Posse de bola no Facebook

Translate

quinta-feira, outubro 17, 2013

Lealdade

Pode ler-se aqui, as declarações de Hierro em entrevista ao jornal espanhol, "A lealdade entre o adjunto Karanka e o técnico José Mourinho foi quebrada. Mourinho não foi leal com Karanka".

Se há coisa que Mourinho sempre foi é leal com os que trabalham no seu grupo. Se há coisa que Mourinho fez, foi chamar a si Karanka, dizendo, que mais do que a equipa técnica do Real Madrid, ele era membro da equipa técnica dele. Convidou-o inclusivamente para seguir com ele para Londres, coisa que Karanka recusou, por estar feliz no Madrid, e que mesmo não ficando lá, com a experiência que teve com Mourinho, estava pronto para ser treinador. Quem trabalha com Mourinho, nunca, nunca se pode queixar de deslealdade. Nunca se pode queixar de não ter sido defendido publicamente pelo treinador.
Hierro, se há coisa que Mourinho fez, foi ser leal com Kararnka.

Veja-se:



No seguimento... 




É desta forma que eu defino lealdade.

16 comentários:

DC disse...

Acho que para tudo há excepções. Com Karanka nem sei porque é que o Hierro fala disto, mas é notório que, por exemplo com AVB, a relação não era grande coisa.
E depois há o que ele fez no Porto em que, antes duma meia-final da Champions onde dum lado estava Chelsea e Mónaco e do outro Porto e Deportivo, negoceia o seu contrato com o Chelsea sem saber se os defrontaria na final. Não é lealdade a uma pessoa em particular neste caso, mas é lealdade a uma instituição, que ele gravemente traiu.

E podia falar de casos como o de Mancini ou Quaresma, Pavlin ou Cândido Costa, Pedro Léon ou Kaká, até Pepe e Ronaldo ou agora o De Bruyne.
Já sei que me vão dizer que a culpa foi dos jogadores mas não compro isso. Mourinho é como os outros, erra como os outros e erra também nas relações pessoais algumas vezes.

Akwá disse...

DC estás a interpretar mal a questão. LEALDADE para quem trabalha com ele. Onde e quando é que maltratou AVB?
Quanto aos jogadores nem sequer vou tocar nisso, falando dos casos que conheço, KAKA, defendo-o sempre e vice.versa, não sei onde tiraste a ideia das más relações. Aliás aqui mesmo no blogue KAKA deixou o testemuno numa entrevista acho.
Pedro Leon, julgava-se o rei da cocada preta, e vê-se onde ele acabou agora, alguém sabe onde ele joga? Pepe então esse foi o mais idiota da história, depois de tudo o que fez, Mourinho sempre a defende-lo, a dizer que não era maldoso, jogo após jogo, continuando a apostar nele, convendo o Real a mudar os estatutos para renovar com ele, dizendo isso tudo para o público, e querias o quê? Que quando Pepe lhe desse uma alfinetada, logo quando ele estava mais frágil, ele ficasse quieto depois de tudo isso? Essa do Pepe é absurda mesmo. Ronaldo, então não vamos falar disso. Se ele, andou a discutir o título de melhor do mundo, foi porque um qualquer treinador, decidiu fazer a equipa jogar para o menino, e depois o quÊ? Pah, acho que os jogadores do Real, que são os casos que conheço são totalmente maus exemplos. OS do Porto, não sei. Nem Quaresma no Inter. Quanto ao De Bruyne, estás novamente a interpretar mal. É por um jogador não jogar que ele não é leal? É por isso que tem más relações? Lembro de no início da época ele dizer que o De Bruyne estava a ser o melhor jogador, nos treinos, nos jogos. Assim como agora disse que ele precisa trabalhar tanto nos treinos como nos jogos. Não percebo novamente o argumento.

Akwá disse...

"Onde e quando é que maltratou AVB?"
Enquanto trabalhava com ele...

António Teixeira disse...

Eu acho que o Akwá tem razão na questão do Pepe e Ronaldo. Então o primeiro conseguiu transparecer para fora do campo tudo o que é dentro dele. Horrível.

Edson Arantes do Nascimento disse...

Ouuuuuuuuu este texto é muito fofo camarada Akwá... Fiquei com uma lágrima no canto do olho.

DC disse...

Akwa, a questão do Kaká tirei destas declarações.
http://www.dn.pt/desporto/interior.aspx?content_id=2737071

O Pedro Léon joga exactamente no mesmo clube em que jogava antes de ir para o Real e está, para já, a ser a figura do Getafe. Não me parece que tenha feito assim tanto mal ao Mourinho para, na fase inicial duma época, ser "descascado" numa conferência de imprensa. Se fosse em privado era uma coisa, vir humilhá-lo para a imprensa? Estranho, não?

A questão do Pepe usei exactamente por isso. Mourinho tem os jogadores do lado dele quando ganha, como se viu. Quando perde, até os teoricamente mais fiéis, como a armada portuguesa do Real, se estão literalmente a "borrifar" para ele.

