Posse de bola no Facebook

Translate

segunda-feira, janeiro 12, 2015

Bola de ouro

Quem merece ganhar? Ronaldo.

Quem é o melhor jogador do mundo? Messi.

Em quem votarias? Neuer.

Ronaldo. A melhor descrição que ouvi fazer-se dele foi a de Ancelotti: "Com Ronaldo os jogos começam um a zero para nós". É isso. Com tudo mais que possa ter, Ronaldo carrega com ele a extraordinária força dos números. É sinónimo de golos, golos, e mais golos. Como treinador, não o obrigaria a desgastar-se em esforços defensivos para que estivesse fresco para os momentos em que a equipa mais precisa dele, nos momentos em que ele mais pode dar a equipa. Está mais maduro, menos egoísta, procura menos a baliza e assiste mais. E por isso, mais do que nunca, consegue competir pelas provas colectivas. Por não estar tão centrado nele, e ter maiores preocupações com o que se passa ao seu redor. Qualidade técnica, potência, finalização. Nunca fez tanto sentido que Ronaldo recebesse o troféu, pelos números, pelos títulos, pela regularidade ao longo dos anos, pelo principal rival ter ficado muitos meses de fora.

Messi. A melhor individualidade que vi jogar. Representa tudo o que se pode sonhar quando a inteligência, técnica, e velocidade encontram um só lugar. É uma besta. Inatingível. Jogou uma prova difícil como o mundial por todos os argentinos, inclusivamente pelos colegas de equipa. Sozinho ia conseguindo o milagre. Para que se perceba a força que tem, ainda que nos últimos anos não tenha tido os treinadores que merece. Ainda que tenha sofrido com lesões que o impediram muitas vezes de atingir o melhor rendimento. Ainda assim, continua com números fantásticos. E juntamente com Ronaldo, vai destruir todo o futebol ao nível estatístico. Depois deles, nada restará para fazer.

Neuer. Uma ideia, a evolução. Revolução. O prémio para um jogador que representa toda uma ideia de jogo que eu defendo. O mais competente nas tarefas específicas da sua posição, o mais competente nas tarefas ofensivas que o treinador lhe propõe (isto porque Valdés, o melhor com bola, esteve lesionado). Fisicamente invejável. Representante inequívoco do apaixonante futebol de Guardiola. Bandeira do caminho que o futebol está a seguir, mesmo estando a falar de um guarda-redes: inteligência, qualidades ofensivas marcantes. Conhecimento do jogo, com e sem bola. Encurtar dos espaços e consequente aumento da dificuldade em se impor pelo físico, só.

3 comentários:

Gonçalo Matos disse...

eu votaria em Ronaldo, pelos números. de resto, totalmente de acordo.

Messi continua, a jogar em modelos de jogo horríveis, com colegas que não o potenciam como os antigos potenciavam, a fazer numeros incriveis, a jogar muito bem, a equilibrar a diferença entre as suas equipas e as restantes top das competições em que participam.

sobre o Neuer, tá ai o meu post curtinho do outro dia!

como português, fico orgulhoso por ver que mais uma vez, aquele que dizem ser o atleta mais profissional da actualidade, ganhou. é bom ver que o trabalho sério e arduo ainda nos pode fazer chegar ao topo. um exemplo para todos nós, nas nossas vidas profissionais.

Don Welling disse...

Puxa, voltou. Muito obrigado.
Seu blog é um dos melhores que já vi sobre futebol.

Anónimo disse...

É como os vossos blogues,inteligência e conhecimento do jogo...
A prova que sempre se pode ver mais longe e aprender