Posse de bola no Facebook

Translate

sábado, dezembro 14, 2013

Hoje, como em tantos outros dias, Ronaldo merece ser o melhor do mundo. Porém, continua a existir quem faça ainda mais e melhor



“Ronaldo é mais completo. Há o pé esquerdo e o cabeceamento”. É este o argumento mais utilizado de quem ousa afirmar que o português tem mais qualidade que o astro argentino.

Há algo de verdade, ainda assim. Ronaldo é realmente mais completo que Messi. Todavia, apenas num único momento do jogo. Na finalização, e ainda que com muito menos classe na forma como o faz, Cristiano tem de facto mais argumentos que o argentino.

E esgota-se ai a superioridade de Ronaldo. A questão é que para grande infortúnio do português, o jogo é tão mais do que isso.

O golo dá notoriedade, alimenta a discussão e justifica o epíteto de segundo melhor jogador do mundo. Mas, não é tudo. E todo o trabalho que há que ser feito, para que se possa chegar ao momento de rematar à baliza? Ainda que menos notório, será tão pouco importante assim? Não será a assistência, ou o passe que antecede a assistência, ou até o passe que antecede esse mesmo passe, tão decisivos para o sucesso quanto a bola que bateu na rede? Sem todo o trabalho prévio, haveria sequer oportunidade para poder finalizar?

Retire o golo a Ronaldo, e não terá um jogador capaz de ser tão bom quanto outros quinze ou vinte mais talentosos e mais inteligentes que o português.

Agora retire o golo a Messi."

"Temporiza, temporiza, temporiza, e já foste"


"Messi tem Xavi e Iniesta. Não. Xavi e Iniesta é que têm Messi"


Assim foi a passagem do astro Argentino por Portugal. Quebra contenção, quebra coberturas, qualidade e velocidade na tomada de decisão, qualidade técnica, velocidade de execução, criatividade, individualidade ao serviço do colectivo. Provoca, atrai, fixa e solta em Fabregas


"Verdadeiramente impressionante que um mortal consiga quase dividir opiniões sobre quem será o melhor. Por todo o esforço que despendeu e despende ao longo de toda a carreira, o português merece toda a controvérsia que se seguirá na caixa de comentários. Todas as opiniões contrárias serão uma justa homenagem a Ronaldo."

42 comentários:

Gonçalo Teixeira disse...

Muito boa citação. É um pequeno texto muito coerente e imparcial. Já o li imensas vezes. É muito difícil discordar.

DC disse...

É natural que tanta gente diga que o Ronaldo é melhor e mais completo, porque realmente há muita gente a falar de futebol que é completamente ignorante em relação ao mesmo.

Dizer que Ronaldo é mais completo por marcar de pé esquerdo, direito e cabeça é a mesma coisa que dizer que uma secretária que consegue atender o telefone com a mão esquerda, a mão direita e os pés é mais completa do que uma secretária que também sabe fazer contabilidade.

A bola de ouro este ano não irá para o Messi, devido essencialmente às jogadas da FIFA no alargamento do prazo e à campanha massiva montada pelo Florentino, mas o melhor do mundo continuará a ser o de sempre.

Daniel Martins disse...

Os que dizem que o Ronaldo é mais completo porque marca de pé direito, de pé esquerdo, de cabeça, de livre, de penalty... esquecem-se (ou nunca repararam) que o futebol é muito mais que golos. É ocupação de espaços, abordagem correcta aos lances, apoios ao portador da bola, criação de jogo, etc etc etc. E nisso Messi é muito mais completo que CR7, por mais que doa aos portugueses (aos quais me incluo).

Daniel Santos disse...

Caro DC acha que o Ronaldo nao merece a bola de ouro este ano? Se o criterio dos ultimos anos for mantido (a bola entregue ao jogador que mais produziu no ano), o Ronaldo deverá ser o vencedor.

DC disse...

Acho que não merece não. Porque os golos não são tudo no futebol.
E no futebol, o Barcelona venceu o campeonato com o Messi a ser o melhor jogador do campeonato (de longe), venceu já este ano a supertaça e o duelo directo com o Real Madrid e tudo isso com treinadores bem piores.
Já na Champions, as duas equipas caíram na mesma ronda, sendo que a importância de Messi para o seu Barça ficou bem explícita nos jogos contra o PSG e o Bayern.

