Posse de bola no Facebook

Translate

domingo, maio 11, 2014

Vítor Pereira

37 comentários:

Anónimo disse...

Fdx k grande treinador. Nunca lhe dei o valor que ele merecia. Pena n ter capacidade para se impor ah direção e recusar liedsons e afins...

Anónimo disse...

O Vítor tem boas ideias e ao contrario de outros consegue polias em pratica. Será sempre um bom treinador, mas só será grande no dia em que assumir a pasta das contratações. Ele aceita jogadores que não se adequam ao modelo que defende.
Nisto o Jesus bate-o aos pontos dai que o ache melhor que o VP.

Anónimo disse...

LoL. Será que o baggio é o Vitor Pereira ?! Eu agora a ouvi.lo só me lembrava de tudo o que foi escrito no Lateral Esquerdo.
Gostei da parte em que ele clarificou que o Porto nao era uma equipa forte defensivamente mas sim uma consequencia do jogo de posse e controlo. Muito curioso. Isto realmente quem sabe sabe.

Abc

Luís Carvalho disse...

Estou aprendendo a gostar do Vítor Pereira. Tanto que se o Jesus sair o VP era o treinador que escolheria para o Benfica. Grande entrevista do homem. E quando ele diz que vai vencer a champions, é com convicção de quem acredita no trabalho que tem desenvolvido.

João disse...

Entrevista muito interessante e só é pena que tenha sido neste programa...

É engraçado que, ao ouvir o VP falar me lembrei de muito do que foi dito aqui e no LE.

Obrigado Baggio e restante equipa.

DC disse...

O Lucho, aliás, por ser o jogador mais inteligente do Porto e o mais rápido a perceber as coisas, foi o primeiro a ser corrido do balneário de Paulo Fonseca. Porque percebeu mais cedo que os outros onde estava metido.

Quanto ao VP, dêem-lhe uma equipa de meio de tabela espanhola, italiana ou inglesa. Tenho a certeza que dará nas vistas e aí seguirá para onde merece. Em Portugal não é valorizado como merece, nem terá a visibilidade que merece.

DC disse...

Já agora Baggio, lá no 442, dizem que o VP por só ter ficado em 3º na Arábia, confirmou que é mediano LOL.
Parto-me a rir com aquilo :D

Roberto Baggio disse...

Hahahahah eu desisti de lá ir depois de explorar a fundo o conteúdo daquilo.
De resto, Isto que o VP disse nesta entrevista não trás novidades. E se este gajo é mediano, então não existe nenhum grande treinador no mundo. E sim, o Lucho saiu e deixou críticas do tipo "já não tenho idade para andar em correrias".

Pedro Ribeiro disse...

Também vi a entrevista (em repetição, às tantas da noite) e realmente valeu a pena ficar acordado.

O que acho curioso é a dificuldade que há em explicar o porquê de Vítor Pereira ter sido um mal-amado no Porto. Acho que isso se deve a duas razões fundamentais. A primeira é o facto de ter sucedido a André Villas-Boas (ainda que ele, VP, também lá estivesse), que teve uma época em que ganhou praticamente tudo e, muito importante para os adeptos, "humilhou" repetidas vezes o seu maior competidor. Seria praticamente impossível estar à altura dessa época, no imaginário dos adeptos.

A segunda razão é a ideia que quase toda a gente alimenta (adeptos ou adversários, ainda que por diferentes motivos) de que no Porto qualquer palerma é treinador e que é a "estrutura" o verdadeiro responsável pelos sucessos. O mérito dos treinadores seria mínimo, coisa que os próprios adeptos se orgulh(av)am de dizer - e ideia que, se calhar, também interessa a quem manda manter. A época que agora finda desmontou por completo este segundo argumento.

Uma questão: olhando para o percurso subsequente do André Villas-Boas (ainda que o seu tempo em cada clube seja escasso para avaliar o seu trabalho), a permeabilidade defensiva das suas equipas (ainda hoje colocou o título em risco perdendo por 4-2, em casa, frente ao Dínamo de Moscovo) deixa-me desconfiado de que Vítor Pereira, se calhar, teve um papel mais importante do que se julga na época de AVB no Porto. Faz sentido?

