Posse de bola no Facebook

Translate

quarta-feira, junho 18, 2014

Ainda o golão de RVP


Principio básico da linha defensiva, na forma como entendo a defesa zonal. Bola no corredor lateral, Lateral sai na bola, central mais perto da bola (Piqué) oferece cobertura e marca a linha de profundidade, central mais longe da bola aproxima (concentração) na mesma linha de profundidade de Piqué, lateral mais longe da bola fecha bem dentro (equilíbrio) +/- do meio da baliza para cá. Importa também que, as distâncias entre os jogadores da última linha sejam iguais, de uns para os outros. Que a distâncias entre os centrais, corresponda a distância entre central e lateral.

Na forma como entendo defesa zonal, assim teria de se comportar a linha defensiva. Em uníssono, sendo o central mais perto da bola a marcar o passo.

Deve ser esse o defesa que marca a profundidade por ser o que está menos habilitado a ver os colegas (pela forma como vai orientar os apoios). Ou seja, Pique, está demasiado focado na bola e no colega em contenção, e no adversário perto dele, para que possa estar focado na posição dos outros colegas. E também, por ser ele que define a distância a que se deve colocar do colega em contenção.

Quanto aos outros é mais fácil. A primeira referência é a bola, cumprido por Azpili. A segunda referência é o colega, cumprido por Pique. A terceira referência é o espaço, não cumprido por Ramos, e consequentemente não cumprido por Alba (cujo colega de referência é Ramos).

Ramos deve aproximar de Piqué para que seja difícil ao adversário aproveitar qualquer espaço entre eles, e o mesmo acontece com Alba. Isto porque, o objectivo é não levar com bolas na direcção da baliza, pelo corredor central, entre eles. Se jogarem por fora deles, tudo bem. Significa que ganham tempo para bascular, subir, ou descer, consoante a direcção (sentido) para onde a bola foi jogada, durante a trajectória da bola. Se jogarem entre eles, como foi o caso deste golo, é impossível recuperar.

É fácil verificar que se Ramos estivesse alinhado, e mais perto de Piqué, o lance teria sido de fácil resolução, por ficarem mais perto da baliza, mais perto de controlar a profundidade, e em melhores condições que avançado para atacar a bola.

Um exercício que costumo utilizar, para que os jogadores percebam a importância de defender apenas a zona da bola e o corredor central, é o que se segue na imagem em abaixo.

19 comentários:

Ricardo Perna disse...

Com a linha defensiva do JJ, este golo nunca aconteceria... e o Sérgio Ramos provavelmente nunca lá jogaria também :)

Gabriel disse...

Acho que o Azpilicueta está muito longe da bola para estar orientado a esta, é que nem sequer está a preocupar minimamente o Blind. Não seria um comportamento mais interessante se o duo Azpilicueta-Pique subissem uns 5 metros? Terias o Azpilicueta a fazer uma contenção muito mais decente e o Piqué na cobertura e alinhado com o resto dos companheiros da defesa numa linha a controlar a profundidade. Ah, e o Robben até poderia ficar em fora de jogo.

Roberto Baggio disse...

Ricardo, exacto.

http://lateral-esquerdo.blogspot.pt/search/label/Jorge%20Jesus

A.Almeida perfeitamente alinhado com o centro do campo.

Gabriel, o jogador mais perto da bola era o Mdef. Era ele que devia ter saído.
Na altura que Blind recebe, ou melhor, na altura do passe para Blind, a linha defensiva estava toda na linha do Ramos. A controlar a profundidade, porque ninguém foi pressionar os centrais. Depois, Quando Blind Recebe, Pique ajusta, e os outros ficam a olhar. A hesitação de Azpili, prende-se com o facto de ele não ser o jogador mais perto da bola.

Mas claro, falta ali contenção, e agressividade sobre o portador da bola (erro colectivo).

Valeriy Lobanovskyi disse...

Só uma questão: tendo em conta a linguagem corporal do adversário em condução, que se prepara para colocar a bola no espaço, o Piqué não devia já estar a fazer o controlo da profundidade? Neste frame dá ideia de estar parado.

Ou por outro lado deve preocupar-se mais com a cobertura e o espaço entre ele e o Azp?

Cumps

Roberto Baggio disse...

" o Piqué não devia já estar a fazer o controlo da profundidade? Neste frame dá ideia de estar parado."

A preocupação dele, é o holandês (Robben) que poderia receber no apoio frontal. Ninguém lhe podia garantir que Blind ia jogar no espaço, e ele tinha ali perto Robben, que se mostrava para receber no pé.

De facto, depois de visto e revisto o lance, ele deveria ter baixado ainda mais. Mas, no jogo, duvido que tenha tido percepção antes do passe sair, que a bola ia sair para o espaço. Mas a falta de contenção deveria ter obrigado a que todos baixassem mais alguns metros para trás.

Valeriy Lobanovskyi disse...

Afinal não era só uma:

No exercício que mostras, ou numa situação de jogo semelhante, qual seria o melhor comportamento a adoptar se o adversário conseguisse colocar a bola no colega que está nas costas da contenção? 2 corre atrás do prejuízo ou vai o 5 criar nova contenção? Neste último caso com o arrastamento da linha defensiva para o lado direito, o controlo da largura não fica demasiado comprometido?

