Posse de bola no Facebook

Translate

segunda-feira, janeiro 25, 2016

Posse de Bola no processo ofensivo

Guardiola é o treinador que mais nos marcou, pela forma como o seu futebol se aproxima da baliza adversária com uma segurança tal que permite defender-se de quase todas as tentativas de contra-resposta adversária. Mas, na maior parte do tempo, a sua equipa sempre utilizou a bola com o objectivo de conquistar melhores condições para atacar a baliza adversária. Espaço. É disto que se trata. Conquistar espaços. O futebol era alucinante, e se foi o melhor que já vi é porque cumpria escrupulosamente com os principais princípios ofensivos do jogo. Penetração. A posse por posse apareceu depois do resultado. Para descansar, para gerir ritmos, para gerir o adversário. Mas no resto do tempo o foco é a baliza. Há quem diga que ele é um fundamentalista do estilo. Concordo. Do estilo que visa criar melhores condições para... E se as condições já estiverem lá?

Numa altura em que se falava numa nova revolução no jogo com o seu fabuloso 1x3x4x3 losango, num jogo onde a posse de bola foi de uns incríveis 83%, o foco foi sempre jogar o que o jogo pede. Nem posse nem transições. Atacar consoante o contexto. 

8 comentários:

Manuel Nascimento disse...

Grande post.

Blessing disse...

Obrigado Manuel Nascimento

Patrick Pereira disse...

Sim 100% de accordo. Mas com jogadores com pouca criatividade isso torna a tarefa complicada. Como lhes explicar quando podem jogar longo ? Como lhes explicar que devem perceber quando jogar curto etc.

Benoit disse...

O título do post poderia ter sido "Guardiola para tótós".
Muito bom, obrigado por mais um bom post.

gsus christt disse...

Blessing um comentário "vintage" que me parece bastante saudosista.

E como te compreendo, o melhor "realizador" com os melhores interpretes faz nos pensar que nunca mais iremos assistir a tamanho hino. Por mais que o "realizador" inove, evolua e gaste dinheiro (partindo do principio que irá para o City ou United), por mais que os interpretes marquem golos, tenham colegas mais famosos ou façam 3 "cuecas" por jogo não mais se irá assistir a tamanha perfeição ainda que sejam sempre os melhores do mundo. A obra de arte moderna do futebol. Sou um privilegiado por ter assistido a 5 fantásticos anos de puro futebol total.

Blessing disse...

Patrick, como lhes explicar quando fazer uma coisa qualquer? Com jogadores pouco inteligentes o risco é sempre esse.

Benoit, obrigado

Blessing disse...

Gsus, absolutamente de acordo!

Blog de Portugal disse...

Este Barça, apesar de continuar a ser TOP, já não é o mesmo, nem de longe.

Viram ontem o jogo com o Bilbao? Poxa, que atitude do Bilbao, foi com tudo para cima do Barça! Sim, precisava de ganhar, mas mesmo assim foi de louvar!

E o Barcelona não conseguiu resolver os problemas que o Bilbao colocou. Beneficiou foi do desgaste deles para ganhar vantagem nas situações de 1vs1, fundamentalmente do Neymar.

Mas se não viram, aconselho-vos a ver a 1ª parte. Arrisco-me a dizer que nesses 45min nem o Bayern conseguiu colocar tamanha dificuldade ao Barça. Já não estavam com tantas dificuldades há muito tempo.