Posse de bola no Facebook

Translate

sábado, agosto 31, 2013

Lahm

No decorrer do jogo, conversava com o Gonçalo e o Ronaldinho sobre o Lateral alemão. Elogiávamos exactamente a inteligência do jogador e que derivado disso poderia actuar, com sucesso, em qualquer posição no campo. Se Guardiola entendesse que Lahm deveria jogar como Ponta de Lança, assim ele o faria com grande competência.

Surpresa das surpresas, no final do jogo:

O [Phillip] Lahm é o jogador mais inteligente que já orientei. O desafio de poder treiná-lo faz-me sentir contente por estar aqui. O Lahm é de outro nível.
Declarações de Guardiola na conferência de impressa no final da partida.

Guardiola orientou num passado recente, Puyol, Ibrahimovic, Eto'o, Henry, Pedro, Mascherano, Xavi, Iniesta, Busquets, e Messi...

46 comentários:

DC disse...

Acredito que isso possa ser verdade, agora pareceu-me que este meio-campo do Bayern no início de construção é muito pobre mesmo.

Também não gostei nada do uso intensivo do passe longo para o extremo do lado oposto como forma de iniciar os ataques.
Há muita coisa neste modelo de Guardiola que ainda me faz muita confusão.

Não sei se foram as ausências de Thiago e Schweinsteiger que o levaram a optar por construir mais dessa forma, mas não acho que a equipa tire grandes vantagens com isso.

Gonçalo Matos disse...

Eu vi o jogo com o Baggio e o Ronaldinho e reparámos que os médios do Bayern fixam muito pouco os jogadores adversários. E isso faz com que haja muito menos desequilibrios, muito menos espaço entre linhas.

Roberto Baggio disse...

"Também não gostei nada do uso intensivo do passe longo para o extremo do lado oposto como forma de iniciar os ataques.
Há muita coisa neste modelo de Guardiola que ainda me faz muita confusão."

O Barcelona no primeiro ano dele fazia isso, tal e qual como descreves.
As equipas têm de começar a ser construídas de algum lado, e estás a falar de um modelo complexo que levou anos a atingir a perfeição como foi o caso do Barcelona. Já para não falar nos jogadores, cujas características diferem muito das que ele tinha lá e que ainda se está a habituar ao tipo de movimentos que eles fazem mais.
Há muita coisa que vai continuar a fazer confusão. Como disse já anteriormente, este ano a equipa não vai jogar metade, do que vai jogar no próximo. E depois, Guardiola ainda não teve oportunidade de ter a treinar (quanto mais a jogar), todas as suas melhores unidades, em todos os sectores.

Roberto Baggio disse...

PS: Ainda assim, o que joga agora e vai jogar, vai chegar para massacrar 90% das equipas que vai defrontar. Massacrar com melhor futebol!

DC disse...

Baggio mas qual é a tua opinião sobre a insistência em Mandzukic em vez de optar por exemplo por Muller a avançado com Gotze a entrar para o meio-campo?

Anónimo disse...

90% Baggio? Eu dúvido muito que com a excepção do Dortmund e deste Chelsea neste modelo muito próprio, haja qualquer equipa a conseguir bater-se com eles.

Disseste uma coisa muito importante: o Barça do Pep 09 não tinha nada a ver com o de Wembley, ou melhor, talvez fosse mais parecido com este Bayern do que com o Barça de Wembley.

O Lahm é um deus. Eu olho para o Alves e para o Alba, e depois olho para o Alaba e para o Lahm, e dá me o riso.

Cumprimentos,
António Teixeira

Gonçalo Matos disse...

Eu acho que o Real Madrid deste ano vai ter já um modelo interessante. A qualidade individual é imensa e as ideias do treinador são boas.

DC disse...

António, à parte de estar num colectivo melhor e ser fisicamente mais forte, não vejo em que é que o Alaba é melhor que o Alba.
E o Dani agora relaxou, mas com o Pep foi sempre o melhor lateral do mundo, pelo menos ofensivamente. Nenhum lateral no mundo fez tantas assistências como ele nesses anos.

