Posse de bola no Facebook

Translate

terça-feira, agosto 20, 2013

Costinha e o Paços

A tarefa do Paços de Ferreira é equivalente a de Davi contra onze Golias.
Poderá pensar-se que a diferença de qualidade individual poderia ser fundamental, tendo em conta os argumentos financeiros dos russos. Porém, existe algo em jogo ainda mais importante: Qualidade colectiva!
O estado de maturação das duas equipas é tão desigual, que qualquer resultado que não termine com a eliminatória, terá sido uma grande vitória para os "castores".
O Paços tem, até ao momento, apenas um jogo oficial realizado. O Zenit tem dez.
A intensidade (sobretudo de concentração) que os russos vão colocar em campo, será muito superior a dos portugueses, derivado do número de jogos oficiais que eles já somam. Isto tudo somado aos princípios colectivos bem mais apetrechados e evoluídos, e com o maior conhecimento que os jogadores têm das ideias do treinador, fará, provavelmente, com que o Zenit arrume com a eliminatória.
Muito ingrata, é hoje, a tarefa de Costinha.

33 comentários:

Gonçalo Matos disse...

Conseguiste ver o jogo do Paços no fim-de-semana? Varias pessoas disseram-me que a equipa está bastante menos organizada que o ano passado.

Roberto Baggio disse...

Não vi o jogo do Paços, contudo:

Tem um jogo oficial com um treinador novo, que perdeu vários jogadores importantes (os melhores jogadores) vindos de uma época de grande sucesso.
Não há milagres...

Como tenho dito, daqui por 9 jogos veremos em que estado estão.

Edson Arantes do Nascimento disse...

Não vi (quase) nada mas cheira-me que ingrato-ingrato é ser treinado pelo Francisco da Costa.

Roberto Baggio disse...

Edson,

Não sei se concordo, mas vamos ver.

Ps: O City fez um bom jogo, mas acho ainda vai evoluir muito aquele 4-4-2. Ainda está muito vertical. Os PL muito em profundidade, os médios a lançarem muitas bolas (longas) nas costas da defesa.
E também deve melhorar a alternância pressão/bloco.

Roberto Baggio disse...

Análise ao jogo do Benfica, aqui:

http://vidadofutebol.blogspot.pt/2013/08/contrastes-tacticos-erros-basicos.html

Edson Arantes do Nascimento disse...

Só vi com atenção a primeira parte, até porque o jogo estava decidido, mas não me pareceu que tivessem jogado tanto na profundidade - inclusivamente fiquei com a sensação que no processo ofensivo a equipa se tornava um 4-3-3.

Mas vou olhar para os próximos jogos com atenção. Talvez esteja enganado ou influenciado pela vertigem do Mancini.

O David Silva juntava no meio ao Yaya e ao Fernandinho. Marcou um golo desta forma - distribuiu na meia-esquerda e depois apareceu a finalizar.

Um meio-campo muito forte e que eu aprecio bastante a nível individual.

E depois no ataque com o Kun Aguero tudo se torna relativamente fácil - joga curto, joga na profundidade, é óptimo nos apoios, decide bem e finaliza como poucos. E tem talento a rodos. Adoro.

Gosto mais do Kun Aguero do que do Cristiano Ronaldo.

Roberto Baggio disse...

O Silva parte da esquerda para dentro, mas começa na esquerda.
E quando defende, é claramente o Silva a defender a Ala.
Depois, não me pareceu que um dos avançados tivesse caído tanta vez na linha. Inclusive, muitas situações onde o Silva ficou orfão de uma linha de passe ao vir dentro, por os avançados não ocuparem esse espaço e o lateral não progredir.

Anónimo disse...

Caro Baggio,

É isso tudo, hoje já me arranjas-te mais um blog para seguir que desconhecia :D

Cumprimentos,
António Teixeira

DC disse...

Eu pelo pouco que vi no ano passado no Beira-Mar, acho que o Costinha é bom treinador.
Agora aposto que se perder os primeiros jogos vão já começar a rotulá-lo como péssimo treinador.

Em Portugal há muito essa mania, por isso é que gajos como o José Mota andam por aí com uma cagança desgraçada sem nunca terem posto uma equipa a jogar futebol.

