Posse de bola no Facebook

Translate

domingo, janeiro 18, 2015

Diário de 2003. Dia 6.

Treino (16-1-2015)

Duração - 90 minutos
2 Grs
17 jogadores de campo

Caça bolas - 10 minutos
Velocidade e coordenação - com bola - 10 minutos

Jogadores divididos em 3 grupos. Dois grupos de 6 e um grupo de 4. Um Joker permanente no campo 1 (jogador à experiência).

Estação 1 - 3x3+Joker. Tentar fazer o máximo de golos possível.
Objectivo - Tomada de decisão em superioridade numérica. Criar situações de finalização. Finalização.
Objectivo secundário - Criação de linhas de passe. Desenvolvimento das qualidades técnicas associadas. Defender em duas linhas (1+2; 2+1).
Com o grupo de 4. 2x2+Joker.
Com o mesmo objectivo principal. Muda um dos objectivos secundários, defender em duas linhas (1+1 - contenção e cobertura).

Estação 2 - 3x3. No meio campo ofensivo apenas defendem dois jogadores. No meio campo defensivo apenas defende um. Devem atacar todos nas duas situações.
Objectivo - Tomada de decisão em superioridade numérica (3x2 - 3x1). Criação de linhas de passe. Condução para fixar e soltar.
Objectivo secundário - Desenvolvimento das qualidades técnicas associadas. Defender em duas linhas (2+1).
Com o grupo de 4. Apenas um pode defender no meio campo ofensivo, e o mesmo para o meio campo defensivo. Podem atacar dois no meio campo defensivo, apenas um pode atacar no meio campo ofensivo.
Objectivo - Tomada de decisão em superioridade numérica (2x1). Tomada de decisão no drible (1x1).
Objectivo secundário - Desenvolvimento do passe, da condução, e do drible.

Estação 3 - 3x3. No meio campo ofensivo podem defender todos, mas assim que a bola entra no meio campo defensivo um jogador deve ir para a baliza (o que estiver mais perto dela).
Objectivo - Tomada de decisão em igualdade numérica, com espaço nas costas (3x3). Tomada de decisão em superioridade numérica, sem espaço (3x2+GR).
Objectivo secundário - Desenvolvimento dos gestos técnicos associados. Defender o corredor central. Recuperar defensivamente quando a bola é metida nas costas.
Com o grupo de 4. 2x2. No meio campo ofensivo defendem os dois (2x2). No meio campo defensivo, um defende a bola o outro defende a baliza (2x1+GR).
Os objectivos são os mesmos.

36 minutos - 12 minutos em cada estação.
No campo grande 4x4+2 Jokers. Saída de bola. Treino dos movimentos sem bola desse momento. Criação de linhas de passe no seguimento. Estimular a participação dos GR na construção.

No campo mais pequeno. 3x3.

No campo mais reduzido deixar jogar sem grandes interrupções.

34 minutos - 17 minutos em cada campo.
Para os jogos, 16 jogadores disponíveis, 8 para cada jogo. O que é manifestamente pouco. A competição tem 60 minutos (30 cada parte), e sendo que os jogadores estão sempre em jogo (pelo tamanho do campo) o mínimo deveriam ser 9 (dois suplentes para rodar), para que o desgaste não seja demasiado para os miúdos. No final, duas derrotas. E se ao contrário da semana passada isso possa parecer um retrocesso, pelo resultado, não o foi. Dentro das limitações, e do facto de um dos jogos ter sido contra um grande de Lisboa, ter conseguido competir foi muito positivo. Nestas idades, o que mais interessa é isso, competir para evoluir. 5-3 contra o grande, fora de casa. 3-4 em casa. Muito bom para a aprendizagem! Se todos os jogos, e resultados fossem desta natureza ficaria bastante satisfeito.

Nota para o que utilizei como aquecimento para o jogo, depois do meinho habitual, e da mobilização geral, tendo em conta os jogadores disponíveis - 3x3+Joker. Uns atacam o Gr, outros atacam duas balizas pequenas. quem marcar golo, troca o local para onde ataca, seguindo a bola de quem sofreu golo. O tempo que demoram a trocar de campo garante o descanso necessário para que entrem frescos no jogo. Isto durou 10 minutos.

15 comentários:

Dipeca disse...

Mais do que a metodologia e os teus conhecimentos serem excelentes, a tua distribuição de espaço tb é brutal! Muito engenho mesmo, parece um torneio!

Mais um conjunto de exercícios para adicionar ao arquivo.

Já agora, em qual das estações estás a dar feedback, Qtos treinadores são?

Roberto Baggio disse...

Somos normalmente 3, quando deveríamos ser 4. Mas nem tudo é perfeito não é? :P

Estou na estação 2, porque calhou... podia estar noutra qualquer.

Normalmente fico a dar feedback aos jogadores com mais dificuldades, se o grupo for dividido por competências... não foi o caso aqui :)

Gonçalo Matos disse...