O Barça agora defende mal mas não é por culpa dos jogadores, é por culpa do treinador.

Roberto Baggio disse...

"Baggio mas qual é a tua opinião sobre a insistência em Mandzukic em vez de optar por exemplo por Muller a avançado com Gotze a entrar para o meio-campo?"

Gotze começou a treina há pouco tempo. Mas ainda que ele insista nessa solução, depois de Gotze chegar, deverá ser a pensar no estilo de jogo que eles praticam, muitas bolas nos corredores, muitos cruzamentos, "pede" um avançado forte a atacar as zonas de finalização e que supere os defesas nos duelos que possa vir a enfrentar.

A minha opinião, é que se ele quer começar, já a jogar de outra forma, jogadores como Mandzukic têm que começar a sair do onze.

António,

Queres que diga 95%? hahahah

Abraço

Anónimo disse...

Caro DC,

Por muito que te respeite a ti, e à tua opinião, como bem sabes que acontece, não posso concordar contigo. O Alaba é bom tecnicamente também. Já nem falo do Lahm claro. Mas o Alves o Alba são erros atrás de erros, especialmente a defender. Mas são dos melhores, evidentemente. Eu acho que o melhor está no Porto, ou pelo menos o que tem potencial para ser o melhor.

Baggio, eu bem sabia que te tinhas enganado xD. São muito superiores mesmo, e eu não percebo nada disto, mas é o que transparece.
Cumprimentos,
António Teixeira

DC disse...

Acho que estás a focar-te no 2 últimos anos.
A memória mais recente é sempre a que fica...

Agora no Barça de Guardiola quantas vezes o Dani "secou" o Cristiano?
Para mim ele foi durante 3 ou 4 anos, de muito longe, o melhor do mundo na sua posição. Agora admito que nos últimos 2 ou 3 anos, já anda lá completamente relaxado e desconcentrado.

Anónimo disse...

Ah sim, eu tou me a referir aos últimos tempos, especialmente do Alves (do Alba não acompanhava). Mas o Lahm sempre foi bom.

Cumprimentos,
António Teixeira

Anónimo disse...

Claramente um blog pro-Guardiola e anti-Mourinho. Isto agora virou moda em Portugal.

Ninguém fala que o Bayern da época passada tinha mais qualidade de jogo que este do Guardiola. E, também não falam que o Chelsea da época passada jogava menos que este do Mourinho.

Signori disse...

http://jogodirecto.blogspot.pt/2013/08/mourinho-vs-guardiola-notas-do-duelo.html

Esta é a minha ideia acerca das duas equipas, nomeadamente os riscos do Bayern em organização ofensiva, o que no Barça era atenuado pela grande capacidade em posse. No Chelsea, parece-me que defensivamente a sua útlima linha surge organizada de forma soberba, posicionalmente perfeitos, quer também na antecipação e agressividade na ocupação de espaços. O duplo pivot ainda não está calibrado e parece-me que falta algo para maior consistência na organização ofensiva, talvez um elemento de maior qualidade ou experiência. Veremos se Etoo trará algo de maior valia nesta equipa, ou então aguardaremos pelo crescimento de Schurrle ou De Bruyne, ou o ressurgimento de Mata.

que acham?

Abraço

Signori disse...

Hoje na bola li que Mourinho estaria à procura de mais um avançado, fala-se de Lewandovski. Acho que se surgir algo do género o 442 losango poderá aparecer, com Hazard a dar profundidade, e uma dupla entre Etoo/ Torres/quiçá Lewandovski na frente, ficando Schurrle, Mata e de Bruyne como 2ªas opções. Acho que se tal acontecer temos Chelsea de 1ª linha europeia este ano, o que acho que ainda não acontece, estando partindo ligeiramente atrás de Bayern, Real, Barça, Dortmund e talvez United. Concordam? E a ideia do losango com Ramires Lampard OScar Hazard e uma dupla do género que referi na frente?

Roberto Baggio disse...