P.S. Aguero é fabuloso. O City ganha o campeonato este ano!

Roberto Baggio disse...

DC,
Está entre eles, Arsenal e Chelsea

Edson Arantes do Nascimento disse...

Sim, quando defende o Silva está na esquerda.

O 4-3-3 em organização ofensiva era meio disforme: Aguero solto para aparecer, o Navas agarrado à direita (também não sabe jogar doutra forma, enfim...) e o Dzeko mais fixo.

Vamos ter mais oportunidades de seguir este City que tem um potencial muito bom. Estas são apenas as minhas primeiras impressões.

Abraço.

Roberto Baggio disse...

Ps: acredito que será City também

DC disse...

Ainda acreditas no Arsenal?
É a minha equipa em Inglaterra mas este ano está a ser ridículo.
O Wenger não tem competência para ser "manager", devia ser apenas treinador. E a restante estrutura do Arsenal é ausente ou então apenas incompetente.

Acho que se conseguirem ir à Champions será muito bom, ainda agora que o Tottenham se prepara para contratar o William e o Lamela.

Edson Arantes do Nascimento disse...

Eu pergunto, já agora, qual é o problema da Argentina que nunca/raramente jogou com Messi, Aguero e Tevez (quando este estava disponível para a selecção).

Era por pena dos adversários? :-)

Roberto Baggio disse...

é por preferir outro tipo de jogador na frente... Higuain.

Eu jogaria com Messi atrás desses dois, sempre

Roberto Baggio disse...

Sim. Este ano acredito que o Arsenal vai lutar pelo título. Coisa que não consegue há muito, sobretudo por terem perdido, todos os anos, os melhores jogadores.

Os Spurs deixam-me triste. Nem sei o que dizer

Edson Arantes do Nascimento disse...

Pois, isso percebi eu Baggio, mas é ridículo. Gosto da finalização do Higuain, é forte nesse aspecto, mas a jogar à bola está a léguas dos outros.

LGS disse...

Estou com o António, obrigado pelo link!

Abraço

hertz disse...

Não tendo nada contra o Paços, confesso que preferia que fosse o Braga a ter ficado em 3º pois, mesmo que o Paulo Fonseca e todos os outros jogadores tivessem ficado, nunca conseguiriam entrar na Champions. Não tinha qualidade, principalmente em termos de jogadores, suficiente para isso. Basta ver a facilidade com que Porto e Benfica derrotaram o Paços a época passada.
Quanto ao Costinha, a minha previsão é que será despedido antes do natal.

KAKÁ disse...

Estou com o LGS, obrigado pelo link!

Abraço rsrsrs

PS.
"...deve melhorar a alternância pressão/bloco"

O q é isso? explique por favor! obrigado!

B)

Roberto Baggio disse...

Sim, o momento de pressionar e o momento de compactar, organizar, se necessário baixar (bloco defensivo organizado) para voltar recuperar em contenção.
Ou seja, eles perdem muitos timings de pressão e colocam-se em bloco, isto porque nota-se a intenção de pressionar por parte do treinador, caso contrário isto não se aplicava, era sempre bloco e contenção.

DC disse...

Teve muito azar hoje o Paços, fez uma exibição bem interessante.
Se o Costinha melhorar alguns pormenores na defesa e na construção (o Sérgio é dos jogadores com melhores pés em Portugal mas alguém tem que o proibir de chutar à baliza. São sempre 15 remates por jogo a 30 metros!) pode ficar nos 6 primeiros.

PP disse...

Acho que este tema do Paços de Ferreira mereceria uma reflexão mais profunda.

Não só relativamente à parte técnica, nomeadamente o treinador, que quanto a mim é mais um caso de factor "C" (e não é de Costinha...) do que outra coisa, mas também da preparação e investimento que este tipo de equipas de segundo ou terceiro plano nacional têm perante as portas da Ligas dos Cam... Milhões!

É que acho que não é com Carlões, Sérgios Oliveiras, entre outros que lá vão!

Este poderia ser um ano muito importante para o Paços dar um salto qualitativo enquanto clube, mas penso que vai ser um daqueles anos de "cair na realidade". Lamento, porque acho que no Paços poderia-se criar um modelo de negócio/futebol que o permitiria crescer de forma sustentável.

Roberto Baggio disse...

