Posse de bola no Facebook

Translate

sábado, fevereiro 13, 2016

Benfica 1-2 Porto. Segunda Parte.

A segunda parte começa com um Porto a tentar ter mais bola, e gerir o jogo com ela. Conseguiu por diversas vezes entrar no meio campo do Benfica, ainda que não tenha criado grandes situações de finalização. O primeiro sinal do Benfica surge de um canto para o Porto, e nova transição. Desta vez 2x1. Não por mau posicionamento da equipa do porto, que coloca 4 homens na área, e porque o Benfica defende com todos 4 à entrada e um na linha de meio campo, mas por André André no momento em que a bola sobra para Herrera ter adoptado um movimento pouco conservador. Daí, o 2x1 do Benfica.











O segundo golo do Porto surge numa altura em que o Porto já estava bem melhor no jogo que o Benfica. Não concedia, e chegava ao último terço nas calmas. Uma recuperação quando o Benfica tentava sair rápido, sendo que se notou novamente aqui a falta de agressividade dos jogadores encarnados para recuperar posições, e para as ocupar rapidamente. O Porto calmamente criou a situação com Brahimi e André em combinação, e depois Aboubakar a descobrir espaço fugindo de Jardel para marcar.



A procura pelo jogo exterior por parte do Benfica a dar frutos. Pela fraca capacidade dos jogadores do Porto para ajustar posições consoante a saída dos colegas, bem como pela má leitura do lance de Layun.


Marega em 2x0.
O Porto tentou organizar primeiro para pressionar depois, e conseguiu por isso diminuir o número de chegadas com qualidade do Benfica ao último terço. Sofreu menos transições por ter reagido um pouco melhor à perda, e sobretudo por não ter perdido a bola em situações onde estava mais desorganizado. Melhorou o foco no processo defensivo. Com isso, passado o primeiro quarto de hora da segundo parte, o Benfica só conseguiu chegadas pelo jogo exterior seguido de cruzamento para a área. Depois do golo baixou a linhas e fechou o corredor central. Todas as tentativas do Benfica furar por dentro foram bloqueadas. Herrera fez um jogo francamente bom com bola, assim como Lindelof no Benfica. Marega não tem qualidade para um grande. Estranho continuar a ser opção regular para entrar no decorrer dos jogos.

A primeira parte AQUI!

10 comentários:

Gonçalo Matos disse...

Pá, o lance do marega é das coisas mais assustadoras que já vi no futebol

Matías disse...

Ah, estava a ansiar para que algum de vocês falasse dele! Fiquei feliz quando o Porto o 'roubou' ao Sporting (sou do SCP), porque sempre o achei limitadíssimo. Até me custava a querer que JJ o quisesse, mas com a preferência que tem pelo físico, já não digo nada.. Marega é abaixo de banal.

Blessing, e o que achaste do Renato? Mais uma vez, é só elogios da CS + adeptos e acho que isso só o vai prejudicar. Teve um excelente momento no golo (além da assistência, ganhou 2 vezes na antecipação), mas de resto não vejo o que se pode elogiar. Corre como um louco para, invariavelmente, perder a bola. Parece fazer o que quer, sendo que isso tem coisas boas, mas também más. Defensivamente, parece limitado também (1° golo do Porto é só um de muitos exemplos). Já para não falar da quantidade de passes errados, mesmo sem pressão.

Não achas que a falta de crítica o vai fazer acreditar que está num nível mais alto do que realmente está?

Um abraço e muito obrigado pelas análises. Incrível o que vocês fazem sem receber nada por isso!

Blessing disse...

A cena do marega nem foi este lance. O gajo tecnicamente é um horror.

Blessing disse...

Matias, acho que sim. Aliás já o disse. Que o pior que lhe pode acontecer é a bancada. Mas pode até nem ser. Depende disso e de muitas outras coisas. Não gostei especialmente do jogo dele ontem. Mas também não achei que estivesse mal. Ainda é Junior! É preciso meter isso no contexto. No início da próxima época dará para perceber melhor.
Herrera, por exemplo esteve bem acima

DM disse...

Pensava que vocês seriam muito mais criticos acerca deste jogo e não apenas a reduzi-lo a um par de boas defesas do Casillas. Eu vi um Porto muito mais organizado ofensivamente e um Benfica a apostar nas transições rápidas, essencialmente, como se de uma equipa pequena se tratasse. O Benfica criou porque defensivamente o Porto foi muito permeável. Porque ofensivamente este Porto já é bastante superior ao Benfica. Em muito pouco tempo de treino (o que não é de espantar, sendo Peseiro quem é).

