Posse de bola no Facebook

Translate

quinta-feira, janeiro 30, 2014

"Isto é futebol do século 19"

"É muito difícil disputar uma partida de futebol quando apenas uma equipa está interessada em jogar. Numa partida de futebol é suposto haver duas equipas a jogar"

Mourinho, podes ligar ao João de Deus?!

17 comentários:

PP disse...

Romário,

O Mourinho deveria era telefonar ao Jesus, pois foi ele quem conseguiu vencer o "poderoso" Gil Vicente com um onze de reservas...

Eu por acaso vim cá hoje para vos picar. ;)

Sei que muita gente que por aqui comenta acha que falta ao Chelsea um avançado melhor e esse é o seu maior problema.

Contudo, será isso mesmo verdade?

I don't think so...

Anónimo disse...

Acho engraçado o Mourinho dizer isso e esquecer que ele proprio ja fez isso. É so lembrar o jogo de 2 mão do seu Chelsea contra o Barcelona. Cada um joga com as armas que tem e isso é legitimo.

AC.

hertz disse...

"É muito difícil disputar uma partida de futebol quando apenas uma equipa está interessada em jogar. Numa partida de futebol é suposto haver duas equipas a jogar"

Pois. Foi exatamente isso que se passou em Camp Nou quando ele treinava o Inter

Roberto Baggio disse...

Depois da expulsão do Motta, num jogo com duas mãos, onde tinha dois golos de vantagem, da primeira mão, onde não jogou da mesma forma. Não é que eu ache que tenha sido bonito, mas consigo aceitar a estratégia, porque um empate, ou uma derrota por apenas um golo de diferença davam o máximo que ele poderia conseguir desse jogo (passagem à próxima eliminatória). Neste caso, jogo do campeonato (No caso do West Ham), e jogos do campeonato no caso do Gil Vicente, e da taça da liga onde ainda já não podia passar, abordados de forma a nem sequer tentar o máximo que se podia conseguir desses jogos.

Romário disse...

Hertz,

As condicionantes e os imponderáveis eram bastante diferentes.

ricnog disse...

Mas este Gil vai conseguir tirar pontos ao Benfica no sabado......vai se fechar todo e mais um jogo com zero remates......

Este João Deus é mesmo só isso..........!! Eu que ate tinha defendido a teoria que deve haver um breve estudo das equipas adversárias e etc.....

DC disse...

O Mourinho que ligue também ao Mourinho que treinou o Real Madrid e punha o Pepe a trinco, o jogo todo a correr atrás do Messi em marcação individual.
Karma is a bitch!

P.S. Grande Pellegrini!!!

Pedro_7 disse...

Não vi o jogo contra o West mas não vejo em que é que fazer marcação individual ao Messi e deixar de jogar o jogo, até porque o mourinho ganhava ao barça não defendia constantemente com 11 jogadores dentro da baliza

DC disse...

Ganhava ao Barça? A única vez que ganhou com o Pepe no meio-campo foi na taça do Rei, em prolongamento, num jogo com uma arbitragem bem discutível. E em 16 jogos contra Pep, venceu 3 e perdeu 8.

Jogar com o Pepe a fazer marcação individual é jogar de acordo com o que o adversário vai fazer, tal como faz o João de Deus. E o João de Deus e o gajo do West Ham não têm gajos como o Ozil e o Ronaldo no plantel. Mourinho a perder 2-0 em Camp Nou, ao intervalo tira Ozil e mete Diarra. Resultado? 5-0.
Sei que se idolatra Mourinho, mas por ele não fazer isto no início de carreira e jogar com princípios bem diferentes é que chegou a esse nível de idolatria. E também no Real, demorou, mas acabou por desistir de jogar com autocarro e começou a optar pela pressão alta e aí sim, começou a fazer tremer o Barça.

Jorge Carolo disse...

O problema do Mourinho contra o Barça quando treinava o Real era sobretudo pensar em demasia no adversario e alterar radicalmente a forma de jogar da sua equipa...

Apartir do momento em que optou por uma estratégia mais parecida com a que apresentava nos jogos contra outros adversários, se bem que com algumas alterações, conseguiu disputar mais as partidas com o Barcelona, inclusivamente ganhando algumas delas...

Quanto ao referido sobre o jogo de Mourinho no Inter contra o Barcelona, não se podem ignorar factos determinantes que condicionaram claramente esse jogo, nomeadamente, ser uma eliminatoria, ter ficado com um jogador a menos apartir dos 30 minutos, apesar de julgar que a sua intenção passaria sempre por estar a jogar em contra ataque. No entanto, tambem tinha ao seu dispor uma equipa com caracteristicas que permitiam apostar neste tipo de estrategia de uma forma mais eficaz.

Por fim, fazendo referencia ao fraquinho João de Deus, espero que procure alterar esta forma retrogada de ver o jogo e com as novas aquisições adopte um futebol mais ofensivo. De realçar, tambem que caso o Benfica não esteja num dia inspirado poderá ter dificuldades em ganhar a este Gil Vicente, pois à semelhança do Chelsea vs West Ham à medida que o tempo foi passando os visitantes foram ganhando cada vez mais confiança, mesmo sem jogarem absolutamente nada!!! ZERO.

