Posse de bola no Facebook

Translate

sexta-feira, agosto 01, 2014

«Gaitán? Sabemos as nossas necessidades»

Leonardo Jardim tem no Mónaco todos os ingredientes para ter um impacto forte na Europa do futebol. É um treinador com ideias organizativas fortes e vincadas. Que não abdica da estabilidade defensiva, nem da rigidez do seu esquema ofensivo. Contudo, está no contexto perfeito para sair ainda mais valorizado ao nível dos resultados. O seu futebol assenta que nem uma luva no fora de série que tem na equipa: Falcão. Ele não precisa de jogadores criativos. O modelo de jogo de Jardim, na parte ofensiva, é simples: combinações pelo corredor lateral e cruzamento.
Para ter sucesso precisa de laterais que gostem de explorar a profundidade, nomeadamente os fortes no cruzamento. Quer extremos fortes e desconcertantes nas acções individuais, com agressividade suficiente para aparecer em zonas de finalização. Dois médios de cobertura, que escolham o passe mais simples, façam a equipa progredir por onde há menos riscos e competentes defensivamente. Pede-se um médio box-to-box, sem grande criatividade, que garanta movimentos de ruptura nos corredores e entrada nas zonas de finalização. E precisa de Falcão.

Sendo que o Mónaco tem condições financeiras para contratar quem quiser jogar em França, vejo-o com uma possibilidade forte de ter novamente impacto. Com um futebol robotizado, com pouco cérebro. Mas com Falcão dentro da área, poderá ter verdadeiras chances de competir com os melhores.
Gaitan e Sálvio encaixam que nem uma luva no perfil pretendido por Jardim.

Estou muito curioso por perceber qual será a margem de sucesso do modelo de Jardim, num patamar competitivo mais exigente

12 comentários:

João disse...

Espero que estejas errado e que Gaitán não vá para lá. ;)

João Mendes disse...

patamar competitivo mais exigente???

Não me parece...

Roberto Baggio disse...

João Mendes, tem jogadores melhores, e vai jogar contra jogadores melhores. A isso eu chamo maior exigência.

Anónimo disse...

espantaste os lagartos!...mais exigente que a fabulástica equipa do Sporting e o não menos estrondoso campeonato português que só vive na Europa à custa de 2 clubes ou (muitas vezes) apenas 1?...

João Mendes disse...

Baggio mas nós sabemos que exigência vai muito para lá de melhores jogadores!

Roberto Baggio disse...

Tem a ver com as expectativas. Que são muito maiores, sendo que continua a não ser melhor que o principal adversário. Tem também a ver com a qualidade dos treinadores adversários. Mas, só o facto de ter jogadores melhores como adversário seria o suficiente para o nível de exigência ser superior, tendo em conta tudo o que disse acima :)

Gonçalo Matos disse...

Falcão e berbatov sao bichos de área que beneficiam com centros fixes. Mete ai o Enzo na lista para médios, apesar de o MJ do LJ nao necessitar de gajos tao conhecedores. Como o box to box eu gosto mto do sissoko do Newcastle

Tywin Lannister disse...

Já não bastavam os pasquins, agora a sanha de querer vender tudo o que é jogador do Benfica para pagar os 67 milhões de euros até ao final do ano, já chegou ao Posse de Bola?

Ao que nós chegámos...



>:D

Anónimo disse...

A eventual saída do Falcão pode mudar a aposta tão clara nas alas e cruzamentos...
Estou curioso para ver como se sai o Jardim, que acho bom, num clube que tem investido para chegar ao topo, o q por si só já aumenta a exigência em geral.
Eu não acredito em clubes que querem chegar ao topo mas caem com a saída de 1 ou 2 jogadores.
Em suma, independentemente de investirem ou não no Gaitan, estou mto curioso tanto para ver o q daqui sai.

Pedro disse...

A liga francesa é assim tão melhor que a nossa? Tenho dúvidas.

E se o Falcao sair do Mónaco?

João disse...

Pedro, é como diz o Baggio. Melhores jogadores, melhores treinadores, maior exigência.

O problema do Mónaco é não ter adeptos.. Do pouco que vi tinham o estádio vazio.

Anónimo disse...

Finalmente vocês admitem que uma equipa de picaretas pode sonhar alto...