Posse de bola no Facebook

Translate

sábado, fevereiro 01, 2014

As individualidades mais relevantes são as que elevam o nível da equipa

Depois do post do Lateral Esquerdo sobre Shikabala, relembro um excerto da entrevista de Rene Meulensteen acerca do desenvolvimento de Cristiano Ronaldo.

"The problem is also your attitude and therefore your decision-making. At the moment you’re playing to put yourself into the limelight, to say “look at me, how good I am”. Therefore, Mr Ronaldo, you are doing a lot that doesn’t mean anything for your team-mates."

"Cristiano, I’ve looked at your goals last season, and you only scored 23 because you want to score the perfect goal all the time. ‘Look at me! Top corner!’ The most important individuals are the ones who elevate the team, not themselves. You think it’s the other way round. No, no, no. Elevate the team and the team will then elevate you."


Cristiano Ronaldo, 9 anos atrás


O mais importante é que os jogadores proporcionam aos colegas. A mensagem para Ronaldo foi clara, e todos os jovens praticantes deveriam crescer com essa ideia.
É esse o modelo espanhol e alemão. E mais do que admirar, e congratular pelos frutos que têm tido, é necessário imita-los. E, para mim, não o fazer significa que não entendemos nada do que tem acontecido por lá. 

6 comentários:

Andrea Pirlo disse...

Grande entrevista. Sábias palavras. Este Rene Meulensteen então não tem 19/20 de finalização no FM, por acaso.

Vê-se nesse vídeo, as reacções do ego do Ronaldo, a seguir a um remate, ou passe falhado, são completamente direccionadas para a TV, para os adversários. Os egos são assim, eles querem atenção, aprovação, elogios, são uns autênticos monstrinhos na cabeça de todo o ser humano. Só há uma solução... Desidentificar-se!

Martins disse...

Mas é impressão minha ou o Ronaldo ainda é assim ... ?

Apotek 25 disse...

keren .. sukses teris mastah

Roberto Baggio disse...

Martins,

Não me parece que seja

Martins disse...

Boas Roberto Baggio

Fiz o comentário antes de ler a entrevista na totalidade. Mea culpa
De facto, no que diz respeito ao seu jogo, CR7 cresceu muito. Perdeu a tendência para os dribles desnecessários e para as acções excessivamente individuais e tornou-se mais objectivo, pragmático, colectivo, simplificando mais, decidindo melhor (embora longe dos melhores) e tremendo no momento da finalização (aqui, para mim, está ao nível do melhor que já houve na história do jogo).
Porém, tenho uma opinião/convicção. Não acha que parte dessa 'evolução' não terá sido também forçada pela crescimento fisico que teve em Manchester? Tamanho crescimento muscular, julgo eu, promovido de forma intencional, roubou-lhe necessariamente agilidade. Não acha que ele terá sido 'obrigado' por essa razão também a formatar o seu jogo?

Roberto Baggio disse...

Martins,

http://possedebolla.blogspot.pt/2013/05/cristiano-ronaldo-sera-que-ganhou-assim.html