Pedro disse...

Relativamente ao lance acho que tens uma boa perspectiva e é uma excelente análise, mas na minha opinião o Piqué não tinha que baixar, deixava o Robben ir para fora de jogo e assim mantinha a linha dos outros defesas, definida neste caso pelo defesa direito.

Roberto Baggio disse...

Pedro, na minha opinião, quando há um jogador em condições de meter a bola nas costas da defesa, não pode haver espaço nas costas da defesa. Ou seja, até chegar alguém perto do Blind, a defesa tem toda que recuar. Quando alguém chegar perto do Blind, voltam a subir. Portanto, a linha, neste caso, está demasiado subida. E repito, quem marca a linha, é o Piqué. Não é o Azpili. Quem marca a linha, é um dos centrais. Um dos jogadores no meio, não os das laterais, ou os jogadores que saem na bola. No meu entendimento da coisa, claro.

Ronaldinho disse...

Valeriy, depende sempre das características dos jogadores e da jogada (a que velocidade a bola entra, se é muito profunda, se é metida mais na linha ou mais para o meio, etc) mas, na maior parte das vezes, o melhor é o 5 sair na contenção e o 2 recuperar para cobertura mantendo o equilíbrio da linha e evitando o arrastamento que falas.

Daniel Martins disse...

Eu acho que o Del Bosque andou a ver muitos jogos do Benfica e quis fazer do Piqué o seu Luisão. O problema foi que não acertaram com as distâncias entre as linhas mas isso vai lá com mais uns treinos.

Um pouco offtopic: Baggio, quem punhas a lateral esquerdo contra os EUA? Por eu achar que é um gajo inteligente e que tem mais técnica do que parece, eu punha o Amorim. E mesmo assim era uma grande dor de cabeça.

Roberto Baggio disse...

Daniel, Miguel Veloso.

Eduardo
J.Pereira (D.Direito)
M.Veloso (D.Esquerdo)
A.Almeida (D.Central)
Neto (D.Central)

William, Moutinho, Amorim, Nani, Ronaldo, Éder

Anónimo disse...

O Alves ficaria a alargar a sua criatividade posicional. Desta vez no banco!

Daniel Martins disse...

Com essas laterais deduzo que a ideia seja que o Amorim faz mais falta no meio e que, já que estamos a defender HxH e mal e isso vai-se manter, a equipa tem mais a ganhar colocando dois gajos nas alas que "podem" dar alguma qualidade ofensiva. Será isso?

Anónimo disse...

Baggio,esse tipo de exercicio também pode ser utilizado para que os médios do 4x3x3 ocupem o espaço correto?

Honoris disse...

Baggio, não achas que essa dupla de centrais é fraca nos duelos pelo ar e que íamos ter problemas por causa disso?

Anónimo disse...

Imaginando o caso do jogador mais á direita do portador da bola estar uns 3 metros mais atrás da posiçã original e aí receber a bola. Qual o comportamento da defesa ? Recuar para tirar profundidade ? Ou sair na contenção ? Parece o que a juve faz com o Pirlo.

Roberto Baggio disse...

"Baggio,esse tipo de exercicio também pode ser utilizado para que os médios do 4x3x3 ocupem o espaço correto?"

Nesta caso parece-me muito espaço para defender. Mas sim, imaginando um exercício diferente ao nível do espaço com duas balizas para defender, serve para todos os sectores perceberem como se devem comportar zona.

Honoris,
"Baggio, não achas que essa dupla de centrais é fraca nos duelos pelo ar e que íamos ter problemas por causa disso?"

acho que uma dupla forte nos duelos pelo ar perdeu 4-0. Tendo sofrido um golo de bola parada, na zona dos fortes pelo ar. O jogo, joga-se pelo chão, mais que pelo ar. Pelo que, na minha opinião, só teríamos a ganhar com isso.

"Imaginando o caso do jogador mais á direita do portador da bola estar uns 3 metros mais atrás da posiçã original e aí receber a bola. Qual o comportamento da defesa ? Recuar para tirar profundidade ? Ou sair na contenção ? Parece o que a juve faz com o Pirlo."

Depende. No meu modelo, passe para trás significa que toda linha defensiva deve subir, e sair alguém rapidamente na bola, para deixar os gajos que procuram a profundidade fdj. É um risco, porque podem aparecer jogadores de trás a aproveitar esse momento. No entanto, parece-me ser o comportamento indicado para a maior parte das situações.

Contudo, há quem prefira retirar profundidade, e a medida que o portador da bola se aproxima da baliza, ir saindo alguém na bola. quando esse jogador está o suficientemente perto, os jogadores em cobertura sobem. Não critico essa abordagem.

Diogo Vasconcelos disse...

É também interessante referir que depois do golo Sérgio Ramos fica a protestar com Pique (parece protestar com o facto do Pique não ter ficado na sua linha, coisa que de costas deve ser difícil de ver). Ou seja, errou, não percebeu que errou e ainda quer que os outros errem consigo.

Anónimo disse...

SUÁREEEEEEZ