A última linha do Chelsea joga HxH puro! É ridículo!
Acho que o Chelsea até está organizado do ponto de vista defensivo. Vou fazer um vídeo do jogo. Mas a atacar é zero.
Quanto ao Bayern está a crescer na medida certa. Mas a análise, chegará

Signori disse...

dentro do HxH é fantástico. Mostra-me uma equipa a jogar HxH melhor. Tem jogadores para isso. A atacar tá mal, já se tinha visto noutros jogos.
que achas do 442 losango, se vier outro bom PdL? O Bayern expõe-se um bocado, pq acho que não tem ainda aquela segurança e qualidade em posse, necessária para quem tem tantos homens À frente da linha da bola...mas com aqueles jogadores dá para se superiorizar a praticamente qq equipa. E tb acredito que melhore, tal como o Barça de Guardiola durante o 1º ano.

tem jogadores fortes na leitura de jogo/ antecipação, , no 1x1 a defender em que dificulmente são ultrapassados(lembro-me de Ivanovic que é um atleta que adoro )...pq não jogar HxH?

Signori disse...

qd referi agressividade no espaço era mais no espaço onde cai a bola, que neste caso é onde está o homem, ou seja, na antecipação ou dando pouco espaço para criar quanddo oadversári recebe a bola. é certo que HXH condiciona a organização da equipa e a transição para org ofensiva, mas caramba, o Mourinho deve estar consciente disso e deve treinar automatismos para o reequilíbrio rápido da equipa após recuperação da bola. O homem não é lírico, é prático. Se prepara jogos para condicionar o adversário e em função deste? Sim. Mas tem consciência de que pode condicionar a organização da própria equipa e certamente que tenta atenuar isso ao máximo com certos automatismos. O treino serve para isso. Até agora vejo elogios dos jogadores ao Mourinho, certamente não andarão infelizes por jogarem HxH, acredito que os prós e contras devem ser discutidos com os jogadores e devem certamente procurar soluções em conjunto par atenuar os contras. E são estas coisas que fazem do homem o melhor. Não é perfeito, mas é o melhor

Roberto Baggio disse...

HxH condiciona a organização defensiva!
HxH é do século passado, e não fui eu que o disse, foi Mourinho.
Vou citar: Eu quero que a minha equipa se comporte como equipa do primeiro ao último minuto, portanto todos os princípios, sub princípios do meu modelo de jogo , e feedback que possa dar aos jogadores, devem estar de acordo com isso. Daí, pode depreender-se que só existe um tipo de marcação que me permite isso: Defesa zonal. Aí não há qualquer preocupação com o homem, não há um problema a ser resolvido pelo individual. Pois todas as decisões que os jogadores tomam são baseadas no posicionamento dos colegas e da bola, nunca do adversário. Portanto é o emergir de uma solução colectiva para resolver os problemas do jogo.
O HxH condiciona a acção ao individual, uma vez que o posicionamento dos meus jogadores vai depender do adversário, e eu não quero que a minha equipa encaixe no adversário, seja ele quem for.
Tira as tuas conclusões.

Mourinho regrediu, outros treinadores evoluíram, neste momento não é o melhor, nem de longe, nem de perto.

Porque num jogo colectivo, os problemas têm de ser resolvidos de forma colectiva.

Signori disse...

Gostava que lhe perguntassem o porquê de alterar para HXH. Acredito que irá responder que, conforme o adversário e os jogadores que tem, com determinadas características físicas, como a força,velocidade e antecipação, sente que HxH acaba por ser mais eficaz e dá-lhe mais segurança, anulando de forma maiseficaz os pontos fortes individuais dos adversários. Acredito que sinta que com HxH controle mais certas situações, responsabilizando os seus jogadores individualmente, preparando-os e motivando-os para tal responsabilidade. A verdade é que os espaços que normalmente surgem ao marcar HxH raramente surgem, quer com Barças quer com Bayern. Tem conseguido condicionar o jogo dessas equipas, com esse tipo de marcação. Pergunto-te eu, com o conhecimento e experiência que tem, pq achas que usa o HxH?

Signori disse...

