Posse de bola no Facebook

Translate

sábado, fevereiro 13, 2016

Curtas do clássico de Casillas.

Fácil depois deste jogo perceber que os dois melhores colectivos nacionais estão na capital e no norte. Curiosamente, nenhum deles esteve presente na Luz. Zero controlo ou domínio do jogo por parte de qualquer equipa. Dezenas de ocasiões permitidas, num jogo propício a golos.

Um Benfica pouco concretizador, a permitir a Casillas aparecer como o melhor em campo. A facilidade com que a defesa do Porto se desposiciona, pelas referências dúbias que utiliza, é assustadora. Um jogo onde ganhou quem mereceu menos, acabando por cair a sorte do jogo para Peseiro.

Brahimi a mostrar a Lopetegui o que ele não entendeu em ano e meio no Dragão. Mais pernas da mesma cor perto, maior capacidade de desequilíbrio e imprevisibilidade.

Um Benfica como o Benfica tem aparecido nos últimos tempos. Muito incisivo no ataque, processos simples, e trabalhados individualmente pelos jogadores. Cria como costuma criar, não finalizou.

14 comentários:

Diogo Marques disse...

Na tua opinião pq é que ganhou a equipa que menos merecia? Por ter tido menos oportunidades claras?

Blessing disse...

Exacto

Bernardo Ferrão disse...

Discordo do Benfica ter jogado como têm aparecido recentemente. A fase de construção do Benfica queimou o resto das fases. Os centrais nunca conduziram, mas nos ultimos jogos os laterais estavam mais projetados. Hoje estiveram praticamente na mesma linha dos centrais. Mais Samaris que integrava e Renato a vir pedir perto. Pizzi e Gaitan, pela opção dos laterais nada projetados a ter de pegar muito por fora ou não tanto por dentro. Jonas e Mitro não se mostraram tanto em apoio frontal. Apesar de sempre que a bola chega a Jonas o gajo dá excelente seguimeto.
Não achaste que ambas as equipas tiveram um número ridiculo de situações de potencial desperdíçadas. Tipo jogadores a conduzir de frente para a linha e a jogar para a lateral sem ter fixado ninguém, por exemplo.
Acho que o Benfica mereceu mais por ter tido mais oportunidades de finalização. Mas acho que o Porto atacou bem melhor, apesar de ter atacado em menor quantidade. Quando o Porto baixou as linhas, depois do 2º, foi bola na ala e cruzamento do Benfica.

Paulo Alves disse...

ff

Francisco Arístides Ezequiel de Oliveira disse...

Na minha opinião o Porto foi um justo vencedor porque soube ultrapassar os momentos desfavoráveis do jogo e também porque mostrou na sua estratégia uma maior vontade de vencer, efectivamente o Benfica teve na cronologia do jogo hipótese de dilatar a vantagem que cedo obteve, mas não conseguiu desfeitear o Gr que está lá para defender. Em ataque organizado, até hoje, existem dúvidas sobre a verdadeira capacidade do Benfica e neste jogo ficou mais uma vez patente. Facto uma equipa que altera processos e caminha para um outro conceito de organização global consegue vencer um forte candidato sem até agora ter dado provas concretas.

hra disse...

Bernardo também me fartei de ver os jogadores do Porto a lateralizarem o jogo e sobretudo a não conduzirem mais a bola quando deviam. Mas o Porto atacou sem dúvida com mais qualidade apesar da melhores oportunidades pertencerem ao Benfica. Parece um paradoxo mas só não o é pela transição defensiva à peseiro.

Unknown disse...

Estou de acordo com o blessing na questão das oportunidades flagrantes (MITRO!!) mas discordo na questão da estratégia. O SLB jogou com a equipa muito aberta e esticada em campo ao contrario da equipa fechada e curta que andava a jogar desde fim de Dezembro. Vi portanto, o SLB a voltar ao início da época. Um ponto positivo a pressão do FCP a tirar bastante construção ao SLB mas tem no posicionamento defensivo um problema muito grave.

pidgi07 disse...

Finalmente vejo alguém falar do Brahimi, é que para mim foi dos melhores em campo, as vezes que o Porto chegava a área do Benfica era sempre pelo Brahimi, aliás até é ele quem faz a assistencia para o segundo golo.

GV disse...

Blessing, concordo com tudo exceto que se possa concluir que o Sporting e o Braga são os melhores e que Benfica tenha jogado como vê jogando. Concordo totalmente com o Bernardo Ferrão.
Cruzamentos de novo... Arghh...

Blessing disse...

Bernardo, e essa "mudança", que para mim mim não é mudança nenhuma foi escolha do treinador, ou o adversário que provocou?

Sim. A tomada de decisão foi muito má. Mas isto é Portugal. A qualidade por cá não abunda em comparação com o jogo lá fora.

LGS disse...

Blessing,


No primeiro golo do porto, o Renato não devia estar a fechar mais o meio?


Abraço

Bernardo Ferrão disse...

Não é mudança para ti porque? Acho q foi opcao do treinador, pela quantidade de vezes q ja vi ...

Jorge Carolo disse...

O que me fez mais confusao foi a desorganizacao defensiva do Benfica e aquela saída de bola a 4, que as vezes passa a 5 ou a 6! Vê se claramente que o que foi feito de bom nos ultimos jogos no Benfica é fruto da qualidade dos jogadores porque quando o adversario nao o "permite" o rv nao sabe encontrar nem orientar para outras solucoes. Alias sabe cruzamentos em modo repeat.
Uma coisa que gostei foi lindelof com bola. A procurar uma referencia entre linhas ou fixar adversarios do meio campo portista.
Nestes exemplos se vê que o Benfica dificilmente terá hipoteses com equipas organizadas ou com elenco semelhante ao seu.

Blessing disse...

LGS, Lateral Esquerdo.

Bernardo, porque para mim foi consequência do posicionamento do Porto.