Cumprimentos

FT disse...

A questão é mesmo a que o DC quis explicar... a diferença entre o West Ham e o Chelsea não é a diferença entre o Real Madrid e o Barcelona.

Mas Mourinho faz isso com muita facilidade. Ele é capaz de, na mesma conferência, criticar um treinador ultra defensivo e no final dizer: se fosse eu se calhar fazia o mesmo...

Cumprimentos,
Telmo Frias
Cenas da Bola

Jorge Carolo disse...

Discordo FT,

Nesta equação, só pensa no valor da equipa e não no tempo de trabalho que Mourinho teve com a equipa do Real(onde tinha acabado de chegar) até defrontar o Super Barça...

Provavelmente Mourinho terá sido um dos 1ºs treinadores a conseguir fazer frente a esta equipa do Barça consecutivamente. Como é obvio numa fase inicial agarrou-se a uma estratégia que já lhe tinha dado frutos (passagem da eliminatoria com o Inter) para tentar ultrapassar o Barça, que passava por uma postura mais defensiva mas foi infrutifera.

Por outro lado, a questão do Pepe a medio defensivo, não foi, na minha opinião, com o intuito de apenas defender, mas tentar equilibrar a "luta" a meio campo com a agressividade inerente à postura de Pepe, que na altura era a grande lacuna que se apontava ao Real nestes confrontos. Não considero o facto de jogar com Pepe comparável a uma postura por exemplo semelhante a de Sam Allardyce ou Joao de Deus, que apenas procuraram ao longo dos 90 minutos não sofrer golos, acabando o jogo sem praticamente rematar à baliza contrária...

Penso que a diferença entre as equipas, do ponto de vista global, não pode ser medida só pela soma das partes (leia-se jogadores) mas tambem pela diferença entre os coletivos(estilo de jogo) e momento animico, onde o Barça era claramente superior em todos os aspectos e Mourinho sabia-o. Logo a diferença global podia-se assemelhar por exemplo à diferença entre o Chelsea e o West Ham... Se é que me faço entender...

Cumprimentos

DC disse...

Mas o Mourinho tem desculpas porque tinha acabado de chegar e o João de Deus está há 15 anos no Gil, é?

E o Mourinho não fez consecutivamente frente ao Barça. Começou por levar 5 e depois por empatar a 1 em casa num jogo que o Barça já não precisava de ganhar. Depois ganhou a taça do rei mas voltou a não conseguir ganhar nenhum jogo nas meias da Champions (derrota em casa e empate fora com Barça a gerir o resultado). Depois volta a empatar e perder nos 2 jogos para a supertaça perdendo o troféu. De seguida perde em casa para o campeonato 3-1 e para a taça do rei 2-1 e volta a empatar fora sendo eliminado da taça do rei. E finalmente, passado 7 jogos seguidos sem ganhar ao Barcelona, consegue vencer 2-1 no último ano de Pep.
Portanto, em todo este período em Espanha o Mourinho venceu 2 vezes o Pep, uma sem saber como e outra na fase final de Pep.

E enquanto jogou com Pepe no meio, preocupou-se apenas e só com não deixar jogar, ponto. Pontapés de 50 metros sem critério para o Ronaldo andar a fazer de gazela não é futebol. O West Ham se tivesse o Ronaldo também os fazia.

Um grande fã de Mourinho, como eu era nos tempos do Porto e 1º ano do Chelsea, só pode ter ficado desiludido com esta postura nos jogos contra o Barça.

Anónimo disse...

DC o teu fanatismo pelo barça cega-te. Comentários sem qualquer critério.

DC disse...

Bons argumentos, fiquei sem palavras para responder a um discurso tão elucidativo.

Jorge Carolo disse...

DC,

Mas o que é que os resultados têm a ver com a postura da equipa...

Escusas de me dizer quanto é que ficaram os confrontos entre Barça e Real que como é obvio todos sabemos e isso não te dá nem mais nem menos razao em relação aos argumentos que utilizas...

Ou vais me dizer que alguma equipa no mundo fez frente ao Barcelona de Pep?

Arranja um argumento válido que não a utilização de Pepe a meio campo, porque de facto isso não explica aquilo que queres argumentar, isto é o facto de Mourinho ser ultra defensivo...

Cumprimentos

Jorge Carolo disse...

DC,

Mas o que é que os resultados têm a ver com a postura da equipa...

Escusas de me dizer quanto é que ficaram os confrontos entre Barça e Real que como é obvio todos sabemos e isso não te dá nem mais nem menos razao em relação aos argumentos que utilizas...

Ou vais me dizer que alguma equipa no mundo fez frente ao Barcelona de Pep?

Arranja um argumento válido que não a utilização de Pepe a meio campo, porque de facto isso não explica aquilo que queres argumentar, isto é o facto de Mourinho ser ultra defensivo...

Cumprimentos