Jorge Carolo disse...

Só um aparte, gostei muito do Lindelof com bola. Vê-se que é um central que percebe o jogo e sabe o que fazer com bola.

Defensivamente também gosto dele, mas acho que os erros que cometeu se devem também aos erros coletivos da equipa, uma vez que tem como referencia o colega. Não obstante de cometer os erros normais de um miúdo de 21 anos inserido num conjunto em que o treinador não sabe orientar a equipa.

Pena é que os adeptos e CS adoram o Lisandro Barata Tonta Lopez, enfim espero que o Benfica não cometa o erro de vender o sueco e ficar com o argentino.

Toda a gente fala de um sucessor para o Luisão, acho que se o trabalharem bem têm-no aqui.

Jorge Carolo disse...

Acham que a opção de se procurar o jogo exterior, foi opção do RV, ou o Porto que obrigou? É que a determinada altura via-se os laterais e extremos todos na mesma linha dos dois lados...

O Samaris anda perdido em campo, o que com o desnorte do Renato dá muito espaço ao adversário que tente construir pelo meio. Parece que desaprendeu tudo..

Rezo todos os dias para que o Benfica despeça este RV, para que no próximo ano fossem buscar um treinador competente e pudéssemos ter um dos melhores campeonatos de sempre.

T disse...

O Renato Sanches, nos dois golos do Porto, só defendeu com os olhos... a passo, sem se aperceber ou antecipar os perigos, sem interpretar as necessidades da equipa relativamente ao seu posicionamento.
Por mais que não tenha sido um questão de erros individuais seus, se fosse um jogador mais preocupado em defender BEM, teria contribuído para evitar os golos do Porto.

Renato parece deslumbrado com o que lhe está a acontecer. Parece, em muitos momentos, não ter a garra e a preocupação em defender EFECTIVAMENTE... ele anda ali, mas é como se não andasse... parece que só está à espera que os colegas recuperem a bola e lhe passem a mesma, para então cavalgar e brilhar no ataque.
Era bom alguém lhe puxar as orelhas e lhe dizer que para ser o "novo Pogba", ou para ser um EXCELENTE jogador, ainda tem de comer muito pão.
Para mim, começaria por descansar quando a equipa atacasse (não ir para a frente em todos os ataques, descansando em alguns), para estar a 100% quando fosse necessário defender.

Mas para mim, para além de perceber que a defender aconteceram erros evitáveis (no caso de Renato porque ele se preocupa mais em brilhar a atacar do que a defender), o que aconteceu foi um erro estratégico.

O vai-e-vem de oportunidades no início da segunda parte (ora era o Benfica a criar, ora era o Porto), só servia o interesse do Porto, que tinha de arriscar.

O Benfica devia ter juntado linhas (não necessariamente em bloco baixo, entenda-se), reunido a equipa em torno da defesa dos seus interesses (atacar pela certa, defender a vantagem de 6 pontos face ao Porto).

Não o fez, aceitou o jogo partido (cinco ou seis a defender, quatro ou cinco a atacar), e LIXOU-SE!

Vendo o 1 a 1 aos 55 ou 60 minutos, era a altura de deixar o Porto falhar, cansar-se, enervar-se, porque era o Porto que tinha de arriscar tudo para não se manter a seis pontos de desvantagem.

Resumindo, para além de erros tácticos, que na minha opinião resultam de falhas individuais e não de falta de treino, o maior erro foi de estratégia.

Isto não negando que o Rui Vitória está muito longe de ser um mestre no treino defensivo (tal como JJ é).

Um abraço

Blessing disse...

Jorge, na minha opinião laterais e extremos na mesma linha não define a opção por jogo exterior. E como disse no artigo anterior, para mim foi consequência de não ter conseguido furar por dentro. Eles tentaram, mas não foram tendo sucesso. E com o passar do tempo, o mais fácil se tornou recorrente. Samaris andou o jogo atrás do 10 do Porto. E isso sim se pode afirmar que foi opção do treinador, e deixou Renato sozinho no meio. Prejudicou mais o Renato do comportamento do Samaris do que a equipa saiu prejudicada com o comportamento do Renato. Isto claro, na minha forma de ver.

DM, não percebi nada do teu comentário. Tirando a parte final.

Na minha opinião, o Benfica jogou muito mais do que na transição. Mas isso é só a minha opinião.

David Cardoso disse...

DM o Porto já em tão pouco tempo de treino já é ofensivamente mais bem organizado que o SLB???? e pá contra o RV já vale tudo ... eu tbem não sou grande fã do homem mas pelo amor da santa...