Posse de bola no Facebook

Translate

terça-feira, fevereiro 11, 2014

Diferença notória de qualidade individual

Antes da análise, deve-se dizer que a diferença de qualidade entre Benfica e Sporting é a que se viu neste jogo.
Já tinha colocado a questão no Lateral-Esquerdo, aqui.
Poderão alguns dos intervenientes repensar?!
Quantos jogadores do Sporting entrariam no onze do Benfica?!

A diferença percebe-se, sobretudo, naquilo que os jogadores oferecem à equipa com bola!

19 comentários:

Gito Bastos disse...

Se pensarmos apenas naquilo que oferecem com bola... nenhum!
Se pensarmos tb no que oferecem sem bola... entrava Patrício.

Rafael Antunes disse...

Se antes do jogo ainda poderia haver alguma discussão... À luz do jogo de hoje, nem um poderia sequer sonhar fazer parte do plantel...

O William Carvalho não jogando, talvez seja ainda assim o único. Mas nessas funções o Fedja hoje, à parte de um passe mal feito ainda na primeira parte esteve em grande... pelo menos no capítulo da recuperação e imediata procura da profundidade.

Grande jogo!!!

Edson Arantes do Nascimento disse...

A superioridade com bola é evidente, óbvia e que não tem discussão possível - apenas fanáticos podem dizer que gajos como o Jefferson (muita fraquinho...), o André Martins ou mesmo o William (actualmente, no futuro quem sabe?) têm lugar no Benfica.

Mas hoje a superioridade não foi só com bola. Foi a todos os níveis. E em todas as vertentes do jogo. E o Fejsa? Máquina!

Durante o jogo lembrei-me da análise em baixo e de facto foi óptimo ver o Benfica com mais apoios ao portador e a utilizar o meio com mais inteligência e variedade.

Faz todo o sentido, como vocês e o LE sempre disseram, até porque há atletas com qualidade mais do que suficiente para um jogo mais pausado e menos na vertigem. Espero que sejam alterações para continuar porque foi um jogo muito agradável da parte do Benfica.

Lembrei-me também dos tópicos sobre a formação. Todos nós sabemos que o Sporting para se bater de frente com Benfica e FCP tem de ir às compras com a bolsa aberta...

Há titulares indiscutíveis na equipa do Sporting que não lembram ao diabo, de tão maus que são. Parabéns ao LJ por, mesmo assim, andar a pisar os calos à malta. O mérito é dele.

Andrea Pirlo disse...

100% de acordo contigo Edson, mas faltou referir o Enzo, teve ele q subir para mostrar como se marca um golo, os outros andavam ali, mas vacilavam sempre, o Benfica tem q melhorar neste aspecto, desperdiça muito. E também como disseste, que máquina é o Fejsa, hoje teve imperial, e aquele passe para o Rodrigo, que depois o mesmo mete no Marko e este remata fraco, surpreendeu-me bastante, não sei, se vocês se recordam desse lance, mas é para rever. Benfica fez um óptimo jogo, mas podia facilmente ter sido melhor, se jogasse mais apoiado.

Roberto Baggio disse...

Edson, exacto. O LJ conseguiu "enganar" os adeptos do Sporting, metendo-os a pensar que tinham vários jogadores de grande qualidade. Nada mais errado. Todos os méritos vão para ele, que com um grupo de jogadores banal, ainda está na luta pelo campeonato.

Para mim, Fejsa é melhor que William. Não tenho dúvidas disso.

Quanto a superioridade do Benfica foi por demais evidente. Mas fiquei com a sensação que o Jardim esteve um pouco receoso, permitindo ao Benfica circular entre os centrais. Mas já lá iremos.
As alterações no modelo são muito boas. Os dois avançados deixam sempre o receio da profundidade no adversário. Os alas dentro, Gaitan e Markovic a cavalgar, minha nossa. Depois Enzo!

LGS disse...

E que jogão do Enzo!! Mais um, aliás. É um bom hábito.


Edson e Pirlo,

Porque é que gostam assim tanto do Fesja? Confesso que ainda não me convenceu. Acho que é muito bom sem bola, mas com ela (principalmente quando é pressionado) ainda me deixa um pouco inseguro. Mas também, o meu termo de comparação agora é o Matic, o que pode enviesar um bocado a minha análise...


Abraço

Andrea Pirlo disse...

LGS,

Ele hoje convenceu-me, é muito bom sem bola como disseste, e com bola é bom, tem qualidade, viu-se isso hoje, cumpriu muito bem a 1ª fase de construção, fez grandes passes, com muita confiança, parece-me um jogador muito forte mentalmente, e isso é importante.

Agora... porque é q ainda não te convenceu? Precisamente pela tua ultima frase.

Abraço

Gonçalo Matos disse...