De Bruyne, Cândido ou Pavlin não é a questão de não jogarem. É a questão de numa semana lhes fazer elogios tremendos e depois lhes retirar o tapete. Mou usou De Bruyne como uma das desculpas para não usar Mata. Passado uns 15 dias mandou-o para a equipa B e fala-se que vai ser emprestado.
Quanto ao Cândido, disse em 2001/2002 que podia ser o "Luís Enrique do Porto" e depois dispensou-o.

Não estou a dizer que Mourinho é melhor ou pior que os outros. Apenas que é igual e que também tem um feitiozinho bem difícil.
A diferença é que, até Madrid, quem ousasse falar mal do Special One era apelidado de louco porque ele ganhava sempre, logo só podia estar certo. Hoje em dia perdeu um pouco da imunidade que tinha e ouvem-se mais coisas. Em Madrid, houve muita deslealdade ou o que se queira chamar, de parte a parte. Não acredito que a culpa seja exclusiva dos jogadores quando um treinador dá aquela conferência sobre o Léon, quando diz ao Casillas que está proibido de falar com o Xavi e o Iniesta (grandes amigos que levou ao próprio casamento), entre muitas outras coisas.

E volto a salientar, não estou a atribuir a única culpa ao Mourinho. Aquelas declarações do Pepe meteram-me nojo pelo oportunismo de as fazer apenas na derrota, mas que não me parece que ele seja isso tudo que dizes, isso não!

Edson Arantes do Nascimento disse...

É DC... É um bocado assim. É um bocado a lealdade do Mourinho quando foi treinador do Benfica.

Akwá disse...

Edson Arantes do Nascimento, não esperava ver Bonga aqui recriado. Não me digas que és da minha terra?
Respondendo com ironia a tua ironia, pergunta ao Karanka.

DC, pode ter havido muitos casos, Pepe e Ronaldo não o são. Exactamente pelo que citaste. Quando ele ganha eles estão calados, quando não ganha falam. Se tivessem algo a dizer que o dissessem enquanto ele ganhava.

DC disse...

Akwá, mas a lealdade é em função dos resultados ou demonstra-se na vitória e na derrota?
Eu acho que o Mourinho nunca teve a lealdade dos seus jogadores no Real, com pouquíssimas excepções (Arbeloa e Khedira e não me recordo de mais nenhum que não tenha tido problemas com ele). E se os jogadores não lhe eram leais é porque faltava algo da parte dele também já que, para mim, a lealdade é uma coisa que se conquista com uma partilha recíproca.

Akwá disse...

Não é a discussão. É o que digo. Não é ele ter a lealdade dos jogadores. É ele ser leal a eles e a todo o grupo. Não o grupo a ele.

DC disse...

Akwa mostrei-te que isso não é verdade. Ele não foi leal com o Léon, não foi leal com o Cândido, não foi leal várias vezes em que atribuiu a culpa de derrotas a jogadores nas conferências de imprensa, etc...

Mourinho é bom mas tem muitas falhas e em Madrid então, foi demais!
E quanto à lealdade ao grupo volto a referir as negociações com o Chelsea antes da final da Champions.

Akwá disse...

Como disse anteriormente. Os casos do Porto não conheço. Os de Madrid, conheço um que é o que citas. Um em quantos jogadores que ele treinou lá? Pah, para mim, dizer que um jogador jogou bem, e depois dizer, também, que jogou mal é exactamente o mesmo.
Portanto, não vejo deslealdade nisso, por isso não percebo o argumento dos outros jogadores do Madrid, ou agora do Chelsea.
Quanto às negociações antes da final da champions é o mesmo tema que a saída do Benfica, como vem no livro, coisas que, segundo ele, nunca mais irá repetir na vida. Era jovem, imaturo e impulsivo.
Portanto, se queres falar do jogador que era Messi quando tinha 17 e Ronaldo idem, podemos fazer isso. Ou então podemos focar no que o treinador é agora, e foi num passado recente.

DC disse...

Ok Akwa mas então se é para separar por fases da carreira temos que discutir as coisas de forma diferente.
E também temos que ter em conta que focar-nos numa amostra referente a uma fase da sua carreira pode não ser propriamente benéfico para tirar conclusões.
Basta ver que chegou a Inglaterra a dizer que era o "Happy One" e poucas semanas depois abandonou uma conferência de imprensa.

Akwá disse...

DC, queres que refute isso, ou que te mostre o próprio Mourinho a refutar?

DC disse...

Isso o quê? Que disse no início da época que agora andava feliz e tranquilo e entretanto já abandonou uma conferência de imprensa, queixou-se dos árbitros na supertaça europeia, mandou bocas ao Wenger e teve problemas com o Mata e o De Bruyne?
Não vejo como possas refutar estes factos.

Akwá disse...

http://www.youtube.com/watch?v=8QRnPOPsWvI