Ronaldinho disse...

Pedro, não só faz sentido, como é muito provável que tenha acontecido assim.

costa disse...

Também revi muito do que aqui e no LE é escrito com o que foi sendo dito pelo VP na entrevista. Percebeu-se que VP é um homem de ideias bem assentes, é convicto, e procura a perfeição. No entanto, muito repetitivo no discurso.

De resto, deixo duas respostas do interessantes do Vítor acerca da competência de Paulo Fonseca.

''Saí do Porto para que pudessem apreciar outro tipo de futebol''

''Os egos e os super-egos, os jogadores de topo, percebem onde está a competência e se ela não existe...''

hertz disse...

Ele fala de uma maneira como se o Benfica tivesse um super-11 mas ele, com uma equipa mais limitada, lá conseguiu ganhar.
Como disseram aqui e no LE, poucos jogadores do Benfica entrariam no melhor 11 deles. Fala dos jogadores de ataque que o Benfica tinha mas não fala nos da defesa que ele tinha e nós não tínhamos.

Para além disso, os jogos entre Benfica e Porto foram sempre equilibradissimos com 2 empates e com 2 vitórias deles: uma com um golo fora-de-jogo e outra com um golo nos últimos minutos com uma charutada de um jogador que nem jogava.

Roberto Baggio disse...

"Ele fala de uma maneira como se o Benfica tivesse um super-11 mas ele, com uma equipa mais limitada, lá conseguiu ganhar."

Não. Ele diz que o Benfica tinha melhor plantel que o FCP. Para além, claro, de melhores soluções ofensivas. Se calhar, se fosse ele a mandar, teria escolhido melhores jogadores para o ataque em detrimento dos laterais, ou do Defour.
Cumps

Anónimo disse...

Acho-o bom treinador mas teve uma sorteeeee!!!


AC

Anónimo disse...

Acho-o bom treinador mas teve uma sorteeeee!!!


AC

João Marinho disse...

Realmente durante o tempo que esteve no Porto só no final dos últimos 6 meses é que lhe comecei realmente a ver o valor e dar-lhe mérito pelo trabalho feito no.Ele fala que precisa de um desafio à altura dele acham que pode ir para onde?E o que pode ser minimamente aceitável para o nível de trabalho dele? Em Portugal penso que não iria para o benfica nem para o sporting porque ele é um Portista ferveroso e como o Porto anunciou agora um novo treinador talvez o braga mas isso não seria pouco aliciante para ele? Em espanha duvido que alguém o contrate, inglaterra nenhum dos presidentes tubarões parece minimamente ligar à qualidade de jogo apresentada pelas equipas mas sim olhar para o curriculo por isso só equipas de meio tabela não? Em frança só me ocorre o Monáco mas penso que o jorge mendes não seja o agente dele.. xD Por isso para muita pena minha não estou a ver uma equipa com capacidade de estar à altura do VP lhe apresentar uma proposta tentadora

Anónimo disse...

"(...)deixa-me desconfiado de que Vítor Pereira, se calhar, teve um papel mais importante do que se julga na época de AVB no Porto. Faz sentido?"

Eu também não tenho dúvidas disso!
Aliás, para mim aquele ano representou a "equipa técnica perfeita".
Um genial no treino/táctica outro genial na motivação/gestão do grupo.

Eu, portista doente, todos os dias (mesmo!!!) me lamento da saída deste grande treinador.
Gostava de saber/perceber o porquê de não ter continuado.
Acredito que a falta de reconhecimento de grande parte dos adeptos e comunicação social em geral contribuiu.
Mas incrível é como, mesmo com o exemplo deste ano a entrar pelos olhos dentro, há gente que continua a não lhe reconhecer a (ENORME) competência e qualidade que tem!
Acho também que a sua evidente falta de carisma contribui para isso. O problema é que esse não devia, nem pode, ser o critério de avaliação!

Baggio (é a 1ª vez que comento. Vou tentar voltar mais) parabéns pelo fantástico trabalho!

