Posse de bola no Facebook

Translate

sexta-feira, junho 05, 2015

Os meus 15 minutos de fama, sobre Jorge Jesus

Ainda sou do tempo em que o Benfica não ganhava. Pior, do tempo em que o Benfica não jogava bem.
Apareceu na altura um homem, que “não sabe falar português” e que revolucionou tudo. Exigiu-se muito, criticou-se muito, tirou-se sempre imenso mérito.
Especialmente quando não era campeão apesar de levar o clube sempre perto de o ser.
Ou quando não ganhava a taça apesar de estar na final e jogar melhor.
Esqueceu-se do que era o passado recente, acente em glórias passadas...
Criticou-se JJ de não ganhar sempre, tendo a maior qualidade individual vista no SLB dos ultimos anos. Mas esqueceu-se que o Porto tinha igual ou mais e um treinador top mundial.
Criticou-se de não se apostar na formação. Pergunto quantos jogariam com Cancelo em vez de Maxi, Guedes em vez de Jonas, Cavaleiro em vez de Gaitan... Só o Bernado acho que foi mal tratado. Se há alguém mestre em fazer sobressair qualidade individual, é Jesus. Perguntem ao Enzo, ao David Luiz, Witsel, Ramires, Javi, Matic, Coentrão, Markovic, Garay, Rodrigo o que acham dele.
Criticou-se quando se desentendeu com Cardozo.Todos o queriam na rua e só um homem acreditou nele e esteve do seu lado. Ele ficou e ganhou, quando ninguém o queria lá.
Criticou-se, por ser fraco estratégicamente, quando sofreu golo do Kelvin, no lance mais sui generis dos ultimos anos do futebol em Portugal... Num minuto, retiraram-lhe todo o mérito.
Criticou-se este ano quando não seguiu em frente na Europa. Esqueceram-se que a qualidade do plantel era a mais fraca da era Jesus, com poucos jogadores de qualidade e muita gente a aprender o modelo de jogo.
Criticou-se a sua inaptência para falar. Quando todos os seus jogadores dizem que foi o treinador que mais os ensinou
Mesmo assim, ele pôs o Benfica a lutar, a ganhar, a festejar. E calou-se quando criticado. Apesar de ser injusto o que ouvia.
E eu pergunto... O ingrato é Jorge Jesus? Que deu tudo o que tinha a um clube onde foi sempre criticado? Onde nunca foi totalmente valorizado? Onde exigiram a perfeição e ele quase que a atingiu?
E é... Haverá sempre um Benfica depois de Jesus. Como houve um antes.
Todos nós sabemos como era e poucos parecem ter noção que foi Jesus que o tirou do fosso.
O Rui Vitória sabe defender zona, mas não o faz tão bem como o Jesus.
O Rui Vitória aposta na formação, mas ataca pior que o Jesus.
O Rui Vitória é bom, mas não tão bom quanto Jesus.
Jesus é o melhor treinador em Portugal. E nestes últimos anos só não foi sempre porque ombreou com um outro monstro chamado Vitor Pereira.
Jesus nunca foi valorizado pelo que sabe de futebol. Jesus foi valorizado porque ganhava. E quando não ganhava, era criticado. Se fosse Mourinho, Villas-Boas, Jardim, Vitor Pereira, a admiração era igual. Não tem a ver com a qualidade do técnico, mas com o número de títulos.
Sempre foi assim, aqui em Portugal.

22 comentários:

Nuno Costa disse...

Discordo. JJ não foi sempre criticado. Nao pdoes generalizar. FOi criticado sempre por alguns. Foi criticado pela maioria quando errou. Mas houve sempre apoio a ele por parte da massa adepta.

JJ é talvez o melhor treinador português da atualidade, mas nem por isso deixa de ter defeitos (tal como todos). Deu muito ao Benfica trouxe o Benfica de novo ao topo mas foi o Benfica que depositou nele a confiança antes de toda a gente. E por isso é ingrato por sair para um dos principais rivais.

Gonçalo Matos disse...

Discordas do que?

Quando o teu contrato de trabalho expira, a tua empresa nao quer pagar o que pretendes, as condições de trabalho diminuem e tu deste tudo a tua empresa, achas justo que ela te chame ingrato por nao quereres ficar?

Os que apoiaram sempre, não foram a maioria. E eu nao disse que foi toda a gente.

Antonio disse...

O Benfica não nasceu nos anos 90, pelo que nos seus 111 anos de existência ganhou muito e passou por períodos de grande brilhantismo. Felizmente eu presenciei vários. Não me venham com a conversa de que antes do JJ era só desgraca. Se não eram vivos leiam a História do clube. É para isso que serve. Assim evitam algumas baboseiras e índole populistas!