Depois, pelas selecções o Messi simplesmente qualificou-se em 1º e marcou 10 golos num apuramento contra Uruguai de Suarez, Chile de Alexis e Vidal, entre outras equipas bem mais fortes que Russia, Israel ou Luxemburgo. Nesse grupo, vergonhosamente a nossa selecção ficou em 2º lugar e o Ronaldo foi pouco decisivo, tendo apenas marcado em 2 jogos (3 golos num jogo e 1 golo noutro). Depois o play-off a mim diz-me zero, foi ao play-off quem não foi competente para ficar em 1º, ao contrário da Argentina.

E estou a falar de golos e troféus, apenas e só, porque Ronaldo é golos. Não faz mais do que isso. Porque em cada jogo de Messi, a sua participação no jogo é imensamente superior à de Ronaldo. Messi é Ronaldo e Moutinho na nossa selecção, é Ozil e Ronaldo do Real.

Portanto, não tenho dúvidas que o que Messi fez este ano chega e sobra para ganhar a bola, da mesma forma que acho que, por muito golo marcado, Ronaldo com zero troféus e uma fase de qualificação para o Mundial miserável, não fez nada de transcendente.

Aliás, era praticamente unânime que Ronaldo não venceria a bola de ouro quando terminou a época em finais de Julho. Só que como a memória que fica é a mais recente, toda a gente está a ignorar o facto de Ronaldo ter sido o único dos 3 candidatos a não ser decisivo para vencer um troféu e a concentrar-se nos golos que marcou nos 2 meses finais.

Resumindo, com ou sem bola de ouro, não tenho a mínima dúvida sobre quem é o melhor do mundo.
Não é por marcar 3 ou 4 golos à Suécia, depois de passar 2 jogos com a Rússia, Israel, Azerbaijão, etc sem fazer ponta dum corno, que acho que alguém é o melhor. O melhor é aquele que, mesmo em jogos mais dificeis de decidir individualmente, mantém um rendimento colectivo, ao nível da execução e da tomada de decisão, sempre excelente. E esse é Messi, sem a menor dúvida.

LGS disse...

"Dizer que Ronaldo é mais completo por marcar de pé esquerdo, direito e cabeça é a mesma coisa que dizer que uma secretária que consegue atender o telefone com a mão esquerda, a mão direita e os pés é mais completa do que uma secretária que também sabe fazer contabilidade."


Boa analogia DC. Mesmo assim há quem nunca vá entender...

Andrea Pirlo disse...

Concordo plenamente DC, grande comentário.

Pedro Mendes disse...

Não consigo concordar com a citação "Messi tem Xavi e Iniesta. Não. Xavi e Iniesta é que têm Messi"...Por isso é que os dois pela Espanha sem Messi conseguiram conquistar 2 europeus e um mundial de seguida (enquanto que a Argentina de Messi foi goleada nos 4ºs pela Alemanha..)

O problema na eterna discussão Messi vs Ronaldo é que existem fanáticos.

A Bola D'Ouro por mim ia com os porcos.. este troféu está manchado desde o 2º ano que o Messi ganhou (começaram a aparecer os votos fantasma e os votos errados). E toda a discussão de Messi e Ronaldo gira à volta deste troféu.

E esta discussão já cansa.. Eu não gosto do Messi assim como não gosto do futebol que o Barcelona pratica... Para mim futebol é à inglês. Ataques rápidos, bonitos ou não, emoção. Mastigar a jogada e conseguir o golo pode saber bem mas não me enche os olhos.. E é por isso que, para mim, o Ronaldo no Man Utd é o melhor jogador do Mundo dos últimos anos (e digo o do ManUtd e não do Real Madrid).

Já agora, não gosto da maneira como o Messi é protegido... Digam o que disserem, não se pode encostar um dedo no menino que se leva logo um amarelo.

São opiniões...

Leandro disse...

Esse argumento da Espanha ganhar mais que a Argentina e por isso o Messi precisar mais do Xavi e do Iniesta que eles, dele, é um completo absurdo. A selecção Espanhola é formada por jogadores que percebem o jogo, não é á toa que a maioria é do Barça. Já a Argentina é formada por múltiplas individualidades, de qualidade é certo, mas sem grande capacidade de transportar os seus conhecimentos para planos de colectivo, por assim dizer.

Quanto á bola de ouro, também sou da opinião que o prémio devia ser abolido, e dividir-se por posições, formando-se o 11 do ano. No entanto, o mais importante na atribuição de prémios é a criação e conhecimentos dos seus critérios.