Não vi o jogo, estava no treino, não sei DC. Acredito que tenha feito um jogo interessante, aliás, eu não desconfio da qualidade do Costinha, pelo que vi dos seus treinos, pelo que senti da interacção com um dos elementos da equipa técnica e pelo que se ouvia dos jogadores. Com as mesmas condições de preparação, até acho que o Paços podia ter feito uma gracinha, ou pelo menos ir com a eliminatória aberta. Assim, não me espanta o resultado, nem tão pouco os minutos em que os se marcaram os últimos golos. Pela diferença que falava de concentração, intensidade, ritmo de competição.

Unknown disse...

O Paços fez um jogo onde apresentou muita qualidade, gostei de ver!!! Boa atitude alturas de mandar no jogo boas transições defesa ataque a vice versa boas triangulações, boas entradas com bola pelo meio e pelas alas também (os extremos a temporizarem muito bem em algumas ocasiões e em vez de cruzarem para a área tentavam multiplicar opções de passe à entrada da área).
Acho que fundamentalmente faltou ao Paços um bocado de sorte porque podiam ter feito mais um golo pelo menos mas o factor intensidade de jogo e tempo de competição que os jogadores do Zenit já traziam como referiu o Baggio e alguma superioridade técnica resolveram o jogo. Quer no aproveitamento de algumas falhas defesensivas do passos que pagaram caro (no 1-2) quer nos pequenos pormenores de qualidade que foi o caso do livre que deixou o resultado num 1-3 que até certo ponto achei muito ingrato e o 1-4 foi quase como deixar a eliminatória resolvida apesar de esse sim eu ter a certeza de que foi um resultado muito ingrato depois de tudo o que o Paços mostrou durante os 90 minutos!

Pedro7

Roberto Baggio disse...

O Zenit vai ter dificuldades então na fase de grupos já vi.

Luis Santos disse...

PP, Carlão e Sérgio Oliveira são jogadores de qualidade para o Paços. Melhor que o Carlão dificilmente arranjavam. O problema do Sérgio é a cabeça, mas acredito que o Costinha consiga mudá-lo um bocado. Se conseguir o mesmo que o Paulo Fonseca conseguiu com o Josué vai-se notar imenso esta época.
Quanto a crescer de forma sustentável, é impossível. Não têm massa associativa para isso, nem potencial para ter. A população do concelho ronda os 50 mil, na cidade são menos de 10 mil, simplesmente não dá para crescer muito mais. Podem fazer algum dinheiro, mas para isso precisam da ajuda de grandes empresários. Como se vê no caso do Vítor. É preciso o JM ajudar para o conseguirem vender e mesmo assim está a ser muito difícil.

Luis Santos disse...

Baggio, não sei. Depende muito do grupo.
Eles só perderam o Denisov e compraram Arshavin, Ansaldi, Tymoschuk, Shatov e Smolnikov. Têm laterais melhores, mais/melhores opções nas alas e no meio-campo. E na época passada passaram por aquela fase de reboliço em que toda a gente queria sair e estava chateada com a chegada do Hulk e do Witsel.
No ano passado ficaram em 3º com Málaga, Milan e Anderlecht. Acredito que num grupo similar conseguissem fazer 2º neste ano.

Yilmaz disse...

Só vi um pouco do Lyon/R.Sociedad.. Os espanhóis deram uma autêntica lição de futebol
Golaço de Griezmann... Muito bom o do Sefarovic também,mesmo se Anthony Lopes não ficou muito bem..(acho que lhe falta alguns centímetros pra ser GR de top)
Miguel Lopes tbm sofreu bastante.

http://www.youtube.com/watch?v=4nqmgleACuw

Yilmaz disse...

Pequena história sobre Griezmann(1m75;61 Kg):

Quando era mais novo não foi aceitado no centro de formação do Lyon,achavam-lhe muito franzino,e tal..

Depois ainda bem que a Real tem bons olheiros,o puto foi pra là e agora é craque(e vingou-se como deve ser do Lyon -e do futebol francês- ontem)!