É assim não sou treinador e por enquanto não ambiciono a sê-lo. Percebo perfeitamente as vantagens da defesa e comportamentos zonais, em que os problemas devem ser resolvidos como equipa, mas ver treinadores vencedores, inteligentes e experientes como Mourinho a terem outras opções dá que pensar, e não quero acreditar cegamente que a defesa à zona é resposta para tudo e quem diz o contrário está errado ponto final. Prefiro tentar compreender outros pontos de vista. Para começar, em bolas paradas vê-se em muitas equipas marcações mistas, porque sabe-se que o adversário está condicionado a meter a bola na área e tem-se como mais vantajoso esse tipo demarcação híbrida, procurando diminuir certas potencialidades individuais dos adversários. Não será de aceitar que, consoante determinados posicionamentos da própria equipa e do adversário, e sabendo por exemplo que em determinado lance o adversário tem determinadas opções ou que costuma ter determinado tipo de comportamentos frequentes, optar por marcar individualmente alguns adversários, condicionando ainda mais as opções e a criação do adversário? Por exemplo sabendo que o Capel cruza sempre para um de dois sítios onde aparecem sempre os mesmos homens, não será vantajoso antecipar a situação e condicionar o adversário que vai receber a bola? Dou este exemplo que até pode estar errado mas podia ser utra situação qualquer. Se tenho defesas com determinadas carcterísticas físicas, rápidos e com boa leitura de jogo e antecipação, e verificando o posicionamento dos colegas e o tipo de acção do adversário, a marcação HxH em determinados lances não será vantajoso? Até acredito que será um upgrade e uma tentativa de condicionar e controlar melhor mais situações de jogo. É por aqui que acredito que a marcação HxH pode fazer sentido não como a norma, mas tendo em conta certas especificidades do jogo acho que pode trazer vantagens. Se naquele lance sei que a bola tem grandes possibilidades de chegar àquele adversário, e tendo a inteligência de perceber que o minha movimentação não vai afectar egativamennte o posicionamento da minha equipa, não é inteligente antecipar e tentar condicionar o homem?

Posso estar a dizer uma barbaridade, mas apenas é uma possibilidade que avanço para compreender algumas ideias de Mourinho,que acho curiosas e deve ter fundamentação... não acredito que o homem tenha tirado um bife do cérebro e perdido capacidades

Roberto Baggio disse...

Já o disse, e volto a dizer, ganhar, para mim, significa muito pouco.
Bolas paradas, é um momento estático, completamente díspar de um jogo que tem um seguimento dinâmico onde não há tempo para se corrigir erros em determinados espaços que precisem de cobertura, pela velocidade do jogo. Bolas paradas, simplesmente não servem para argumento.

Eu sei porque é que ele o faz. Ele faz isso, assim como agora só tenta jogar em transições, contra equipas de valor individual semelhante, porque acha que isso lhe dá vitórias.

Não perdeu nada, ganhou, num ano, a jogar de uma determinada forma, e esqueceu que tinha passado uma carreira a ganhar, jogando bem.

E a única coisa que lhe interessa é ganhar. A mim não. Portanto, o que critico sei bem porque é que faço, é porque, para mim, ganhar jogando bem, leva a mais vitórias, não leva a ganhar num ano e depois esgotar tudo ali.

Depois ele veio com a conversa de desenvolver os jovens jogadores que tem. Gostava de saber que raio de aprendizagens são essas.


Signori disse...

sim, mas a questão é porque é que ele acha que assim tem mais vitórias? porque é que assim acha que é mais eficaz?
uma vez, em relação a bolas paradas e a marcações individais que fazia, ele referiu que preferia que os jogadores encarassem a tarefa das marcações individuais de forma a se sentirem mais responsabilizados. Talvez ele ache que é por aí, e que dessa forma aumente a agressividade e os índices de concentração e motivação. Por outro lado, o facto de andar a levar vermelhos a torto e a direito nos grandes jogos às tantas está relacionado com esse tipo de mentalidade, não sei. A verdade é que ele equilibrou os duelos individuais com o Barcelona,e no Inter nos 3-1 ao Barça jogou em transição. Não me recordo como jogou na final Inter-Bayern. a este nível muito poucos dão-se ao luxo de dizer que ganhar interessa pouco, fazem parte de um negócio e resultados precisam-se

Roberto Baggio disse...

