Posse de bola no Facebook

Translate

domingo, agosto 09, 2015

Gritante. Perceber as mudanças em Jonas é entender as transformações do SLB.

Outrora o melhor jogador do campeonato, hoje apenas mais um. Quem perceber a mudança no jogo de Jonas perceberá a diferença gritante de um jogar e de outro.

Falaremos melhor dentro de uns meses. 

10 comentários:

DC disse...

Fiquei muito mais impressionado com a falta de qualidade do Benfica do que com a qualidade do Sporting.
Distância entre sectores incrível, só fogachos individuais.

Blessing disse...

as duas equipas ainda vão crescer. uma delas ainda não percebi muito bem em quê.

Vasco disse...

Gritante? Mal ou bem foi dos melhorzinhos!

DM disse...

Por outro lado, as individualidades do Sporting todas mais fortes. Com João Mário a este nível o Aquilani tem muito que penar para agarrar e manter a titularidade. Bryan Ruiz fortissimo com e sem bola. Carrillo, a preparar-se para chegar ao nível de Gaitan. Na defesa, 2 centrais que pareciam jogar há tanto tempo quanto Luisão e Jardel. Este Sporting promete.

Edson Arantes do Nascimento disse...

Acho um bocado exagerado e o exemplo não é bom.

O ano passado, em Alvalade, o Jonas fez um jogo pior do que ontem. E não, não teve linhas de passe e também foi referência na primeira bola (que ontem me pareceu o Talisca, sinceramente). Só que o problema não é esse. Esse é o último dos problemas.

Tudo o resto que escreveste é, no entanto, verdade. Nada de surpreendente.

Eu acreditava que o Vitória não deveria mexer muito nas ideias anteriores e manter o caminho, ainda que com algumas mudanças. Hoje começo a achar que este argumento é uma estupidez completa.

Isto vai evoluir mas o Rui Vitória precisa urgentemente de se desligar do passado. Precisa urgentemente de ser um homem que pensa pela própria cabeça. Se isso implica mudar radicalmente tudo o que se fazia, então que seja. Imitar o JJ é impossível, desde logo porque são pessoas diferentes (obviamente).

O Rui Vitória precisa de se reinventar e, sobretudo, de reinventar o seu modelo de jogo. Porque o que o fez chegar ao Benfica é mau. E, para além disso, não serve (conceptualmente) para o Benfica.

Assuma-se homem! Também ajudaria bastante se fossem contratados mais dois ou três jogadores de qualidade real.

P. S. O Slimani não foi nada melhor do que antes. Pelo menos ontem não foi. Fartei-me de rir com ele, sobretudo na execução e na decisão. Foi o que sempre foi: tamancos e mais tamancos mas boas movimentações e uma chatice completa para os adversários. Já é qualquer coisa.

Blessing disse...

Sempre achei isso do Vitória manter o trabalho uma "parvoíce". Mas só o acho, e escrevi o no Lateral Esquerdo pela forma como entendo o treino. Quem não tem essa experiência, naturalmente que pensa de outra forma. Aliás, o JJ disse numa conferência isso mesmo. A cabeça é outra, o treino é outro, as coisas vão mudar no Benfica. Mas lá está, o JJ percebe o treino como ninguém. Outros...
O Slimani é incrivelmente mau. Ridiculamente cepo. Só vale pelos movimentos

RS disse...

A primeira referência na "saída aérea" directa do Benfica foi o Talisca enquanto esteve em campo e depois passou a ser o Mitroglou. Podem haver excepções, mas foi isto.

Quanto ao Jonas, mete-me imensa pena ver um "artista" a ter de fazer trabalho de choque, desgaste e pressão nos centrais, a "irritar-se", a cansar-se estupidamente, a desvalorizar-se, a tentar ser o que não é, perdendo as maiores virtudes do seu jogo.

RS disse...

Resumindo, e deixando neste post um comentário ao jogo, notaram-se bastantes mais nervos da parte do Benfica. Não sei bem porquê, pois é uma equipa mais experiente. Também se notou uma manifesta falta de frescura física.

Júlio César esteve impecável, não dá para errar.

Nelson Semedo, para primeiro jogo, foi lançado às feras. E queimou-se bem, porque há um lance de Ruiz e Teo que Jardel corta in extremis que nasce de uma falha de Semedo e há um golo anulado em que Semedo está a pôr o mundo em jogo. Para além disso, faltou-lhe saída de bola. Mas é um miúdo, por agora desculpa-se tudo.

Jardel foi Jardel enquanto teve pernas.

Lisandro foi o espelho das ideias defensivas deste treinador. Pareceu bom, porque no meio da desorganização ganhou alguns duelos individuais, mas numa organização a sério, mostra o quão mau é.

Sílvio não está com condição para isto. O rapaz não mexe. Ou era nervos. Se calhar estava mal da barriga.

Fejsa e Samaris andaram a pisar-se o tempo todo. São o reflexo do "receio" do RV. Deixou-me muito triste ver ambos em campo.

Ola John até foi fixe, mas cansou-se depressa.

Gaitan foi fixe, mas sozinho e sem apoios perto também não dá grande espiga.

Sobre Jonas já disse o que tinha a dizer no contexto de um comentário anterior.

Não percebi Talisca. Não sei o que fazer com este gaiato.

Não percebi Mitroglou em campo tendo Jonathan feito toda a pré-época. Foi o reflexo do desespero do treinador, lançando mais um para a molhada. Podia ter lançado o Lindelof, sempre está mais à vontade para o choque nas bolas paradas ofensivas e voltávamos ao tempo do João Manuel Pinto, o central goleador.

Gonçalo Guedes entrou cheio de fome, na altura do chutão... Teve zero possibilidades para acções de qualidade.

O Pizzi deve ter chegado atrasado ao estádio, só isso pode explicar não ter jogado de início. E eu nem sou fã dele, mas tendo em conta a inexistência de construção de jogo pela parte dos dois "rufias do recreio" Samaris e Fejsa, Pizzi até parece indispensável a meio campo.


Se é assim que vamos fazer melhor figura na liga dos campeões, com 6 jogadores defensivos e a contar com bolas paradas e chutões para a frente para os pinheiros se desenrascarem... Vou voltar à fase em que via o futebol das equipas que jogavam bem para me divertir e à fase em que deixo de ver o Benfica porque pura e simplesmente não vale a pena. Não me diverte.

Pedrooo317 disse...

Espero que percebam a barbaridade deste post.

Jonas é Jonas, seja qual for o modelo.

Pedrooo317 disse...

Outrora o melhor do campeonato, hoje em dia ainda mais destacado.