Acredito que a maioria dos jogadores tenha dificuldade em assimilar o que querem. Qual a melhor maneira de chegar até eles? Exemplificando? Destacando um colega que faz bem? Quantas vezes permitem que errei até corrigirem o jogador?

Anónimo disse...

Devem ficar todos a olhar parvos para o aquecimento... achava que era dos únicos que usava jogo reduzido (com tempos de recuperaçao) no aquecimento.

Curiosidade também em saber que exercícios de velocidade e coordenaçao fazem.

PS: um luxo 3 treinadores!! ;) sou eu e o estagiário e siga...

Abraço,
Sergio

Roberto Baggio disse...

Gonçalo, não sei qual é a melhor maneira. Todos eles são diferentes, e aprendem com estímulos diferentes. Uns é pela repetição, outros pelo exemplo do treinador, outros pelo exemplo dos colegas, outros pelo reforço positivo ou negativo, outros por descobrirem o caminho e o sucesso nas tarefas por eles mesmos... depende.

Quantas vezes? Depende do erro... depende do tempo que tens a treinar o comportamento, depende do que a maior parte da equipa está a fazer (se evolui ou continua a errar)... não é possível fazer uma contabilização efectiva do número de erros para intervir. E depois, eu tenho uma forma de ver e guiar as coisas, o mister T tem outra, e o mister L também tem outra...

Sérgio, pá para cada equipa dois treinadores. Isto são duas equipas... do mesmo escalão, mas são duas... deveríamos ser 4.

Acho muito bem nestas idades, dar continuidade ao treino e ir de encontro ao jogo no aquecimento antes do jogo. Até em termos de concentração me parece positivo, focar logo na tarefa. Mas cada um tem os seus métodos...

Emanuel Guerreiro disse...

Baggio,


A falta de espaços para treinar nos clubes obrigando a várias equipas a treinar ao mesmo tempo reduzindo os espaços de treino e uma metodologia que seja baseada sempre no treino dos espaços curtos não fará com que os miúdos sempre que vão a jogo o campo seja demasiado grande?
Não haverá uma perda no treino de qualidades fisicas em fase de aprendizagem sensiveis treinando sempre em campos com muitas equipas ao mesmo tempo?

Abraço

José Fonseca disse...

Uma dúvida , quando os meninos trocarem de estação e o número de elementos neste caso não será igual , qual a solução ?

Roberto Baggio disse...

Master, estamos a falar de miúdos de que idade? é importante esclarecer isso. O que para uns é verdade, para outros não o é de todo.

Quanto as qualidade físicas, percebo onde queres chegar. Mas nessas idades o importante é que eles desenvolvam fibras de contracção rápida... coordenação, agilidade. E isso é em espaços curtos. Em tempos curtos de exercitação, com descanso apropriado.

José, isso está respondido no artigo.

martin vazquez disse...

como é o caça bolas?

Roberto Baggio disse...

Exemplo: 8 jogadores num quadrado, com 4 bolas. Quem tem bola tem de andar pelo quadrado a enfrentar quem n tem no 1x1. Quem não tem tenta cortar a bola, o procurar que os outros metam fora. Depois com isto vou colocando condicionantes diferentes. A mais importante, parece-me ser a inversão do processo. Ou seja, quem tem bola é que caça... obriga a conduzir a tirar os olhos da bola.

Dennis Bergkamp disse...

1x1, 1x2 ou o que for. É a selva e eles ou se safam... Ou ficam sem bola.

martin vazquez disse...

é interessante. acho que podemos ainda experimentar outra variedade e introduzir balizas com g redes e finalização rápida , de vários ângulos para quem apanha a bola

LGS disse...

Esse caça bolas soa interessante. Nota-se bem que eles "levantam mais a cabeça" quando fazem esse exercicio?

martin, com balizas, um"alvo" estático, não faz com que eles olhem menos em redor, por saberem à partida para onde devem ir?

Emanuel Guerreiro disse...



Baggio,

Devia ter especificado as idades tens razão.
Tava a pensar em miúdos mais velhos. Para ti é importante treinar o jogo? Se é importante treinar o jogo, treina-lo quantas vezes percentualmente por semana em relação ao teu microciclo?
Tou a falar de miúdos a partir do escalão de infantis. Treinar o jogo refiro-me a exercicios de 11x11 com dimensões de espaço próximas do jogo.

Cumprimentos e não pares de escrever.

Roberto Baggio disse...

Martin, se tiveres um nr de gr n muito inferior ao nr de bolas que estão a jogar parece-me bem... caso contrário, parece-me massacre aos grs...

LGS, se for quem tem a bola a caçar o colega sem bola, sim... nota-se logo porque perdem a bola sozinhos, ao tirar os olhos dela kkkkkk

Master, é importante. Uma vez por semana, durante 45 minutos é mais do que suficiente. Mas estou a falar de Juvenis para cima... Iniciados (só se o escalão competitivo for muito alto, e os jogadores mt evoluídos). Só mesmo a partir dos juvenis. OS outros podem trabalhar bem a meio campo, sem perderem grande coisa (se o meio campo for grande).