Ele no Inter sempre jogou zona. E a verdade é que não tinha uma equipa para jogar em posse. Jogava directo, mas apoiado. No último terço tentava construir. Saltava a primeira fase. Depois foi para o Real Madrid e foi tudo miserável.
Ele quando jogava de outra forma, ganhava regularmente, um ou mais títulos, importantes por ano.
Assim que o deixou de fazer, em três anos, ganhou um título importante.
Mas como foi o recorde de pontos e golos, achou ele que estava tudo bem. O ano seguinte veio mostrar precisamente o contrário. Foi uma miséria...
Porque o que fica como digo, numa equipa, a longo prazo, é o que os jogadores aprendem para o ano seguinte, e os faz evoluir.
HxH é uma evolução do quê? O que eles aprendem com o HxH, que lhes vai ser útil no futuro?
O que eles aprendem com cada vez que recuperam a bola, a jogar contra equipas de igual valor, meter rápido nas costas do adversário, de qualquer forma?
Isso é simplesmente ridículo.
Este ano, se continuar a jogar assim, não o estou a ver ganhar qualquer título importante. Seja ele campeonato ou champions.

Mas claro, ele está sempre bem e ninguém se atreve a questionar o método do grande Mourinho porque ele ganhou muito. Lá está, o segredo é mesmo esse, ganhou, no passado. Eu atrevo me porque ninguém me ensinou tanto sobre futebol, sobre o que é um jogo colectivo, sobre a forma de abordagem à um desporto colectivo. E hoje, ninguém contrária tanto o que me ensinou como ele!
E digo, para mim, ele está errado. Para mim ele já esteve certo.

Signori disse...

tive a rever alguns lances da supertaça, e admito que há lances que me dão a volta ao estômago, como 1 defesa acompanhar o avançado na profundidade, comprometendo a organização defensiva e impedindo que o adversário caia em fora de jogo e dando espaço e profundidade para o Bayern avançar. Como isso foi funcionando com o Barça, acredito que ele queira repetir a fórmula com equipas que ele ache ligeiramente superiores. Não me recordo, como é que ele jogou na Champions contra Glatasary, Dortmund e Man Utd, foi HxH?

É preciso ver que ele chegou spr Às meias da champions no Real e na penúltima perdeu nos penaltis e na última se o jogo tivesse mais 10 mins ainda passava, não teve tão longe assim. Esteve tão longe como perdeu 2 meias finais no chelsea contra o Liverpool, uma em penaltis e outra com o tal golo fantasma do Liverpool.

um bom artigo seria pegares em lances dos últimos anos do Mourinho a marcar HxH e referir quando é que esse tipo de marcação comprometeu seriamente a equipa, sofrendo golos.

Roberto Baggio disse...

Não, não seria. HxH, é mau!
Por isso é que está a entrar em desuso!
É preciso ver, que nesse tempo no Chelsea, onde ganhou chegou as essas meias finais, Ganhou dois campeonatos... Achas que a diferença não é grande?
É enorme! Daí eu ter dito, que regularmente conquistava 1 ou 2 títulos importantes por ano!

E ele esqueceu isso... Enfim... Ninguém me tem desiludido mais que ele, porque foi exactamente ele que me ensinou o que sei hoje!

Signori disse...

caramba, para ganhar este último campeonato teria que andar nos recordes outra vez.

Acho estranho como é que os jogadores de top que tem treinado nos últimos anos não se têm queixado desse sistema arcaico, pelo contrário, os defesas normalmente elogiam-no.
Acredito que ele pense que responsabilizando individualmente os seus defesas por um homem específico, consiga retirar deles maior agressividade e concentração. Penso que o ênfase no colectivo dele actualmente, é nesse conjugar de esforços por um objectivo, projectando nos adversários o alvo da agressividade competitiva, em vez da noção de jogo colectivo sugerido pela zona. é uma das explicações que coloco. A de verdade é que a comparação de rsultados entre Real e chelsea de Mourinho não é assim tão diferente, em Inglaterra não havia um Barça
de 100 pontos, e nesta última época poderia bem ter chegado à final da champions e ter ganho a taça, além de que no chelsea teve piores resultados na champions

Recordas-te se usou zona naquele jogo dos 5-0 contra o Barça?

então não seria um bom artigo, dessa forma exemplificavas os erros do Mourinho por usar HxH.