Luis Santos disse...

Discordo de ti Nuno Costa.

O benfica é que deu a oportunidade de o JJ ganhar titulos??? errado!
o benfica é que precisava que um treinador que pudesse dar titulos. olhou para o mercado, e consoante o que havia e consoante a sua capacidade financeira pensou "talvez o JJ seja a melhor opção". e então perguntou ao JJ se estava interessado. Algo que teve uma resposta positiva.
Não foi o JJ que foi bater à porta do vieira a suplicar por uma oportunidade. Não é assim que funciona.


além disso, como pode o JJ ser o ingrato?
Queriam baixar-lhe o ordenado. O contrato estava a acabar, ele procurou um novo emprego. Ainda por cima a ganhar mais. Onde foi ele ingrato aqui?

Nuno Costa disse...

Mas ele já sabia que dificilmente receberia mais no Benfica, é ingrato não por sair mas pela direção que tomou. No Sporting pode receber mais, mas será que vai ter melhores condições que no Benfica?

DC disse...

O post é verdadeiro. Mas eu que defendi quase desde o inicio o VP e tive e ainda hoje tenho que levar com as críticas só posso dizer que o que o JJ passou foram "piners". Ingratidão tiveram o Porto e os portistas.

Baresi disse...

Poderá ter sido um erro histórico de Vieira, mas pelo que ele fez nos últimos 18meses (170M€ em vendas, dos melhores jogadores actuais e da formação),não me parece que a história seja tão linear.

Sempre me pareceu que Vieira não queria ganhar este campeonato, deu todas as condições a Jesus para não o fazer, principalmente depois de ver o investimento dos lados do FCP.

Vieira tem que equilibrar as contas, sanear o clube para o tornar viável, e a lenga-lenga do apostar na formação cairia que nem uma luva se Jesus não tivesse ganho o titulo, para depois sim chegar Rui Vitória.

Para o futebol português isto foi o melhor que poderia ter acontecido, vamos ter 3 verdadeiros candidatos ao titulo, o que será fantástico para quem gosta de futebol.

Eu, como fã do futebol de Jorge Jesus fiquei realmente com pena dele ter saído, da maneira como saiu.
Ele, e nós, benfiquistas, não mereciamos.

ps: Diz-se por aí que Vieira foi tentar Rui Faria... boa opção?

manelmadeira disse...

Belo post
Qual o treinador que acham mais viável para o novo ciclo do Benfica
Sl

Edson Arantes do Nascimento disse...

Claro DC, tu é que sabes tudo e acertas sempre!

Parabéns pela visão extraordinária! Grande arquitecto da paz. Mas olha ainda há bocado estava a ler um comentário teu no LE, em 2011, em que chamavas o JJ de "Jazus" (a crítica dos incautos universitários é sempre a mesma, mete dó) e defendias o D. Paciência e o seu trabalho em Braga. Ah e esqueci-me do Gonçalo Paciência, claro, o teu next big thing há cerca de 10 meses. E também o baile que o Lotopegui ia dar ao "Jazus", né? Ok!

Bom texto Gonçalo. É tudo isso. Sobre a postura do LFV parece que há dúvidas sobre as conversas para uma eventual renovação: há quem diga a pés juntos que nunca se falou em baixar o salário. Parece-me um pormenor, no final do dia fica a ideia que o ilustre não estava muito interessado em renovar o contrato com o treinador. Que pena. Que estupidez.

LFV só não esperava que o homem fosse para o Sporting. LFV é ingénuo e percebe pouco (ou mesmo nada) de futebol. Em Portugal, o JJ não passa mais de uma semana sem trabalho. Como é óbvio. Obrigado JJ! Grande treinador, que cumpriu aquilo que prometeu e que demonstrou claramente que as suas ideias são muito boas. Ensinou-nos tanto!

Não gostei da saída para o Sporting mas também não tenho de o fazer. Desejo-lhe muita sorte. Para a competição é uma mudança interessante. Vejamos o que será este Sporting: eu suspeito que a equipa vai ser totalmente diferente. Vão contratar.

A partir de agora, espero que o JJ perca os jogos todos e será claramente ofendido por mim cada vez que pisar o Estádio da Luz. É a vida...

cobra2 disse...

Quem recebe 4,3 milhões de euros por época, não se pode sentir injustiçado. Por esse dinheiro a exigência é máxima. Quando se recebe todas as condições para triunfar os objectivos têm de ser atingidos. Sem o Benfica ter dado essa hipótese a Jesus, também não tinha o estatuto que tem agora.
O Benfica, tal como Jesus tem o direito de mudar os objectivos e as condições envolvidas.

