Posse de bola no Facebook

Translate

segunda-feira, abril 13, 2015

A sucessão de Nani

A época está quase a terminar e o Sporting com poucos objectivos por cumprir começa a preparar a nova época. A maior discussão em torno do universo sportinguista, neste momento, é o nome do jogador que virá para substituir Nani. Não será fácil, porém, encontrar um substituto que traga ao Sporting o que Nani traz pelo preço aliado aos jogadores com qualidades ímpares como o português. Desengane-se quem pensa que Nani pode ser substituído, tendo em conta as debilidades financeiras do Sporting, por um jogador de nível semelhante. A ausência do talentoso extremo deverá ser colmatada colectivamente, com um futebol não tão dependente das individualidades. Porque Nani acrescentava colectivamente o que o modelo de jogo não dava, por ser inteligente, e individualmente por ser muito forte a criar desequilíbrios onde aparentemente não havia nada para criar.

Será Marco Silva capaz de alterar o seu modelo de jogo por forma a privilegiar quem fica?
Será Marco Silva capaz de criar um modelo de jogo capaz de esconder as debilidades dos seus jogadores, e realçar as suas maiores qualidades?
Será Marco Silva capaz de jogar com um sistema de jogo diferente, sendo que a maior qualidade dos que ficam é a competência para jogar pelo corredor central?
Será Marco Silva treinador do Sporting na próxima época?

Um futebol rendilhado, apoiado, com muitíssimas soluções de passe, com desequilíbrios criados por movimentações colectivas, com a procura incessante do corredor central, com menor incidência nos cruzamentos, é o que se pede para um Sporting sem Nani, mas com William, Rosell, João Mário, André Martins, Carrillo, Montero, Mane, Gauld, Chaby, Iuri Medeiros, e Esgaio.

10 comentários:

GBC disse...

Sinceramente, não acredito. Deixei de acreditar ontem. Ainda dei o benefício em jogos recentes, como contra o Paços de Ferreira, que para mim é forte em casa e onde o Sporting, mesmo com menos bola, criou muito mais oportunidades que as que concedeu (e o adversário teve mérito na forma como tirou bola ao Sporting).

Ontem, vi um Sporting a ser dominado por uma das equipas mais fracas do Campeonato. Tanto no início do jogo, como após a expulsão de Ewerton (ficou 10 para 10, igualdade numérica), o Sporting não assumiu o jogo, tendo no final ficado a defender (sem bola) a vantagem pela margem mínima.

Depois de uma vitória nas meias da Taça, com poucos objectivos "a sério" no Campeonato, e com tempo para preparar este jogo, o Marco tinha tudo para mostrar um futebol diferente. Foi tudo péssimo em termos de criação. A equipa dependeu dos raides dos extremos, como em jogos anteriores, e os laterais só serviram para despejar a bola (não sou o maior fã destes laterais, mas acho que era possível ao treinador evitar este "chuveirinho" constante, não?).

Depois olha-se para as opções técnicas e depois do jogo em Paços de Ferreira o André sentou-se duas vezes no banco, em 2 jogos espaçados por 4 dias.

Substituir Nani com uma contratação só em jogadores acima da média de Campeonatos periféricos (Ewerton por exemplo veio acrescentar qualidade), o que é difícil encontrar, mas com Carrillo, Mané, Iuri e Podence/Matheus Pereira, há talento em doses interessantes.

O Sporting pode acrescentar qualidade nos corredores laterais com Esgaio, qualidade entrelinhas com Gauld/Chaby e competitividade nas alas (com Iuri). Porém, se a equipa não mostrar mais nada até final da época, acho que também precisará de acrescentar qualidade no banco (equipa técnica). Com pena minha que acreditei e cheguei a defender o Marco até bem recentemente.

Mas um onze, eventualmente, com Patrício, Esgaio, Oliveira, Ewerton, Jefferson, William, João Mário, Gauld, Carrillo, Slimani/Montero/Tanaka, Mané... exige um treinador (por várias razões) com ideias diferentes.

Gonçalo Matos disse...

Onde é que anda o Ceballos que estava no Arouca o ano passado? Esse gajo era forte..

Ronaldinho disse...

Esse puto não era do Tottenham?

Gonçalo Matos disse...

Era, eu acho que ele fez pré época lá. Mas não deve calçar..

Diogre disse...

Gonçalo, dizem que vai para o Granada para o ano. Entretanto tem andado perdido pelas reservas dos spurs.

Baggio, vou citar o teu último parágrafo num post meu do SVPN, se não te importares.

abraço

Gito Bastos disse...

Está no tottenham U21

Roberto Baggio disse...

GBC, eu gosto mt do Marco, como sabes. Mas no Sporting, mostrou mt pouco. Chegou a ter coisas mt interessantes no início, mas foi-se indo tudo com o tempo e com a pressão do resultado. Resultado: nem resultados teve, nem futebol mostrou. Nem evolução das suas próprias ideias. Preferiu esconder-se com mtos atrás e menos à frente.

Diogre, está à vontade.

Matos, ser forte é uma coisa, ser Nani é outra. E isso dá coisas completamente diferentes.

GBC disse...

Concordo plenamente Baggio. Por gostar tanto dele é que mesmo após o jogo com o Paços ainda o "defendi" (nos comentários do LE), pelo menos dando margem de manobra para os jogos seguintes (obviamente, a minha margem de manobra não significa nada na prática; o que quero dizer é que ainda tinha uma réstia de esperança que a coisa melhorasse depois deste jogo, ou pelo menos depois da pressão ter diminuído com a passagem à final da TP).

Essa réstia de esperança para mim foi abaixo ontem. Com Martins a não sair do banco, Adrien a fazer os 90 minutos e a equipa a não mostrar qualquer indício de melhoria (pelo contrário).

O Marco do Estoril gostava. O actual não. E se não gosto do Mou actual por ter mudado, também não posso gostar do Marco actual. Sendo treinadores diferentes, mas ainda assim com versões actuais piores que as passadas, em minha opinião.

É que o Sporting, não tendo bons jogadores, se tem jogadores para jogar algum tipo de futebol até é um futebol com jogo interior. Com estes médios, com extremos que têm jogo interior como Nani, Carrillo e Mané, com avançados móveis e com qualidade entrelinhas (não sendo fã do estilo do Slimani, até ele melhorou muito desde que chegou... onde perdia mais bolas que as que entregava bem). Não se justifica pelos jogadores. Tenho pena, mas se não der indícios positivos para a próxima temporada a sua manutenção será uma aposta de fé. Baseada nos pontos e em lugares-comuns (dar tempo, estabilidade, 2ª época geralmente é melhor que a primeira), que se não se vir ideias não servem de grande coisa.

Abraço e continua a fazer posts destes aqui e no LE. Não costumo comentar muito, mas sigo-vos com grande regularidade.

Bruno Pereira disse...

Baggio,
Quanto à tua última pergunta a resposta é não. Será substituído pelo Sá Pinto :)

Abraço ;)
Bruno Pereira

Gonçalo Matos disse...

Granda Diogre, como estás?
Fds, um gajo bem barato e bom a perder-se em reservas...