Posse de bola no Facebook

Translate

sábado, setembro 07, 2013

Kaka confirma o Posse de Bola




Aquilo que temos vindo a afirmar sobre Mourinho... 

A vontade de vencer, diz Kaka, é aí onde ele perde a continuidade ou um melhor ambiente dentro de um grupo. 

Reforçado pelas palavras de Ricardo Carvalho: «Para mim, o que faz dele especial é o facto de gostar de trabalhar os pequenos detalhes. Ele quer que nós evoluamos como jogadores e, acima de tudo, quer ganhar.»
«Quando perde, ele não consegue conviver com isso. Ele não suporta uma derrota e isso sente-se nele. Depois de um jogo que corre mal, no dia a seguir, é difícil trabalhar com ele.»

PS: Obrigado ao Kaka, leitor habitual do blog pela partilha

20 comentários:

hertz disse...

Há tempos o Cruyff disse " Assim é Mourinho. É um treinador de títulos, não de futebol. Ou melhor dito, não é um técnico de futebol se entendemos este desporto como espectáculo e divertimento para os que o vêem, seja em casa ou na televisão". Concordo totalmente com estas palavras.
Nas entrevistas com o Mourinho quando lhe perguntam pelos seus objectivos, ele diz sempre que quer ser o 1º treinador (e único) a ganhar isto e aquilo. Ele não quer saber se a sua equipa jogou bom futebol ou não. A única coisa que interessa para ele é uma: títulos para o currículo.
Deixo umas declarações do Guardiola que demonstram bem a diferença entre os dois: «O melhor título é ter podido ajudar um jogador. Os troféus são momentâneos e depois vão para o armário»

Interior-Direito disse...

Melhor ambiente dentro de um grupo? Até parece que o Mou tem problemas de balneário desde que treina...

Que se saiba, tirando o Real Madrid, ele conseguiu sempre ter grandes balneários, nos quais os jogadores, mesmo os menos utilizados, o apoiavam sempre e iam com ele até ao fim.

Quem vos lê, até parece que a vontade de vencer e ganhar é a pior coisa que há no mundo.

Roberto Baggio disse...

Então lês mal.
Por dois motivos:

1 - Somos claros quando conseguimos separar o trigo do joio. Ou seja, sabemos perfeitamente identificar no tempo, quando é que essa mudança ocorreu. Quando é que ele começou a pensar de outra forma.

2 - Ninguém disse que vontade de ganhar era mau. Até porque sem isso, em equipas que competem para a vitória, ninguém consegue nada. Então o que nós criticamos aqui, é a vontade de ganhar de qualquer forma. A vitória, por si só, tem algum valor. Mas A forma como se chega a ela, isso é o mais importante.
Ou seja, ganhar de qualquer forma, leva a que se façam coisas erradas em nome de vitórias esporádicas. O que defendemos é que ao longo do tempo, o que faz a diferença é o método. É o que os jogadores aprendem com a vitória, e é isso que a torna sustentável e pouco dependente de imponderáveis.
Coisa que a maior parte da malta não percebe, naturalmente.

DC disse...

Problemas de balneário só no Real? Então e o Sabry, Baía, Carvalho, Shevchenko...

Simplesmente, enquanto Mourinho era o que ganhava sempre, a corda partia sempre para o lado do jogador que ou pedia desculpa ou saía. Depois de começar a perder para o Barcelona, a reputação do Mourinho começou a sofrer e os jogadores começaram a ter menos medo de dizer o que sentiam.

Anónimo disse...

Hi there, after reading this awesome piece of writing i am also
cheerful to share my know-how here with colleagues.


Here is my web page: voauk

Rafael Antunes disse...

Atenção que para o Mourinho, na minha opinião, aquilo que o jogador sente sempre contou, quando direccionado para o jogo, ou para o que ele define como sendo do interesse da equipa!!!
Este "sendo do interesse da equipa" admito ter mudado, assim como o seu discurso, e principalmente o jogo das suas equipas tem mudado após a sua Master Piece (F.C.Porto).

Mas para mim resume-se tudo ao que diz Guardiola quando afirma que o que interessa a um treinador é o que consegue passar de si para os jogadores, e aqui não considero EU que Mourinho seja diferente

Rafael Antunes disse...

Atenção que para o Mourinho, na minha opinião, aquilo que o jogador sente sempre contou, quando direccionado para o jogo, ou para o que ele define como sendo do interesse da equipa!!!
Este "sendo do interesse da equipa" admito ter mudado, assim como o seu discurso, e principalmente o jogo das suas equipas tem mudado após a sua Master Piece (F.C.Porto).

Mas para mim resume-se tudo ao que diz Guardiola quando afirma que o que interessa a um treinador é o que consegue passar de si para os jogadores, e aqui não considero EU que Mourinho seja diferente

Anónimo disse...