JJ partiu, agradeço o trabalho, mas a vida continua, e existem mais profissionais no mundo.

Gonçalo Matos disse...

António, baboseira é dizer que títulos ganhos à 30 anos demonstram o quão bem o Benfica está no presente.
Um abraço

Gonçalo Matos disse...

Não tenho noção se o faria é boa opção. Se partilhar das ideias actuais de Mourinho, não gosto

Gonçalo Matos disse...

Não tenho noção se o faria é boa opção. Se partilhar das ideias actuais de Mourinho, não gosto

Quem disse...

Errado. A esmagadora maioria dos adeptos foi até ao fim do mundo para ficar com o JJ, mesmo quando ele não ganhou. O resto é conversa.

João disse...

Críticos sempre haverá, mas se só tivermos em conta a relação títulos e críticas dos adeptos, este texto é injusto na generalidade.

Nenhum treinador teria o apoio (vs críticas) que JJ teve em 2013... se fosse no Porto (porque acham que o Porto ganhariam até com o Camacho), seria trucidado. Óbvio que só teve a "complacência" porque era reconhecida a qualidade.

J. Saro

Antonio disse...

No presente está muito bem pois é vi-campeão. Mas tambem esteve bem na décadas de 60, 70 e 80. A História é assim.

Gonçalo Matos disse...

eu nem sou do Benfica mas por ter amigos que me convidavam ia ao estádio. E olha que o que eu ouvia das bancadas, o que lia nos sites e blogues, na imprensa e na rua não era isso. Mas tu lá sabes.

Tetsuya Kuroko disse...

E tens razão Gonçalo. Maior parte dos benfiquistas não gostava dele, e só começaram a gostar mais este ano porque foi bi-campeao.


Lembro-me de sair do Jamor em 2013 e em grupo de benfiquistas dizer algo do tipo: "Se fosse presidente, amanhã renovava com Jesus e dava-lhe toda a confiança para a próxima epoca"
Disseram que era um infiltrado, e que podia ir para muitos sítios.

Acompanhei no estádio a epoca 2013 e 2014, sei muito bem que a maioria nunca o quis. Alias, desde ha muito tempo que pedem o Marco Silva, ainda muito antes de ter ido para o Sporting.

Sempre muito ingratos que os adeptos foram.

João disse...

No estádio não sei, nem sou de Lisboa, mas não tenho essa percepção face a outros treinadores do Benfica ou em outros clubes.
(Mas como disse porque acho que boa parte dos adeptos percebeu que mesmo sem ganhar havia mérito)

J. Saro

P.S.: Basta ver a quantidade de adeptos que estão quase a deitar a toalha ao chão quando ouve falar em Rui Vitórias e Paulos Bentos.

João disse...

Uma coisa à parte é o rancor pela mudança para o rival em final de contrato. E aí concordo em parte, mas é difícil de controlar. Desde que não haja problemas de maior... e poderá haver nos derbys (isto é tipo fenómeno Figo pesetero).

De resto, do Benfica deveria sair um «Obrigado pelos 6 anos, fora da linha estás perdoado, dentro das mesmas serás esmagado... ou não, mas isso é outra história».

J. Saro

RG disse...

"No presente está muito bem pois é vi-campeão. Mas tambem esteve bem na décadas de 60, 70 e 80. A História é assim"

Ora se bem entendo os anos 80 já lá vão à 35 anos!

"No presente está muito bem pois é vi-campeã" guiado pelo tal não tem competência e, não será por ele sair que deixam de ganhar. Se ganharam tanto nos ultimos 30 anos até a sua chegada, estaremos bem!

Incrivel como rebaixam a qualidade do melhor treinador português.

Diogo Lopes disse...

Dando o meu parecer quanto aos treinadores, de nacionalidade portuguesa e viáveis, tendo em conta o orçamento do mesmo, sondaria: Paulo Sousa (pela sua imagem, presença e discurso, além de todo o seu percurso profissional em que se destacou nas competições europeias com o Vídeoton e mais recentemente o Basel), Vítor Pereira (porque, apesar de Benfiquista, era um prazer ver o Porto de V.P. jogar), Pedro Martins (um treinador que demonstrou trabalho no Marítimo, alcançou as competições europeias e fez frente aos grandes - nacionais), Marco Silva (imagem, postura, e competência acima das que reconheço a Rui Vitória. Teve a oportunidade, merecida, no Sporting, e, por força de circunstâncias, era o único agente livre dentro deste lote de potenciais sucessores).