Posse de bola no Facebook

Translate

quinta-feira, fevereiro 13, 2014

O (estranho) caso de André Martins


A criatividade simplesmente não aparece, porque não há espaço para ela. Cada lance tem uma resposta igual treinada. E André Martins não é nada disso. É um jogador que precisa de liberdade de acção para aparecer "onde quiser", criar as linhas de passe "que quiser", para receber, enquadrar, e participar activamente no processo de criação da equipa. Na "pior" das hipóteses, teria de ser Martins com as funções de Adrien. Isto para que ele transformasse cada lance em construção num ataque com imenso potencial. André Martins é jogador para jogar no corredor central! E é aí, mais em apoio do que em profundidade, que ele pode ser verdadeiramente relevante.