Posse de bola no Facebook

Translate

terça-feira, janeiro 13, 2015

Tomada de decisão e qualidade técnica. Oliver Torres.

A cada dia que passa o futebol de alto nível tem dado um passo mais na evolução, que faz com que os paradigmas de hoje sejam completamente diferentes dos vigentes em tempos atrás, ou noutros níveis competitivos. No futebol profissional, cada vez menos há espaços para jogar, pensar e executar, dentro das linhas adversárias. Cada vez mais as equipas tentam adoptar comportamentos colectivos para resolver os problemas defensivos (sobretudo esses) do jogo. Essa redução dos espaços, esse menor tempo para decidir/executar, pede que os jogadores sejam cada vez mais competentes tecnicamente, pelo espaço de acção ser menor e exigir por isso uma precisão maior, e pede mais inteligência. Criatividade, se quiserem, por exigir maior velocidade na tomada de decisão. Essa mesma mudança, faz com que a velocidade do jogo aumente de forma assinalável. E entenda-se por velocidade do jogo a velocidade a que a bola circula. E é por isso, que as capacidades físicas, sendo que toda gente tem o mesmo número de treinos, são cada vez menos importantes. A nova era é marcada pelo domínio do cérebro, e do técnico, sobre o físico. Há, claro, excepções e ambientes onde isto não se verifica, e onde a tomada de decisão não tem um papel fundamental. Nomeadamente no futebol amador, e no futebol de formação. Aí, o físico continua a actuar de forma determinante. No futebol amador porque joga-se como se jogava nos 80's, e no futebol de formação porque se verificam diferenças gritantes de maturação nos jovens com a mesma idade.

Este lance de Oliver mostra precisamente o caminho que o futebol está a seguir e, por isso, a importância de formar jogadores criativos e de grande requinte técnico (poucos, pouquíssimos em Portugal) para um melhor futuro das equipas selecções nacionais. Oliver, desenquadrado, consegue aperceber-se do movimento do colega e dos adversários e tendo a qualidade técnica que lhe permite sem se virar para o jogo colocar a bola no sítio certo, com um toque coloca um colega enquadrado com a bola controlada dentro da área do adversário. Apesar do pouco espaço, e da aproximação que os jogadores do Belenenses tentaram, a inteligência permitiu sair desse lance com sucesso. Quantos jogadores a jogar em Portugal conseguiriam, dentro do bloco adversário, com um toque, exprimir um gesto técnico de tamanha qualidade? E desses, quantos são portugueses? Quantos é que teriam o atrevimento de desenquadrados decidir da mesma forma, ainda que a bola não fosse depois para o sítio certo?


O futebol do futuro vai ser isto. Equipas a defenderem cada vez com mais, e a dar pouco espaço ao adversário para se expressar pelo físico. Fará a diferença, como no golo de Oliver a inteligência e qualidade técnica para jogar em espaços reduzidos. Fará a diferença o culto da liberdade na tomada de decisão, tendo os treinadores na formação de perceber cada vez mais que são os jogadores, e não eles, que jogam. Quantos são os treinadores que nesta mesma situação, onde um jogador recebe de costas, pedem para devolver sempre o passe e jogar de frente independentemente do contexto? É muito isto... Ensinar o jogo é completamente diferente de dar fórmulas aos jogadores para resolverem os problemas do jogo. O que é que se aprende afinal quando se dá a resposta antes de se resolver o problema. antes de se passar pela dificuldade? Ainda para mais num contexto dinâmico e extremamente variável como é o deste jogo...

Oliver é o exemplo a seguir... ele é o futebol do futuro e o futuro do futebol. Espanha e Alemanha já o fizeram. É só copiar!

14 comentários:

Dipeca disse...

Oliver é tão craque...

Havia que verificar mas esta jogada pode bem ser trabalho do Lopes.. Vou estar atento a ver se volta a acontecer. Bola no lateral, interior procura profundidade e outro vem buscar no espaço aberto pela arrancada....

Roberto Baggio disse...

é jogada do lope :)

Roberto Baggio disse...

en ´´e só o interior que vem pegar. por vezes tbm jackson o faz

JON disse...


Baggio, no último jogo do Brahimi antes da CAN e mesmo neste com o Belenenses com Quaresma, vi muitas vezes Brahimi/Quaresma por dentro do bloco com o lateral desse lado a dar largura. O jogo previsível de “flanco a flanco” ganha logo uma grande imprevisibilidade… Volto a afirmar: o Lopetegui não é o rei da batata frita, mas é menos parvo do que muita gente se precipitou a afirmar (claramente não o teu caso!).

DC disse...

Arrisco dizer que não vamos ter outro igual na nossa liga nos próximos 10 anos.
Tanta qualidade, cada jogo está melhor!

Roberto Baggio disse...

Dc, de facto só o podes comparar com os melhores. Lucho, Aimar, Deco :)

JON, o Brahimi já era habitual fazer. Do outro lado é que não se via. Mas ao que parece, e como eu previa, está a evoluir. Como é normal. E mesmo o posicionamento do Oliver parece finalmente estar onde deve - entre sectores. Até mesmo a linha defensiva parece a anos luz do que era no início da época. Vamos continuar a seguir, e ver até onde vão crescer. Creio que ainda vão crescer bastante até começar a Champions :)

Paolo Maldini disse...

q craque...

Anónimo disse...

Aproveito o post para pergunntar o que acham (e se conhecem) um junior de 1º ano do Benfica que entrou nos ultimos minutos frente ao Porto B - João Carvalho. Qualidade Técnica, Criatividade, fantástico embora algo imaturo fisicamente, nasceu em 1997 e como referem nestas idades ainda existem diferenças nos estados de maturação.
Parece me que este se encontrará na senda de Bernardo Silva, o que me leva a pensar que no seixal já se trabalha neste sentido.

https://www.youtube.com/watch?v=SPTYonltNos


Pablo10Aimar

Roberto Baggio disse...

O Carvalho é estrela. Mas há outro tbm no SLB aí a vir, 2 anos mais novo :)

Filipe Martins disse...

JP LOOOOL

miguelborges6 disse...

Este João carvalho não foi dispensado do FCP para o moretto cassama continuar a evoluir? Que acham do moretto? é provável que já o tenham visto já que foi da academia do sporting

Roberto Baggio disse...

Yes JP!

Anónimo disse...

É preciso também dar mérito ao movimento do Herrera! :D
Vocês podem não gostar dele, mas ele tem qualidades e acho que o Lope está perceber como tirar proveito delas.

Dennis Bergkamp disse...

O Carvalho está no SLB desde os 6 ou 7 anos.

Nessa altura o Moretto... =)

Geração de 97 é fantástica, é só preciso dar tempo e oportunidades aos meninos