Anónimo disse...

loool, dizer que o ronaldo só vale pelo golo, é de quem nao percebe nada disto!!

RA disse...

É fascinante a arrogância que se vê nestes comentários. È como se houvesse uma verdade definitiva e as pessoas não pudessem ter opiniões. Eu também acho que o messi é mais determinante e decisivo que o ronaldo mas percebo perfeitamente quem prefira o ronaldo e dizer que ele é mais completo não é mentira nenhuma (se isso o torna melhor?! nao)

hertz disse...

Nunca vou perceber essa treta do "CR é mais completo". Eh pá, a serio. Qual é sentido disto?

Edson Arantes do Nascimento disse...

O texto não é arrogante, está é tão mas tão bem escrito e tão sustentado em factos irrevogáveis que não alimenta novos argumentos. Uma pessoa fica sem saber o que dizer.

É simplesmente impossível o CR ser "mais completo" do que Messi. A secretária do DC é a analogia perfeita eheheh.

Eu até gosto mais do Aguero do que do CR mas é apenas uma opinião. O CR é maravilhoso, sem dúvida, mas não é a única estrela no céu.

João Baía disse...



Concordo quando se diz que o messi, durante o jogo, é muito mais solicitado a ver muito mais outras coisas que o Ronaldo e essa diversidade que o próprio jogo, de certa forma, permite a cada um, levam-nos a dizer que o Messi é melhor pois consegue dar resposta com eficácia e eficiência a um leque de "obstáculos" maiores que o Ronaldo. Devemos também questionar porque será que isso acontece! Eu não tenho dúvidas que a forma como o Barça joga, ou quem preferir, jogava na era Guardiola, é muito mais complexa do que qualquer outra, permitindo que, sem retirar mérito ao Messi, este possa estar exposto a mais momentos dentro do momento de Organização Ofensiva. Porém, acho que o Ronaldo é muito mais que Finalização, quanto mais não seja, define com qualidade os timings para se inserir nas zonas certas para Portugal, mais do que o Real Madrid, possa sair de Pressão para simples manutenção da bola. Acho que o post é muito pertinente e ajuda-nos a debater, e no fundo, a aproximar, de uma resposta sobre algo que suscita controvérsia à muitos anos... parabéns pelo blogue, sou um seguidor habitual e acho que tem muita qualidade

PP disse...

O que eu acho é que se o Messi fosse realmente muito, mas mesmo muito bom, "GOD like", então não haveria necessidade de tanta reedições de artigos.

De resto, o "mortal" Cristiano Ronaldo, com os seus "8 a 80", que está há anos ao mais alto nível (10?!), continuará por lá!

Anónimo disse...

PP,

Também não haveria necessidade de citar o Aristóteles e o Platão ao longo da história. Citem-se os Tales!

Mas aceito que haja quem goste mais do Ronaldo.
Cumprimentos,
António Teixeira

Aza Delta disse...

O prémio é para quem jogou melhor em 2013. e neste ano não foi o messi, mesmo que no seu topo de forma seja melhor que o ronaldo.

DC disse...

Já agora, se o que contar forem os golos nos últimos meses, então dêem a bola de ouro ao Suarez.

É que o homem tem 17 golos em 11 jogos e mais uma carrada de assistências e está a jogar imensamente mais do que o Ronaldo. E numa equipa de jogadores medianos.

Edson Arantes do Nascimento disse...

Este ano o Messi não pode ganhar a Bola de Ouro porque eu acho, mas posso estar enganado, que o prémio é para o jogador que mais se destacou no ano civil (de Janeiro a Dezembro ou perto disso).

Outros atletas fizeram e jogaram muito mais e melhor do que o Messi nesse período. Os últimos meses da época passada foram vividos no estaleiro e durante os últimos seis meses, três foram de molho.

A não ser que o prémio seja para o melhor jogador em actividade - tendo marcado muitos ou poucos golos, jogado muitos ou poucos jogos, ganho muitos ou nenhuns torneios.

Mas nesse caso nem faria sentido haver Bola de Ouro. Por outro lado, o texto aqui replicado apenas frisa que o Messi é o melhor e explica porquê, sem entrar na luta das Bolas de Ouro...

Daniel Santos disse...

Caro DC messi em 2013 lesionou-se com o psg, a meio do primeiro jogo so voltou condicionado para a segunda mão, nao jogando mais, até a primeira mao e ainda condicionado com o Baryern.Na segunda tambem ja nao jogou. Depois do verão teve uma primeira lesao em outubro parando esse mes quase completo e uma segunda em Novembro parando o resto do ano.

