Posse de bola no Facebook

Translate

sábado, março 14, 2015

José Mourinho e o Porto de há 15 anos


Outros tempos, outras ideias, outro espectáculo....
E com menor qualidade individual da que há hoje no Chelsea ou até no Porto.
Deco e Alenichev deixam muitas saudades, principalmente pelo que ofereciam com bola, por saberem temporizar, fixar, deixar colegas em muito melhores situações.
Será que se fosse hoje, com Mou, o Porto teria ganho 4-1? Teria massacrado, como neste jogo o adversário?

Mou, é disto que temos saudades...

4 comentários:

DC disse...

Não faças isto Gonçalo que me deixas quase a chorar. Foi passar do 80 para o 8.

José disse...

Só falta mesmo acabar com estas ideias e rapidamente poderão passar a fazer posts como estes:
http://lateral-esquerdo.blogspot.pt/2014/04/o-mito-do-maior-talento-em-portugues.html

Desse jogo o que é que aproveitas como marcas do estilo de jogo que defendes? O GOLO DA LAZIO!! Do outro lado tens um cruzamento do meio do meio campo do Paulo Ferreira, um canto e uma frangalhada num livre a 30 metros da baliza.

O que falta ao Mourinho de 2015 em relação ao 2003 é a chouriçada e a capacidade de parar contra-ataques agarrando os jogadores adversários. Já a arrogância e a estratégia para ganhar os jogos fora de campo está exactamente igual.

Honoris disse...

José,

O Porto do Mourinho e o seu 1º Chelsea jogavam um futebol muito mais ofensivo que as últimas equipas de Mourinho. E o "mais ofensivo" não era marcar mais golos mas sim depender menos das individualidades para criar situações de finalização.

Lá por o Paulo Ferreira ter feito um cruzamento de 30 metros não quer dizer que os comportamentos ofensivos do Porto não fossem superiores aos deste Chelsea, porque o eram, sem dúvida.

José disse...

Não me parece que isso seja critério, Honoris. Qualquer equipa que esteja nos oitavos-de-final da Liga dos Campeões é mais ofensiva do que este Chelsea, Atlético de Madrid incluído.