Posse de bola no Facebook

Translate

domingo, setembro 15, 2013

Adnan Januzaj

Observando as equipas de segunda linha da Europa, a formação belga deve ser aquela que produz jogadores de melhor qualidade.

Ontem vi o jogo do Manchester aos soluços mas não pude deixar de reparar no Januzaj, um belga de 18 anos. Tem muita qualidade técnica e em várias situações mostrou excelentes decisões.
Numa equipa que joga com Valencias a titular, é uma lufada de ar fresco ver jogadores jovens que sabem procurar caminhos que não só a linha de fundo.

Deixo-vos aqui um vídeo, de má qualidade, mostrando os lances do Januzaj no jogo contra o Crystal Palace.

20 comentários:

zlatan da fcul disse...

tem 18 anos e procura outros caminhos que nao a linha de fundo mas nestes 4 min de video quantas jogadas de perigo surgem com a influencia dele? Acho que so aquela que ele puxa para dentro e remata para a bandeirola de canto... abraço

Gonçalo Matos disse...

Zlatan,

No primeiro lance do vídeo, cria logo superioridade numérica e solta no lateral no momento certo

Aos 1:14 surge no espaço entre linhas e cria logo desequilibrio só com essa acção.

Aos 2:46, na primeira tabela tira logo um jogador do lance. No passe seguinte deixa o colega enquadrado com a baliza numa situação de 1 para 1.

Claro que não é Messi. Mas mostrou qualidades acima da média.
Joga apoiado, procura fixar os opositores e procura jogar pelo corredor central. São coisas que aprecio num extremo.

Zlatan, que perigo criou ele sempre que procurou a linha de fundo?

Um abraço =)

Luis Santos disse...

Bélgica está espectacular! Além desse, entre os menos conhecidos há o Tielemans que tem 16 anos (feitos este ano!) e já joga nos séniores do Anderlecht e na sub21, o Bakkali que é a nova estrela do PSV com 17 anos (também feitos este ano), o Ferreira-Carrasco titular no Monaco com 20 anos e o irmão do Hazard, Thorgan também com 20 anos.

Dá uma vista de olhos:
http://www.youtube.com/user/Pyrrhichus

Anónimo disse...

O crescente número de talentos do futebol belga deve-se muito a políticas desportivas impostas ao longo dos últimos anos e que agora começam a surtir os seus efeitos.

Quem quiser despender uns minutos a ver a seguinte apresentação perceberá que há muito trabalho e organização por detrás que depois faz gerar estas "mais valias":

http://www.slideshare.net/MaxRogers2/the-belgium-vision-on-youth-development

Gonçalo Matos disse...

Luís, não conhecia, obrigado!

Esse miudo parece mto forte. Excelente controlo de bola, boa qualidade de passe, criatividade, sabe sair a jogar também. Viste o jogo? Como é defensivamente?

Eu pergunto-me o que andará a fazer a nossa federação, quando vejo estes belgas a surgirem do "nada". Será que ninguém percebe que são as federações nacionais que têm de agir para que se melhore a qualidade na formação e se formem cada vez mais, mais jogadores para a primeira equipa? Não acredito que os nossos jovens tenham menos aptidões que os belgas!

Gonçalo Matos disse...

Não conhecia isso anónimo! Obrigado!

Diogo Albuquerque disse...

O grande "adversário" de uma política de formação é o tempo, tempo que se tem de dar a um projecto assim ter resultados.
Infelizmente neste país os agentes do desporto (em especial no futebol) pretendem resultados imediatos, e formar (não só jogadores) demora tempo.

Gonçalo Matos disse...

Diogo,

"e formar (não só jogadores) demora tempo."

Acho que acertaste no ponto fulcral. Para se formar melhores jogadores é preciso melhores treinadores. Para que se contratem os melhores treinadores, os gestores desportivos têm de perceber mais. Porque a qualidade individual tá lá nos putos, na escola, na rua, no clube.

Mas estamos num país onde todos sabem muito de futebol..

Yilmaz disse...

https://www.youtube.com/watch?v=UrCaoYUPo2Q

Faz bons passes a rasgar(0:32/1:04)este caralha...

Enorme jogada aos 3:23...

E aquele passe pra Giggs depois do canto(3:43)!Ui..

Tens razão,não engana:é excelente jogador(craque?)!

É que já parece ter muita maturidade...

PS:Realmente esses Valencias & Ashleyoungs não tem muita categoria pra estar no United;não estão a altura de Van Persie & Rooney.

Gonçalo Matos disse...

Yilmaz,

Sim, tem muita técnica e criatividade! Não sei se será craque, mas promete. Já sabe muito.

Se puderem, vejam o link que o anónimo pos sobre o futebol belga. tá mesmo muito interessante!

Luis Santos disse...