Acho que ao contrario de outros anos que realmente foi superior este ano devido a lesoes fez muito menos jogos e muitos condicionados por isso acho que nao deveria ganhar ou entao tera de lhe ser entregue todos os anos enquanto jogar...

Roberto Baggio disse...

Messi é muito melhor que Ronaldo e Ribery. Contudo, as lesões que o atormentaram nesta época fazem com que neste momento, na minha opinião, não seja favorito a vitória deste prémio. Para mim, só as lesões poderiam causar tal cenário, num ano civil (que é o critério da bola de ouro). Ele não fez tantos jogos quanto os outros, então, considero que o prémio deveria ser entregue a Ronaldo, por ser a segunda melhor individualidade em actividade, uma vez que a melhor esteve parada metade do tempo.

Anónimo disse...

Eu subscrevo este último comentário do Baggio. O meu critério para a Bola de Ouro é quem é, de facto, o melhor; neste caso, o Messi é melhor; mas como jogou poucos jogos, não deverá ganhar.

Cumprimentos,
António Teixeira

DC disse...

As lesões e o alargamento do prazo após o play-off vão dar a bola ao Ronaldo.
Depois quem a merece é outra história.

Agora, exageram um bocadinho nos tempos de paragem. Ribery, por exemplo, só fez mais 7 jogos em 2013 do que Messi e desconfio que, até ao encerramento da votação, terão sido uns 3 ou 4.
A questão é que a campanha montada este ano dá ideia que o Messi não joga há uma eternidade e os outros dois estão sempre a 100% quando ainda agora tanto o Ronaldo como o Ribery falharam uns jogos por lesão.

Anónimo disse...

Caro DC,

Também tens razão no teu primeiro parágrafo... Isso é evidente, e já tenho deixado não sei onde críticas a isso: é incompreensível, por exemplo, que todos os dias saia uma notícia do Ronaldo no telejornal, estando mesmo nas notícias que são apresentadas.

Daniel Santos disse...

O ronaldo marcou mais 20 golos que messi este ano, probavelmente ainda marcara mais alguns, nunca nos outros anos a diferença foi tao grande (alias normalmente messi marcava sempre mais), so consigo explicar pelas tempo de lesao e pela dificuldade nos jogos imediatamente após a recuperação.

Mesmo assistencias esta ano ronaldo tem mais 3 o 4, quando ficava sempre muito atras...

Messi este ano jogou metado do que havia jogado no ano anterior, por isso em forma é o melhor do mundo, este ano nao o conseguiu ser pelas lesoes.

Ribery ou qualquer outro nao comparo sequer aos outros pois a qualidade individual dos outros e muito superior...

DC disse...

A diferença foi maior quando Messi marcou 92 golos, foi de cerca de 30 golos.

Depois, sim, Ronaldo marcou mais golos em mais jogos. A média de golos por jogo dos 2 anda perto uma da outra.
Agora, se é para analisar números pode-se analisar muita coisa. Pode-se perguntar por exemplo, se um jogador é tão decisivo, como é que nunca liderou o campeonato espanhol no ano de 2013?
Porque marcar 3 ou 4 golos num jogo e depois, como aconteceu neste fim-de-semana em Osasuna, não fazer absolutamente nada, dá 2 golos de média por jogo, mas dão 2 pontos perdidos à equipa.
E quem vê o Ronaldo sabe, que tanto tem jogos excelentes como tem outros que passa ao lado do jogo (os jogos na selecção então são mais os banais do que os excelentes).

Mas enfim, o prémio este ano vai para Ronaldo. Por mim, como adepto do Barça não me importo que vá todos os anos se a classificação se mantiver sempre assim, com o Real por baixo.

Pedro_7 disse...

DC não dá és um bocado burro já nem consigo ler posts teus!!!

Tens de me dizer em quantos jogos o Ronaldo não foi decisivo na época passada e depois eu vou ver os jogos em que o Messi também não o foi, é normal haver jogos onde nem sempre o Ronaldo e o Messi, apesar de serem imcomparavelmente melhores do que qualquer outro jogador neste momento, são decisivos.

No meu entender o Messi percebe melhor o jogo (é um facto) mas também, como já foi dito aqui, está numa equipa em que lhe é permitido participar em muito mais lances decisivos, o Ronaldo por outro lado é um jogador de golos não interessa como, interessa que marca de qualquer maneira acho que é mais dificil ser Ronaldo do que ser Messi em termos de jogo o Messi é sempre mais protegido estou recordado de um jogo em que abriram o sobrolho ao Ronaldo (o adversário nem amarelo levou ou mais grave ainda nem falta foi) e ainda assim marcou um golo nesse jogo!!