Pelos comentários e respostas que foram escritas aqui, claramente é notória a parcialidade deste blogue quanto ao Guardiola, por oposição ao Mourinho!

Antes de fazerem juízos de valor do Mourinho é importante conhecerem o rapaz, porque senão acabam por fazer o mesmo papel da Judite de Sousa na entrevista com o Lorenzo.

Roberto Baggio disse...

Juízo de valor sobre o trabalho dele? Isso vê-se na forma como as equipas dele se exprimem em campo. Aí, percebemos qual é a idea dele de jogo, e fazemos uma avaliação, de acordo com a nossa forma de ver, pensar, e treinar futebol. É isso que fazemos aqui. Quanto à qualquer outro tipo de juízos, não são aqui feitos, porque nós, aqui, só discutimos o que dominamos, e o que dominamos é o futebol, na sua vertente de treino, técnica, científica, e táctica.
Sabendo, nós, aqui que 90% das coisas que escrevemos, aqui, já foram defendidas por a Mourinho. Lá está, já foram...

Anónimo disse...

«Juízo de valor sobre o trabalho dele? (...) percebemos qual é a idea dele de jogo, e fazemos uma avaliação, de acordo com a nossa forma de ver, pensar, e treinar futebol.»

E isso vê-se onde neste artigo?

«Quanto à qualquer outro tipo de juízos, não são aqui feitos, porque nós, aqui, só discutimos o que dominamos (...)»

Então porque é que reforças o seguinte comentário do Ricardo Carvalho, nomeadamente o que realçaste a "bold", como aqui:
«Ele quer que nós evoluamos como jogadores e, acima de tudo, quer ganhar.»

Afinal de contas um treinador de futebol profissional não deve ter essa preocupação de vencer? Não é ele o tipo que quando tudo falha, caiem todos em cima?

Já agora, é engraçado que se fale do Mourinho, nesta história do Kaká, mas não se fala que com Pellegrini acontecia o mesmo, e mais recentemente com o seu mentor da europa, Carlo Ancellotti, a utilização do Kaká não foi muito melhor. Isto para não falar nos últimos seleccionadores brasileiros. Mistério?

Baggio, I see what you did here! ;)

Mas, nem o Mourinho merece, nem o Guardiola precisa, if you know what I mean! ;)

Roberto Baggio disse...

Vê-se no título. Porque se fores pesquisar no arquivo vês que o que defendemos é a que as equipas dele passaram a jogar pior exactamente por causa do que está em bold. Quanto exactamente o mesmo que Kaka diz nessa entrevista.
E não o percebeste, porque não foste ao arquivo, a tag Mourinho. Não custa nada.

Amigo, não sei se ouviste a entrevista. Não sei. Mas se não ouviste deverias. Se ouviste, então não percebeste, o que vai dar ao mesmo.
Em nada ou nenhuma vez Kaka acusa Mourinho de alguma coisa. Pelo contrário! Ainda diz que o ajudou e ensinou muito!

A discussão neste blogue, sobre Mourinho, têm a ver com a forma como as equipas dele têm piorado, em termos de qualidade de jogo, ao longo do tempo. Como disse, as tags estão aí para isso.

Eu também vi o que fiz e olha que não é nada do que tu pensas que eu fiz! Porque não conheces, certamente, os artigos anteriores. Até lá, irás continuar sem perceber.

joao disse...

Eh pa, pioraram porque se afastou do VOSSO padrao. Aposto que para vcs, era muito mais entusiasmante ver o Porto de Vitor Pereira da epoca passada, do que o Real Madrid do campeonato dos 100 pontos e 100 e tal golos. Tudo o que seja um jogo mais vertical, com menos posse de bola, vcs determinam como "menor qualidade de jogo". Será? O Mourinho ja passou por essa fase das "certezas" e dos "dogmas", a epoca em que ele achava que ja sabia tudo, e apostava cegamente nesse futebol mais controlador, mais pausado, mais...posse de bola. Será que ter modificado a sua visao, nao terá antes a ver com maior conhecimento do jogo e reconhecimento de que nao ha um estilo superior a todos os outros?
E ate ja sei o que me vao responder a esta ultima questao...era apenas uma pergunta retorica...

Roberto Baggio disse...

Não.
Piorou, porque ofensivamente limita-se a chutar na frente, sem qualquer tipo de critério!
Era tão entusiasmante ver esse Real, como ver o Porto do VP.