PS:O futebol francês está em que está porque precisamente não faz confiança a jogadores como Griezmann... (e não se deixam enganar com a vitória dos sub20 no último mondial,aquilo não vale grande coisa;o futebol apresentado foi péssimo)
Só treinadores medrosos que gostam de "músculos" para o meio campo(e o mestre de aquilo é o seleccionador,Deschamps);falam sempre de "impacto físico",e tal.. Aquilo às vezes nem parece "futebol"...
Uma desgraça total... :(

Anónimo disse...

O Sérgio Oliveira é um excelente jogador, só com clubite é que não o vemos. Que não tenha cabeça, é outra coisa, mas também não chega ao extremo do Josué.

Eu acho que o Paços tem uma mobilidade muito grande mesmo, cria dinâmicas que lhes permitem conservar a bola e criar perigo com relativa facilidade. O problema é a distância entre os jogadores, mas penso que neste jogo se notou, principalmente dos elementos do meio campo, uma tentativa de aproximação. Eu, sinceramente, acho que esta equipa bem trabalhada está ao nível do Sporting e do Braga, porque tem um excelente modelo.
E o Paços é, talvez, o clube mais sustentável em Portugal e com as melhores finanças. Não precisa de empresários, porque o modelo assim é viável. O Vitor é que quer, provavelmente, sair, como é óbvio. É só um exemplo, de como podemos gerir um clube sem ser amigos só do Jorge Mendes (Rio Ave), só do Benfica (Guardanapo), só do Porto (Choupana) ou, então, a pedir dinheiro aos Falsos Árabes (Beira-Mar). O Feirense seria outro exemplo. Há situações vergonhosas no futebol português, em que equipas saudáveis descem de divisão e equipas que não pagam ficam, mas o Paços não é dessas equipas. O crescimento que obteria daqui, como alguém disse, será sempre muito limitado porque não tem massa associativa (no seguimento do que diz o Miguel do EmJogo). Mas para lutar, assim, pelos 5 primeiros lugares, eu acho que tem capacidade.

Cumrpimentos,
António Teixeira

PP disse...

Luís Santos,

O Paços de Ferreira poderia ter-se reforçado com melhores jogadores, com uma ou outra segunda escolha de planteis de equipas que costumam frequentar esses palcos. Carlão já atingiu o seu esplendor e não vai passar disto. O Sérgio Oliveira, concordo que seja um problema de cabeça e muita imaturidade.

Crescer de forma sustentável é possível. Aliás, tem sido essa a forma como o Paços de Ferreira tem crescido. Contudo, há momentos que para apanhar o barco do sucesso é preciso arriscar fazendo investimentos mais arrojados.

O Paços entrando numa fase de grupos da Liga dos Campeões ganha 5 M€, o que equivale ao orçamento actual deles para 5 anos. Agora, com esse orçamento dificilmente irá conseguir atingir essa meta, conforme vimos frente ao Zenit. E, não é apenas o "azar" de ter aparecido o Zenit à frente deles. É preciso arriscar (com cabeça, algo que cá em Portugal não se faz muito), para atingir outro nível... porque depois, os adeptos virão.

E já agora, é verdade que em Paços de Ferreira estão cerca de 50 mil pessoas, mas bolas, estão a cerca de 20 km do Porto... até parece que isso é uma enorme distância... Olhando para o mapa, eles fazem parte da zona metropolitana do Porto, como tal, o seu universo deveria ser esse e não apenas os 50 mil...

Pensando pequeno, nunca sairão daquela dimensão.

DC disse...

ó PP tu tens noção do país em que estás? "os adeptos virão"???

Mas onde é que tens andado nos últimos 15 anos? Não é em Portugal de certeza! O Paços nunca conquistará adeptos em lado nenhum, tem os adeptos da terra e ponto final, como qualquer clube em Portugal com excepção de Porto, Benfica e Sporting.

Achas que alguém da cidade do Porto quer saber do Paços para alguma coisa?
O Paços tem um excelente projecto mas será sempre um clube pequeno, porque é duma terra pequena e não tem adeptos nem nunca terá condições para mais.
E se fosse pela tua teoria do investimento arriscado acabaria como o Estrela da Amadora, Boavista ou Salgueiros.

Aliás o Boavista é o exemplo ideal, chegou a ser campeão, foi duas vezes à Champions e depois faliu com os "investimentos arriscados".

Não estamos em Inglaterra onde qualquer clube enche um estádio de 30000 pessoas.