PS: O Ribéry disse que sonha todos os dias com a bola de ouro ahahahahahahahahah pode continuar a sonhar e o espaço que a mulher dele arranjou lá em casa para esse troféu vai ficar cheio de pó até sempre, ele nem o jogador mais decisivo da final da champions foi LOOOOOOOOOOOOOOOOOOL


DC disse...

Pedro_7, face ao nível da tua resposta, parece-me que tens mais dificuldade em responder do que em ler os posts.

Pedro_7 disse...

Não tenho dificuldade é em perceber muito daquilo que dizes

Pedro_7 disse...

E não é por seres inteligente atenção

DC disse...

"Não tenho dificuldade é em perceber muito daquilo que dizes"

Pedro, deixa-me apresentar-te uma coisa que te pode dar muito jeito.
Isto é uma vírgula: ,

Daniel Santos disse...

Caro DC

"Depois, sim, Ronaldo marcou mais golos em mais jogos. A média de golos por jogo dos 2 anda perto uma da outra."

Exatamente o ano passado (2012), o messi marcou muito mais que o ronaldo e mereceu, este ano se como dizes tem medias identicas e o ronaldo tm mais 25 golos que o messi é porque ele realmente falhou varios jogos.

"Agora, se é para analisar números pode-se analisar muita coisa. Pode-se perguntar por exemplo, se um jogador é tão decisivo, como é que nunca liderou o campeonato espanhol no ano de 2013?"

O messi se transferir para o Osasuna deixa de ser o melhor do mundo?

"Mas enfim, o prémio este ano vai para Ronaldo. Por mim, como adepto do Barça não me importo que vá todos os anos se a classificação se mantiver sempre assim, com o Real por baixo."

Em janeiro de 2012 possivelmente adeptos do real pensavem o mesmo...

Daniel Santos disse...

Correcção: Janeiro de 2013

António Teixeira disse...

Txi não há necessidade de andarem à bulha

DC disse...

Daniel, atenção que se calhar estás-me a perceber mal.
Eu apontei esses argumentos todos para quem fala em troféus e em golos.
Só para demonstrar que, ao contrário do que se dá a entender, a época do Messi não foi má, nem a do Ronaldo foi muito boa (com os tais zero troféus).

O meu critério é sempre o mesmo. Baseia-se no meu conceito do que é o jogo e nesse conceito o Messi está a uma distância estratosférica do Ronaldo. E não é uma lesão que lhe retira, digamos um quarto ou um quinto dos jogos que poderia ter feito, que me vai fazer esquecer o que jogou até à lesão. Para mim, foi o jogador-chave na conquista do título espanhol, na carreira do Barça na Champions e na distância pontual obtida neste início de ano na liga espanhola. E não o foi por ter mais ou menos golos, mais ou menos assistências. Foi-o por todas as suas acções no jogo, sempre com um nível de execução e tomada de decisão brilhantes. Algo que não posso dizer quando vejo jogos do Ronaldo.

Mandei aqueles dados acerca de números para estimular o debate (e picar um bocadinho, vá lá :D) mas o Messi para mim não são números. Porque há inúmeros desequilíbrios e jogadas de génio dele que não se reflectem em golos ou assistências para ele e provavelmente são mais importantes do que o momento de finalização.


Apenas tentei desmontar um pouco algumas das "teorias" que andam por aí este ano, porque me parecem muito pouco coerentes. Para te dar um exemplo, na época em que ganha o Mundial e marca na final, o Iniesta teve uma lesão complicada e pelo Barça fez apenas 20 jogos a titular no campeonato e 9 a suplente. Mas agora a maior parte do pessoal que vejo a dizer que a lesão do Messi lhe deve retirar a bola de ouro, também vejo a dizer que a bola de ouro de 2010 devia ir para o Andrés.
Da mesma forma, se quisesse ir mais longe, o Jardel dos 42 golos pelo Sporting teria necessariamente que ter sido candidato à bola de ouro, segundo alguns dos critérios. E o Deco do título nacional, Champions e final do Euro em 2004 também teria que ganhar segundo outros critérios.

Mas que fique claro que a minha opinião não é a de que os números ou troféus devam contar. Mas realmente este troféu tem regras demasiado ambíguas para se poder ser objectivo.

