei o de hoje a ouvir rasgar o treinador do Belenenses por querer ter a bola, mesmo contra o Benfica, mesmo a perder por muitos... :( Não queremos cá ninguém que traga algo de diferente, estamos tão bem na mediocridade que são a maior parte das equipas portuguesas...

Enfim...

Gonçalo Matos disse...

Rui,

É verdade, ha quem consiga ir contra esta ideologia. Mas não acho que o Leicester jogue bem e tenha capacidade para discutir várias competições porque tem menor qualidade individual e colectiva que outras.
Acho que é de louvar o que andam a fazer, principalmente contra equipas muito mais fortes que eles. Já vi alguns jogos e nunca gostei muito, mas realmente jogaram da mesma forma em todos.

Rafael,

É mesmo verdade... É uma pena. Se o Belém tivesse tido a bola 100% do jogo e ficasse 0-0 ainda iam dizer que fizeram anti-jogo ou assim.
Enfim, é um país onde o que é bom é maltratar a bola, se não tens os melhores jogadores.

Blessing disse...

Nem tinha visto este post acreditas? Kkkkkkk

Falámos sobre isso off-line. É pá, a mim custa pensar que quem pensa joga um jogo que não percebe. Custa. Mas se calhar até é a realidade.