Mas relembra-me, na champions com o Gala, Man Utd e Dortmund usou HxH? não me recordo.

Roberto Baggio disse...

Pois, nem ganhou, nem jogou bem, nem nada. Do que lhe valeu? Esteve tão perto de ganhar quanto o chelsea (0 finais).

Não se têm queixado? Ramos? Pepe? Marcelo?

Ele só joga HxH quando acha que o adversário é superior, ou tem qualidade equivalente!

É diferente é! O Real Madrid tinha muito mais talento a disposição, mas muito mais mesmo, e jogava miseravelmente menos que esse Chelsea! O Chelsea ganhou mais títulos que eles, e sobretudo, jogava regularmente bem!

Se a explicação dele é essa, então regrediu mesmo! Todas essas coisas, são coisas que o meu treinador que não percebia nada de futebol pensava. É o esforço, o crer, a atitude! E ele percebe de futebol. Portanto, regrediu!

Não foi superior no final da taça e perdeu bem. Não foi superior ao Dortmund e perdeu bem!

Não, não seria um bom artigo, porque é óbvio. Não tem qualquer interesse eu estar a perder tempo para dizer que 1+1 são dois! HxH, é simplesmente demasiado mau. Aliás, nas entrevistas de Klopp, se as leste,, ele lá explica bem isso, dizendo inclusive que na Alemanha isso acabou nos 90s. Mas o HxH é só uma das coisas que ele mudou. Mudou sobretudo a forma de pensar ao colocar-se logo de início no papel de parente pobre, assumindo que o adversário é superior!

O Mourinho que me ensinou o que eu sei, não assumia nada disso, por mais milhões que tivesse o adversário. Por maior que fosse o nome dele!
Saiu sempre para disputar o jogo de igual para igual!

Signori disse...

tive a rever alguns lances do barça 1 real 3 da época passada e não me pareceu HxH, o que acontecia eram movimentos de aproximação do defesa ao avançado de forma a antecipar um possivel passe, ou condicionar o homem que tinha a bola, evitando o passe. Não me pareceu HxH.

Signori disse...

http://www.youtube.com/watch?v=3NTviyHyr90

Signori disse...

http://www.youtube.com/watch?v=0dptDx0Rs_M

este resumo, com evidente pressão alta e construção no meio campo adversário, obviamente de forma veloz porque têm espaço, indica que nem sempre o Real foi tão parente pobre contra este Barça

Signori disse...

aliás, este último resumo é a ideia que tenho da evolução do Real contra o Barça. Nesta altura o Real já apresentava uma posse com vários jogadores à frente da linha da bola, jogando praticamente de igual para igual com o Barça. Não podemos ficar com aquela ideia que era só retranca e chuto no ronaldo ou di maria que não era bem assim nos últimos jogos

Miguel Martins disse...

Boas.
Está aí uma pertinente discussão sobre o hxh / zona. O método de defesa a zona e aquele que apresenta mais vantagens e melhor condiciona o processo ofensivo adversário... Enquanto a defesa individual é condicionada pelo processo ofensivo adversário.
Não vi o jogo mas nunca vi uma equipa do Mourinho defender hxh. Gostava de ver um vídeo que mostrasse isso. O real jogava hxh apenas em esquemas tacticos defensivos e foi a primeira equipa Mourinho a fazer isso. Em minha opinião acho que se em organização defensiva defender a zona e' a melhor forma de ocupar espaços e condicionar o adversário em bolas paradas ainda mais pois da para colocar um esquema de ocupação de espaço pré definido e sem mínimo condicionamento do nosso posicionamento pelo adversário.
Quanto a comparação de resultados entre os diferentes países onde Mourinho treinou temos de salvaguardar que em Espanha jogou contra o Barcelona (por alguns considerada a melhor equipa da história) e ganhar a melhor equipa da história com record de pontos não pode ser considerado retrocesso, sendo que no ano passado perdeu para um Barcelona record.