António Teixeira disse...

Eheheeh DC, mas esse Deco talvez devesse ter sido nomeado pelo menos..Eu não entendo os critérios, aliás, não entendo que não se compreenda que não existe critério nenhum. Se quiser votar no Falcão, voto e acabou.

Daniel Santos disse...

La esta mas eu concordo com todos as bolas de ouro que o messi ganhou, ele foi realmente o melhor todos esses anos e é melhor se estiver em forma, o problema e que este ano foi mesmo muito complicado, o campeonato que o barça ganhou nao foi em 2013 mas no final de 2012 onde messi com numeros nunca antes vistos levou a que o inicio de tito fosse ainda melhor que os de guardiola, depois o barça viveu muito dos que tinha amealhado. Na champions o homem meio coxo ainda resolveu contra o milao e contra o psg mas no jogo com o bayern, devido a maior qualidade destes, viu-se que ele tinha andado a jogar limitado.

Alias nao sei se viste o jogo de messi com o milao em casa e nota-se que apesar dos 2 golos que nao esta ao nivel que ja nos habituou, menos interação, com menos momentos de explosão, menos movimentos a procurar bola (tambem devido a um modelo de jogo bastante pior), talvez regresse agora ao seu melhor após este tempo de recuperação.

Quanto ao deco deveria obviamente ser um forte candidato ao trofeu mas o Porto nao tem influencia suficiente para o nomearem, mas ele era realmente soberbo e merecia. Jardel resolvia um campeonato, se o tivesse feito em espanha ou inglaterra obviamente seria um nome a considerar.

António Teixeira disse...

Sim Daniel, é verdade que a época do Messi não foi a melhor.. Poderá ter sido do modelo mesmo, do físico, ou de alguma coisa extra futebol... Dúvido que volte em força no Barça, e aí é do modelo e do extra futebol.

DC disse...

Sinceramente, esse jogo contra o Milan foi a exibição que mais gostei do Messi em 2013. Não me recordo de o ver limitado, bem pelo contrário.

António, não sei se viste o jogo em Bilbao do Barça. O Xavi e o Iniesta precisam muito mais do Messi do que o Messi precisa deles. Em jogos em que o adversário pressiona alto, com Neymar, Alexis e Fabregas bem distantes do meio-campo, o Xavi e o Iniesta não conseguem sair a jogar. Falta lá o gajo que liga toda a equipa, que baixa para receber a nola, temporiza e depois isola os colegas, etc...
A segunda-parte em Bilbao este ano foi, das que eu vi, a pior exibição do Barcelona em 7 ou 8 anos. Nem contra o Bayern vi o Barcelona tão incapaz de sair a jogar. E não me recordo de os ver, depois de sofrer um golo, totalmente incapazes de sequer se aproximar da área.
Resumindo, o modelo é mau (já era com Tito) mas se houver Messi a fazer o que sabe, muitas das debilidades (pelo menos ofensivas) acabam por ser disfarçadas.

António Teixeira disse...

Dc,

Eu concordo contigo, simplesmente não me parece que ele seja aproveitado a jogar na linha, nem que o contexto em que está inserido a nível de clube, imprensa, etc, o esteja a favorecer.
Eu não vi este ano, mas vi a genialidade do ano passado...

Anónimo disse...

um deles já provou ser bom no Manchester United e no Real Madrid e no Real Madrid não é nada fácil... o vosso anãozinho é que é muito protegido sabemos lá se se conseguia impor no Real Madrid ou noutro campeonato... 2 das 4 bolas de ouro dele foram uma farsa!

Anónimo disse...

Adoro as tretas do "2 das 4 Bolas de Ouro são uma farsa"... Ronaldo mereceu ganhar em 2008 e ponto. Em mais nenhum ano. As coisas mudam conforme der mais jeito. Vejamos: o Sneijder deveria ter ganho em 2010 porque venceu tudo, mas este ano isso já não conta para o Ribery. O Ronaldo é que deve ganhar. O ano passado o Ronaldo é que deveria ganhar porque o Messi não ganhou nada colectivamente, apesar de ter marcado 91(?!) golos durante o ano. Agora já não interessa que o Ronaldo não tenha ganho nada, o que importa é que marcou muitos golos, mais que o Messi. Como diz o artigo, tira-se a bola a Ronaldo e o que fica? Nada, nadinha. Messi joga, faz jogar, marca golos...