Diogo

Anónimo disse...

hertz

ai esse golo em fora de jogo...
só faltou dizer que nesse jogo houve 2 penaltis a favor do Porto ( um "volei" do Cardozo e uma falta do Luisão sobre o Alvaro Pereira).

O vitor Pereira disse que não tinha o melhor plantel e que não tinha jogadores para fazer aquelas "correrias" que o Benfica faz ,e daí responder a comentários que faziam do estilo de jogo dele dizendo que era chato e pouco ofensivo , com uma posse inconsequente , o que é mentira .

Achei interessante ele dizer que a equipa não era tão forte a defender "lá atrás" ,tinha era uma transição defensiva e pressão muito forte , à semelhança de Guardiola.

José Fernandes disse...

Baggio
admite lá que o Vítor Pereira é o teu alter ego...

Roberto Baggio disse...

LoooooooL
José, é mais o Guardiola, o VP, o Jesus, o Klopp, o Mourinho, o Bielsa, O Wenger, o Simeone, o Rodgers, o Laudrup, o Martinez, o SACCHI, o Michels... é pah todos os treinadores me ensinam muito. Todos têm coisas que quero ter. Todos têm processos que quero nas minhas equipas. Todos são o meu alter ego xD

Abraço

Fernando Redondo disse...

Nada disso Baggio...

Tu é k és o Alter Ego deles... ;)(joking)

Roberto Baggio disse...

hahahahah tiveste bem hahahahah

LGS disse...

Baggio,

"Todos têm coisas que quero ter. Todos têm processos que quero nas minhas equipas."


Aproveito a deixa porque já andava a pensar perguntar-te isto há algum tempo:

Tu tentas nas tuas equipas replicar a forma de jogar de alguns outros treinadores?

E outra coisa, achas que é possível pegar em "bocados" do modelo de jogo de diferentes treinadores e "juntá-los" de forma coerente, aproveitando aquilo que uns e outros fazem de melhor (por exemplo, e vou dizer coisas ao calhas, juntar a organização defensiva do JJ com a organização ofensiva do Pep)?

Abraço

Roberto Baggio disse...

"Tu tentas nas tuas equipas replicar a forma de jogar de alguns outros treinadores?"

As ideias gerais sim. O pormenor é sempre diferente. Está na cabeça de cada um. Por exemplo, se me pedires para caracterizar a minha equipa, ou o que quero da minha equipa, direi o mesmo que VP diz nesta entrevista, ou mesmo que Guardiola foi dizendo ao longo do tempo, ou o mesmo que Mourinho foi dizendo no passado, ou o mesmo que o novo treinador do FCP diz.
Agora, a forma de fazer as coisas funcionar são todas diferentes. Por exemplo, nunca poderia ter uma equipa a funcionar como a do JJ, porque do ponto de vista ofensivo organizo-a de forma diferente. Do ponto de vista da estrutura táctica também há diferenças. A forma de pressionar e condicionar o adversário é diferente, a forma de criar as linhas de passe é diferente, os timings de ataque são diferentes. Logo a equipa está organizada de forma diferente para a transição defensiva. E para a organização defensiva também.

Gonçalo Matos disse...

Que esta entrevista sirva para mostrar que não é preciso ser-se treinador de Champions pra se:
1) perceber de futebol
2) ser-se bom treinador
3) comentar com qualidade o trabalho dos restantes

Nunca duvidei do trabalho do Baggio, do Maldini, do Bergkamp ou do Ronaldinho. Vi a entrevista e pra mim teve 0 de novo, foi repetição do que já sabia. Fico espantado por ver tanta gente "admirada"...

Já agora, felizmente que alguém convidou o NES, o VP o Fernando Santos para falarem na televisão que não Sporttv. É assim que se mudam mentalidades, apesar de eu achar que 90% das pessoas que estão a ver não se interessam ou não percebem o que lhes estão a dizer..

Um abraço Baggio e obrigado mais uma vez por nos mostrares as coisas como elas são!

PPM disse...

Este gajo é o maior! Adorava que fosse para o Tottenham! Tudo para comprovar que é MELHOR, mas MUITO MELHOR que o AVB!!

Rafael Antunes disse...

