Posse de bola no Facebook

Translate

quinta-feira, março 12, 2015

Vá lá José. Já ninguém acredita nisso.

A sério que tentaste ganhar o jogo?
A sério que jogar com dez foi melhor para o PSG?
A sério que contra 10, a jogar em casa, durante 90 minutos os jogadores sentiram a pressão? Mesmo depois de estarem por duas vezes em vantagem?
A sério que contra 10, depois de mais de 90 minutos jogados, a posse de bola estava em 51% - 49%?
A sério que contra dez, em 90 minutos, concedeste várias entradas do adversário dentro da área, com a bola controlada?
A sério que contra dez, em 90 minutos, criaste menos que o adversário?
A sério que acreditas nisso das marcações individuais?
A sério que é esse o futebol que acreditas que uma equipa grande deve jogar?
Contra os Spurs na final da League Cup contra ataque, contra o PSG, com 10, contra ataque?!
A sério que o PSG estava mentalmente mais preparado? 
A sério que o PSG fez "batota" para ganhar?
A sério que o PSG fez muitas faltas?

O ano passado eram os pontas de lança, este ano com o plantel de sonho e todos os jogadores que pediste foi isso tudo.

5 comentários:

Gonçalo Matos disse...

http://possedebolla.blogspot.pt/2013/08/o-porque-de-tantas-vitorias.html

"Numa equipa que quer ser de topo, todos os jogadores têm de participar nos quatro momentos de jogo… Guarda redes incluído.

Algo que para mim também é muito claro é que, para se assumir o jogo, é necessário ter bola. Assumir o jogo é ter a bola e usufruir dela.

A minha ideia táctica principal passa por termos a noção bem clara da coisa mais importante do futebol moderno para além de marcar golos: ter a bola. Campo grande a atacar, linhas juntas a defender; uma reacção forte à perda da bola; uma estrutura fixa em termos posicionais e uma estrutura móvel, ou seja, há jogadores têm posições fixas no campo e há outros que, pela sua dinâmica, têm mobilidade, apesar de ter que haver sempre um equilibrio posicional.”

juro que fiquei comovido ao ler isto. isto era Mourinho há, quê? 12 anos?

Emanuel Guerreiro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Diogo Limão disse...

O que o Gonçalo referiu foi uma citação de Mourinho, por mais que seja difícil encontrar similhanças com o futebol dele actual...

João Pedro disse...

Gonçalo, isso era o Mourinho de há 10 anos na sua primeira passagem pelo Chelsea. Que grande livro esse, dos melhores que ja li. Quem ainda o tem que vá ao capitulo do Modelo de Jogo e compare as ideias daquela altura com o que este Chelsea apresenta em campo. Nunca vi tanta contradição na minha vida, é rir para não chorar

Gonçalo Matos disse...

era esse Mou que nós amávamos.