Lá está, sabes mal e percebes mal.
Mas é normal que quando se questiona e coloca em causa alguém que ganhou muitos títulos no passado, faça comichão a muita gente.
Se não consegues ver a diferença desse Real, para o do ano seguinte e para este Chelsea (até ao momento) então está tudo dito.
Chutar na frente sem qualquer tipo de critério, qualquer tipo do distrital consegue fazer! Ainda que do ponto de vista defensivo esteja organizado, atacar dessa forma é simplesmente medonho e triste, para um treinador desse calibre. Ou melhor, para um treinador que sempre tentou que as equipas fizessem alguma coisa a bola.

O Dortmund não joga em posse e guess what: Adoramos Klopp!
Porquê? Porque não ataca a colocar bolas na frente sem critério!

Pois, não tenho qualquer tipo de dúvida que Mourinho mudou. Assim como não tenho dúvida que o jogo também mudou e sobretudo que os outros treinadores evoluíram muito, coisa que não havia quando ele se destacava. Agora sente mais dificuldades em impor-se e tenta fazê-lo de qualquer forma. Como explicam, Carvalho e Kaka.

Miguel Martins disse...

Bom dia.
Isto tem estado parado ultimamente...
"ofensivamente limita-se a chutar na frente, sem qualquer tipo de critério!" e marca mais de 100 golos e faz mais de 100 pts?
O que mudou desse real para o do ano seguinte foi a mentalidade de alguns jogadores que entraram demasiado confiantes no campeonato e quando deram conta estavam a 10pts do barça que para lhes ganhar mesmo assim teve de bater o seu record de pts.
Não acho que o Mourinho alguma vez tenha tido uma fase de dogmas... ele sempre se adaptou aos contextos competitivos em que treinava e ele próprio diz que cada equipa é direccionada para a competição que joga (chelsea orientada ás caracteristicas da primier league, inter serie a etc). No entanto essa adaptabilidade é aquilo que quem tem os dogmas não reconhece como positivo.

LGS disse...

Baggio, tens alguma ideia de porque motivo terá o Mourinho alterado a forma de jogar das suas equipas? Terá sido por ter à disposição um jogador como Ronaldo? (não o acompanhei muito no Inter, já tinha começado a mudar nessa altura?)


Sempre gostei de Mourinho como treinador até que ele foi para Madrid. Nunca gostei muito do estilo de jogo do Real de Mourinho mas como não percebo o suficiente disto nunca tinha conseguido justificar/fundamentar essa opinião. A única coisa que "sentia" era que vendo o Barça de Guardiola e o Real de Mourinho e comparando as duas equipas, a diferença na qualidade era evidente.

Até que há coisa de dois anos e tal comecei a ler o Lateral Esquerdo e mais tarde aqui o Posse de Bola, e comecei a perceber e conseguir justificar melhor aquilo que antes apenas "sentia" em relação ao que falei acima.


Recomendo ao anónimo acima e ao joao (não sei se são a mesma pessoa) que, como o Baggio disse acima, vão consultar o arquivo aqui do blog e espreitem também o Lateral Esquerdo. Até podem não mudar de opinião e continuar a achar que o Mourinho é o maior e que o Real jogava muito bem, mas acho que (se lerem com atenção e sem "preconceito") vão pelo menos perceber melhor os pontos de vista e argumentos do Baggio e dos outros autores do blog.


PS: Baggio, que significado (se algum) atribuis a estas declarações do Piqué?
http://www.abola.pt/nnh/ver.aspx?id=427109

Roberto Baggio disse...

""ofensivamente limita-se a chutar na frente, sem qualquer tipo de critério!" e marca mais de 100 golos e faz mais de 100 pts?"

Miguel, relê melhor o que escrevi no comentário! Caso contrário apenas estás a defender algo que aqui nunca foi colocado em causa. Até lá...

Sim tem estado parado, lá está, como dizia, o tempo não tem dado para tudo.

"Não acho que o Mourinho alguma vez tenha tido uma fase de dogmas... ele sempre se adaptou aos contextos competitivos em que treinava e ele próprio diz que cada equipa é direccionada para a competição que joga (chelsea orientada ás caracteristicas da primier league, inter serie a etc). No entanto essa adaptabilidade é aquilo que quem tem os dogmas não reconhece como positivo."

Sim, é positivo, quando a equipa em questão tenta fazer uma coisa: Jogar futebol!
Coisa que tem sido difícil, no último ano de Mourinho e neste início no Chelsea. Nunca tinha visto, nem no Leiria (que era a pior equipa em termos de qualidade individual) ele optar por isso.

Era isso que o Real deste último fazia, é isso, que para já, o Chelsea tem feito. É demasiado mau!

LGS,

"Baggio, tens alguma ideia de porque motivo terá o Mourinho alterado a forma de jogar das suas equipas? Terá sido por ter à disposição um jogador como Ronaldo? (não o acompanhei muito no Inter, já tinha começado a mudar nessa altura?)"