Tanta bola entre as linhas do Sporting na primeira parte, que até fazia confusão.. O JJ preparou munta bem a equipa, tava munta forte.
Sem brincadeiras, o que achaste do Martins? Não esperava um milagre desta adaptação, mas pareceu-me muito fraca (quando o Sporting tinha a posse). Nunca ofereceu linhas de passe de qualidade, principalmente ao Cedric.
Quanto ao que escreveste no LE, concordo que a dinamica colectiva de grosso modo se manteve e se mantem mesmo alterando os jogadores. No entanto ao colocares jogadores em posições não habituais, alteras alguns pormenores. O que me saltou mais à vista foi mesmo a questão dos dois pontas de lança, que me pareceram muito menos agressivos na pressão à linha defensiva que quando joga Montero com Martins atrás.

Abraço!

Gonçalo Matos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gonçalo Matos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Roberto Baggio disse...

Gonçalo Matos,

Sinceramente preciso de ver o jogo no pormenor. Mas a frio, pareceu-me aquilo que disse ao Edson que não houve pressão nos centrais. Claro que as características da equipa mudam quando se fazem essas adaptações, mas fundamentalmente as ofensivas. Montero no meio tinha dado mais trabalho que Slimani. Principalmente porque não iria ser solicitado apenas no jogo directo, mas porque, pela sua movimentação, caindo nos corredores, ou baixando para vir buscar, iria participar mais, criando superioridade em zonas de construção. Quanto ao Martins, pareceu-me estratégico. Tal como em Alvalade, o Benfica tentou fechar os corredores, arriscando pouco a saída de Martins.

DC disse...

No jogo da 1a volta o Montero serviu de referência ao ataque do Sporting e faz um jogo brutal.
Neste jogo ele mata o Montero naquela posição e põe lá um gajo banal a fazer praticamente nada.

Por muito que concorde que o Sporting não tem equipa nenhuma, hoje acho que todo este domínio se deve à táctica.
Recordo que já na 1a volta o Leonardo Jardim tinha feito uma substituição que tinha desequilibrado a equipa ao mexer em 3 posições. Agora, não conseguiu nunca condicionar a saída de bola do Benfica e, por sua vez, só soube sair a jogar em chutão para a frente.

O JJ deve andar feliz da vida. No ano passado levava bailes do VP, agora sem grande dificuldade humilha o LJ e o PF. Vai ser o campeonato mais fácil que o Benfica vai ganhar dos últimos 20 anos.

Roberto Baggio disse...

"Tal como em Alvalade, o Benfica tentou fechar os corredores, arriscando pouco a saída de Martins."

Correcção: onde está "o benfica" é o Sporting. E claro que Martins em Alvalade jogou com um posicionamento diferente do de hoje.

Gonçalo Matos disse...

Também acho que a maior diferença acaba por ser ofensiva. Fico então À espera da análise, mas também achei que Montero renderia mais no centro. Talvez o Jardim procurasse com o Slimani em campo, tem alguem pra bater longo e segurar. À imagem do Cardozo.

Edson Arantes do Nascimento disse...

LGS,

Repara bem no primeiro golo do Benfica.

A jogada começa com uma recuperação do Fejsa junto à linha lateral. Numa primeira instância ele ganha a bola no corpo-a-corpo. Depois a bola fica ali assim meia morta junto à linha. Ele temporizou e meteu um passe de excelente nível entre as pernas do Adrien - que deixou o Maxi com caminho aberto para cruzar.

Vê bem o lance e diz-me lá quantos jogadores, naquela posição, e naquela zona do campo (difícil por estares encurralado entre a linha lateral e o adversário), têm a classe suficiente para temporizar, decidir e executar com muita qualidade?

E depois diz-me: quantas vezes o Fejsa falhou um passe? Eu tenho andado a olhar muito para ele nos últimos jogos e digo-te que, sem ter o talento do Matic (os canhotos são lixados...), o rapaz temporiza, faz passes na medida e com a força certa, quando tem espaço progride e está sempre à procura de fixar o adversário para jogar com segurança.

Bom jogador!

LGS disse...

Edson e Pirlo,

Vou tentar tomar mais atenção ao rapaz, então. :)


Abraços

hertz disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
hertz disse...

O LJ para este jogo, um derby contra uma equipa forte, coloca pela 1ª vez na época o Montero e o Slimani a titulares e ainda dá a titularidade ao Heldon que treina há um par de dias com a equipa. Não esteve ele muito mal a fazer isso? A equipa parece que não sabia o que fazer em campo. E depois da entrada do Magrão os jogadores ficaram todos aos papéis sem saber o que fazer (viu-se depois o Eric Dier a falar com o LJ após o golo do Enzo).

E quanto ao trabalho do LJ esta época, está a fazer um grande trabalho? Está. Mas é bem mais fácil trabalhar quando a pressão no clube é igual a zero.

Roberto Baggio disse...

Hertz,

Magrão foi menos 1.
Quanto ao resto está respondido no post novo que fiz. O próprio LJ parece dar as respostas para isso.