Signori disse...

Olá Miguel e benvindo à discussão. Concordo que para superar aquele Barça duas vezes eram precisos 2 recordes do Real !...
E pelos vídeos que vi do Real Barça, enfim, vi de facto preocupação com o movimento do adversário, porque tinham receio da linha do fora do jogo não funcionar contra aqueles jogadores que tão habilmente o sabem ultrapassar, em que preferiam por vezes aproximarem-se ao avançado, recuando, eliminando a possibilidade de colocar o adversário em fora de jogo, mas por outro lado evitando que quem tinha a bola colocasse lá o passe, condicionando os movimentos ofensivos do adversário. Estes movimentos de aproximação ao homem eram tanto a recuar como avançando procurando a antecipação e evitando que o passe surgisse, e se surgisse quem o recebia ficaria condicionado. Este Barça tenta muito os treinadores a mudar muita coisa, e o Mourinho teve algum sucesso nisso. Mas como referi no último vídeo que coloquei, nos últimos jogos a abordagem do Real era muito diferente

Signori disse...

E atenção que no Chelsea, quando apanhava o Arsenal que vinha de uma época invicta, ou muito me engano ou o chelsea, principalmente fora, cedia a posse ao adversário da mesma forma que o Real cedia ao Barça. Não me recordo era se usava HxH, mas penso que não

De qualquer forma, espero que não use HxH esta época, não sei como jogou contra o Mnchester Utd, usou homem?

Roberto Baggio disse...

Cedia a posse e depois? O Que fazia quando ganhava a bola? Devolvia a eles para ser atacado de novo, ou tentava fazer alguma coisa com ela?

Signori disse...

ê o último vídeo que coloquei, para veres o que as equipas de Mourinho podem fazer com bola contra as equipas peritas em posse

Roberto Baggio disse...

Eu sei bem o que eles podem ou não fazer!
Mas também sei que o que define uma equipa, não 2, 3, 4 ou 5 momentos. São o que fazem na maior parte do tempo!
E na maior parte do tempo, ou seja, o padrão, é dar a bola de volta ao adversário!
Disso é que se percebe o que são ordens do treinador e o que são coisas que surgem esporádicamente!

Roberto Baggio disse...

PS: E aí o segredo foi a forma como pressionaram logo desde a saída o Barcelona. Mas só o fizeram por um motivo, precisava de ganhar! Tinha empatado 2-2 em casa na primeira mão da Super Taça. Então decidiu ir para cima deles! Fez um jogo brilhante! Tenho o jogo aqui no PC, Falhou muitos golo na primeira parte. Foi a perder 2-0 ao intervalo! e de repente empatou a eliminatória!

Mas isso só vai de encontro aquilo que eu dizia, se ele jogou dessa forma para ir atrás de um resultado, significa que nos outros encontros não perder era suficiente. Curiosamente é esse o Real Madrid dos records... O do pressing logo a saída do Barcelona. É esse o Real que ganhou a Taça, o do pressing logo a saída de bola deles!
Curiosidades só. Quando ele decide dividir o jogo, aproxima-se da vitória... Se calhar é mesmo só curiosidade...

Signori disse...

É curioso que ainda agora estava a ler um post do entredez sobre esse jogo em que o Mourinho é deitado abaixo pq "fez marcação homem a homem no campo todo", e só "porque estávamos no início de época e os índices físicos do Barça eram baixos". whatever, eram baixos para ambos, e correr atrás do homem, se é que foi HxH, cansa mais do que um jogo em posse, mas pronto.

Só tenho pena de facto é que o Mourinho não tenha tido a oportunidade de elevar um conceito como Guardiola já o é. O Porto não tinha o nível necessário, no chelsea não lhe foi dada essa oportunidade, no Inter talvez, mas duvido, e no Real muito menos. Guardiola teve o Barça e tudo foi mais fácil, e construiu o que construiu porque teve as condições que teve, enfim, porque Mourinho também o podia fazer algo do género. ainda vai a tempo, mas Guardiola veio sempre primeiro e terá sempre outro perfume

Signori disse...