O Tielemans só conheço de nome e de alguns vídeos. Não faço ideia se é bom defensivamente, mas com 16 anos tem muito tempo para aprender. Mas não queria dar ênfase a esse vídeo, era ao canal. Costumam publicar vídeos de jogadores belgas

Roberto Baggio disse...

Tem potencial este miúdo. Vamos ver como evolui.

Gonçalo Matos disse...

Sim, com 16 anos ainda deve ser juvenil nao?

Edson Arantes do Nascimento disse...

A Bélgica anda com uma ideia de desporto há alguns anos - quantos jovens cheios de talento andam por essa Europa fora a jogar à bola com grande qualidade?

Hazard, Benteke, Witsel, De Bruyne, Kompany, Vertonghen, Courtois, Fellaini, Defour, Mertens, Lukaku...

Wow! Não pode ser por acaso.

http://lateral-esquerdo.blogspot.com/2012/11/ainda-o-desenvolvimento-dos-jovens.html

http://www.lateral-esquerdo.blogspot.pt/2012/11/a-evolucao-do-jogador-belga.html

Vi tantos jogos neste fim-de-semana e o que mais me surpreendeu foi o Benfica B! Bernardo Silva e Hélder Costa são craques. Cancelo tem um potencial incrível (aqueles mecos do Leixões... coitadinhos). O Ivan Cavaleiro também mostra alguns argumentos.

Na próxima época se não têm mais oportunidades no Benfica devem procurar outras vias. E o Benfica pode acabar com a formação, nesse caso.

Anónimo disse...

Concordo em muito com a opinião do Gonçalo sobre a formação e a necessidade que diz respeito à contratação de treinadores.

Cumprimentos,
António Teixeira

Gonçalo Matos disse...

Isso e criar um centro de alto rendimento desportivo para as camadas jovens das selecções nacionais. Um complexo onde todas possam treinar, para que seja mais fácil desenvolver e observar os jogadores.

Anónimo disse...

Matos, supostamente já tens esse "centro de alto rendimento desportivo": Rio Maior.

Gonçalo Matos disse...

Eu sei que existe, mas não tinha informações de que as selecções treinassem todas lá. Os As não treinam lá certamente.

A ideia do centro é teres um complexo onde de manhã podes ver os sub-19, sub-20 e sub-21 a treinar e depois a tarde veres os A. Acompanhar o desenvolvimento dos jogadores de perto. Neste momento não tenho informação que isso aconteça

Anónimo disse...

Os As não são exemplo para ninguém, pois aquilo é mais uma agência de jogadores do que outra coisa qualquer. Aliás, basta veres os critérios de selecção...

Essa ideia de poderes vê-los falha no seguinte pressuposto: os jogadores com essas idades e com qualidade de selecção nacional são profissionais e estão aos serviços dos clubes.

Eu acho que faz é mais sentido haver uma aposta séria na formação das equipas técnicas. Há muita gente aí a treinar que... tal, como a Alemanha fez. Quebrar com os compadrios e apostar na qualidade.

As receitas que a nossa selecção gera em vez de distribuir em mariscadas, automóveis de alta cilindrada, e viagens para toda a família em hotéis de 5 estrelas, dava para financiar essa formação e ajudar os clubes a pagarem às equipas técnicas.

Essas em vez de trabalharem muitas vezes "pro bono", ou em horários pós-laborais, poderiam dedicar-se a 100% numa profissão que poderá representar uma importante fatia em termos de exportações nacionais, atendendo ao volume de negócios que o futebol nacional movimenta todos os anos.

O problema é convencer os "tachistas" que por causa disso não vão levar prémios no final do mês ou de cada ano... daí a grande resistência.

Mas, quando faltar o dinheiro, que remédio não vão ter eles que optar por isso. Foi isso que aconteceu na Bélgica, com muitos dos clubes com pouco dinheiro e um sistema financeiro mais apertado que o nosso (aqui a lavagem de dinheiro é o pão nosso), foi o cenário ideal para afastar estes abutres e pessoas competentes conseguirem por um plano com pés e cabeça em funcionamento.

Eu até acho que já muito fazem os incógnitos apaixonados pelo futebol em Portugal, dada as circunstâncias e o clima que se vive cá.

Gonçalo Matos disse...

Anónimo, totalmente de acordo.

Quando acima disse que se deveria apostar também na formação dos dirigentes era a pensar na malta dos compadrios. O problema é que não me parece que haja alguém em Portugal com essa capacidade, de chegar à federação e limpar a casa. Aquilo é granda tachinho.

Se o teu director desportivo não percebe nada de treino, como pode escolher o treinador? A formação tem de começar bem antes do treinador na minha opinião. Mas como é obvio, a qualidade média do treinador português tem de aumentar (estou a incluir também o que conheço da distrital)