Nãa faço ideia do porquê, só ele o sabe. Mas sei que hoje ele procura a vitória a "qualquer" preço, coisa que não acontecia antes, falando do modelo de jogo e da vertente estratégica. O Inter era uma equipa fabulosa, que fazia um jogo directo na primeira fase de construção e depois jogava apoiado. Portanto atacava bem (não chutava na frente sem critério), e defendia ainda melhor, não obstante de ter sofrido bastantes golos, derivado da menor qualidade individual da equipa.

"Sempre gostei de Mourinho como treinador até que ele foi para Madrid. Nunca gostei muito do estilo de jogo do Real de Mourinho mas como não percebo o suficiente disto nunca tinha conseguido justificar/fundamentar essa opinião. A única coisa que "sentia" era que vendo o Barça de Guardiola e o Real de Mourinho e comparando as duas equipas, a diferença na qualidade era evidente."

Claro! Em momento algum se viu Guardiola deixar-se dominar pelo adversário ou tentar encaixar nele. Ora isso foi exactamente o que Mourinho me ensinou! "A minha equipa não encaixa em nenhuma, mantemos o nosso modelo e se os outros quiserem que encaixem em nós". Como disse anteriormente, Mourinho foi a pessoa que mais me ensinou sobre futebol, Guardiola foi o seu melhor aluno! Colocou em prática tudo que aprendi com ele.

Quanto as declarações do Pique, se forem verdadeiras, então também será verdade o que Cruyff dizia sobre ele: "É o único jogador que destoa neste Barcelona, é o jogador mais egoísta, que tem maior necessidade de protagonismo. Nem Messi, Nem Alves, nem Iniesta, revelam tais necessidades".
Ou seja, ainda que a equipa ganhasse, jogando o melhor futebol de sempre, Piqué ainda tem dúvidas de que aquele era o modelo a seguir!

Yilmaz disse...

@Baggio:"Chutar na frente sem qualquer tipo de critério,qualquer tipo do distrital consegue fazer!"...

E o pior,é que aquela "merda" resultou:

http://youtu.be/ZYPJ12aICGI?t=4m28s

http://youtu.be/u2ydWkmdlak?t=17m57s

Ganda balões do Samiii!...

PS:Acho que Mou piorou porque fez confiança em demasia a DiMarias & Khediras... (Ainda bem que Özil saiu de lá;um génio daqueles rodeado desses coxos,meu deus... :'(

Com Ramsey-Wilshere-Rosicky-Cazorla já vai encontrar jogadores digno desse nome)

Yilmaz disse...

Cruyff:"É o único jogador que destoa neste Barcelona,é o jogador mais egoísta,que tem maior necessidade de protagonismo"...

Piqué passou do Tiki-Taka ao Waka-Waka.

LGS disse...

"Mas sei que hoje ele procura a vitória a "qualquer" preço, coisa que não acontecia antes, falando do modelo de jogo e da vertente estratégica."


Mas então se for essa a justificação ainda me faz menos sentido a mudança. Partindo de algo que aqui é defendido, e que eu concordo, "um modelo melhor deixa-te mais perto da vitória" então o que Mouriinho fez no Real foi "afastar-se" da vitória... É por isso que esta mudança em Mourinho me faz tão pouco sentido.


Daí eu ter falado na presença de um jogador como Ronaldo para justificar a mudança. Acho que a presença dele é a única coisa que (minimamente) justifica o "pontapé para a frente". Não existindo Ronaldo em Londres, porquê não "voltar às origens" e à qualidade de jogo de outros tempos?...

Enfim...


PS: Baggio não te sintas obrigado a responder. Isto são mais perguntas "retóricas ou perguntas para o próprio Mourinho responder (seria bem interessante!).


Abraço

Roberto Baggio disse...

"Mas então se for essa a justificação ainda me faz menos sentido a mudança. Partindo de algo que aqui é defendido, e que eu concordo, "um modelo melhor deixa-te mais perto da vitória" então o que Mouriinho fez no Real foi "afastar-se" da vitória... É por isso que esta mudança em Mourinho me faz tão pouco sentido."

A ti e a mim. Mas lá está, ele acredita, certamente, que há outros factores que influenciam mais a vitória do que um bom modelo de jogo. Pensamento do qual discordo a todos os níveis.

"Daí eu ter falado na presença de um jogador como Ronaldo para justificar a mudança. Acho que a presença dele é a única coisa que (minimamente) justifica o "pontapé para a frente". Não existindo Ronaldo em Londres, porquê não "voltar às origens" e à qualidade de jogo de outros tempos?..."

Sim, essa poderia ser a explicação. E faria sentido. Porém, nunca imaginei que ele ficasse refém disso.