Eh pá, estava aqui a imaginar a oportunidade única que seria assistir a uma peladinha do Barça, 11x11, com as mais valias individuais bem distribuídas. É que algo assim não se encontra neste mundo, não há equipa que possa jogar contra o Barça de forma semelhante, pelo que seria uma experiência irrepetível

Signori disse...

mas já que falaste no chelsea de Mourinho e do que faziam com bola, recordo-te que tinham Geremi, Duff, Robben ou Gudjohnsen, e depois Essien e Wright Philips...onde é que anda a criatividade e qualidade, os jogadores para um jogo de posse?

Roberto Baggio disse...

"mas já que falaste no chelsea de Mourinho e do que faziam com bola, recordo-te que tinham Geremi, Duff, Robben ou Gudjohnsen, e depois Essien e Wright Philips...onde é que anda a criatividade e qualidade, os jogadores para um jogo de posse?"

A verdade é que o tinham.
E a verdade é que, como disse anteriormente, tinham um jogo de melhor qualidade que o do Real, tendo o Real muito mais talento a disposição.
E a verdade é que nunca disse que era necessário ser uma equipa de posse para jogar bem. A única coisa que é necessário é fazer alguma coisa a bola quando a temos na nossa posse. Isso implica, não devolver assim que a recebemos. Se queres sair em transição, sai em transição com qualidade. Se queres sair para ataque organizado, sai para ataque organizado.
O Dortmund não é uma equipa de posse, tal como o Bayern não o era, e daí?
Quando tinham a bola não procuravam de forma constante a profundidade. Ainda que tentem sair rápido, tentam sobretudo sair bem, com a bola controlada. Procuravam definir bem os lances de contra-ataque.
E isso nada tem haver com bola no Ronaldo e fé em deus, nem com o que o Chelsea apresentou frente ao Villa, ao Manchester e ao Bayern

Signori disse...

Não vi bem esses jogos, vi de relance com o Villa e não gostei das sensações que tive, vi partes com o Man Utd e fez-me lembrar o que fazia com o Barça.
Mas vi jogos na pré-época em que privilegiavam a posse, o jogo com o Inter foi fantástico nisso, apesar de por vezes parecer uma posse inconsequente, porque faltava melhor definição, mas parecia que estava a ir no bom caminho. queres apostar que depois de levar 3 do Real decidiu voltar a fazer de parente pobre ou a regressar ao futebol da 3ª época de chelsea que foi uma desilusão e às estratégias do ano passado contra o Barça? e este ano haverão mais Barças, como o city, arsenal, man utd...

Miguel Martins disse...

Bom dia.
Os vídeos que o Signori mostra a mim evidenciam-me que realmente não há hxh.
Algum MC acompanha no terreno todo alguém? Algum DC sai ao corredor atrás de alguém ou vai ao meio campo atrás de alguém? Uma coisa é pressionar para não deixar enquadrar, outra e bem diferente é marcar individual! Quanto aquilo que é afirmado do Di Maria jogar a DD não é correto, ele acompanha o alba um pouco mais (ou devia deixar ir o alba para este ficar isolado?)e o CR fica mais adiantado para aproveitar as subidas do alves... e se repararem quando a bola é passada atrás pelos jogadores do barça ele sobe imediatamente para a linha do meio campo, assim ele estar no sector defensivo é apenas momentâneo e provocado pelo pouco espaço existente entre sectores que por vezes faz com que jogadores de uma linha recuada estejam á frente de outros de linhas mais adiantadas e vice versa.
Gostava de ver um vídeo em que um jogador do Mourinho faça um acompanhamento individual á lá Rojo! Isso é hxh. Fechar um espaço ou linha de passe não!

Signori disse...

exacto, Miguel. Nesses vídeos verifiquei movimentos de avanço ou recuo para se aproximar ao adversário de forma a não deixar enquadrar se receber, ou para evitar que o passe seja lá metido, condicionando e lentificando o jogo da equipa adversária. Não verifiquei HxH.