O Vitor Pereira é um SENHOR!!!!

Para "nós" daqui do blog não é novidade nenhuma o que ele disse...

Parece música!!!!

À "million dollar question":

"Porque é que não chegou aos adeptos?!"

VP diz entre linhas o que aqui se diz várias vezes!!! 99% dos adeptos não percebe o jogo.

Dennis Bergkamp disse...

Rafael, estava mortinho que ele tivesse coragem para dizer isso.. mas ia ficar associado a essa dica para o resto da vida e entalava-se.

O VP é um de nós. Atenção que ninguém se coloca no mm patamar que ele. Mas é alguém que olha para o jogo com racionalidade. Que é emotivo mas não deixa de parte a organização. Que valoriza as boas decisões em detrimento da correria desenfreada.

Obrigado Baggio, por teres resumido isto =)

Rafael Antunes disse...

òbvio Bergkamp...

Ele ainda chegou ao "quem sabe ver futebol"...

Há alturas em que se tem de ser politicamente correto... :D

Pedro disse...

Muito se fala da falta de reconhecimento do trabalho de VP, mas, perdoem-me a heresia até porque é a 1º vez que comento aqui, o futebol é um desporto de massas nao é para entendidos.
VP é um excelente treinador, o que lhe falta é saber "vender" as suas ideias ao público, de se auto-promover aos olhos dos adeptos.
Posso fazer uma comparaçao com o cinema: um filme pode ser maravilhoso para um critico de cinema que entende a arte e ser um fracasso para o público geral.

Isso aliado ao peso da performance do ano anterior, ao facto de nao ser uma contrataçao mas uma promoçao, ao facto de ter tomado conta da equipa num ano expremamente dificil com jogadores cheios de ilusoes criou desde logo uma imagem aos olhos do adepto comum que nao foi a mais favorável e que pelo seu perfil pouco exuberante nao conseguiu modificar no tempo em que permaneceu no clube.

Nao é por acaso que só agora muitos adeptos em geral começam a valorizar o seu trabalho.

Roberto Baggio disse...

Pedro,

Concordo em parte contigo. Isto porque para quem percebe futebol é óbvio que VP é um grande treinador. Contudo, para o grande público não o é, em parte pelo que disseste. E essa parte é responsabilidade dele ("não saber "vender" a sua qualidade aos adeptos comuns).

Rafael Antunes disse...

Pedro,

Será que o problema é do Vitor pereira por não lhe reconhecerem o valor que tem?

Ou antes um desconhecimento generalizado de grande parte dos opinadores do futebol?

Roberto Baggio disse...

Essa é a parte do qual ele não é responsável :)
Mas como o futebol é e vai ser sempre um desporto de massas (e ainda bem), não só para quem perceber, acho que ele tem uma certa razão.

Tiago Silva disse...

Esta entrevista foi uma autêntica maravilha... não por revelar algo de novo mas por dar eco àquilo que eu também defendo acerca do futebol.
Era capaz de o ouvir durante horas..
Nessa impossibilidade, resta-me ir acompanhando o posse e o lateral.

Rafael Antunes disse...

Atenção que eu não quero dizer que os adeptos não são importantes... São e de que maneira!!

Faz-me muito mais confusão o tempo de antena que certas pessoas têm, que depois acabam por incendiar a opinião pública, e concordo com o que o Nuno Espírito Santo diz, devem dar voz a quem percebe de futebol!!!

O Vitor Pereira sabe vender-se, naquilo que põe em campo, que a sua equipa põe em campo...

Há é muitas pessoas À volta dos cículos de decisão no futebol que não está preparado para o ver...

Neste sentido, o que vale para o VP vale para "todos" os treinadores!!!

Roberto Baggio disse...

Subscrevo

Anónimo disse...

esse problema do saber vender tem, infelizmente, tanto a ver com a paisagem mediática (e problemas em áreas, bom, vou atrever-me a dizer, ainda mais importantes que a bola)... tem razão o NES, mas também é verdade que o público não quer ouvir quem percebe de futebol, prefere aprofundar clubites.

paixão pelo futebol há muito pouca neste pais.