Posse de bola no Facebook

Translate

segunda-feira, julho 29, 2013

Dortmund 4-2 Bayern

Muitos imponderáveis neste jogo.
Não obstante da justa vitória, o Dortmund tem um treinador a trabalhar há muitos anos com a mesma equipa, enquanto Guardiola tenta implementar um novo modelo de jogo.

Grande jogo de futebol

35 comentários:

João Rodrigues disse...

Grande jogo, mas foi pena ver o Bayern um bocado desfalcado neste jogo, as ausências do Neuer, e daquela que vai ser a dupla de centrais J.Martinez e Dante, acho que penalizou e muito o Bayern. Ainda assim se o Dortumd conseguir ser regular no Campeonato e aguentar o ritmo do Bayern vamos ter um campeonato muito interessante

PP disse...

Baggio,

Obrigado por partilhares este video, pois ainda não tive tempo de ver o jogo.

Uma chamada de atenção para algo que eu já aqui comentei indirectamente, quando falei no David Luiz. No minuto 6 e tal há uma movimentação do Hummels que ataca o espaço, mas depois perde a bola mais à frente porque não teve apoios. O mesmo acontecia com o David Luiz, sobretudo na segunda época de Jesus e agora no Chelsea.

Essas perdas de bola por um central são muito mal vistas pelo comum dos adeptos, que tratam logo de culpabilizar o central.

Isso muitas vezes mina a opinião que temos sobre um determinado jogador.

Por exemplo, o Jardel do Benfica, em termos técnicos, não é nenhum Aimar, mas não se sente totalmente desconfortável. Mas, dada a falta de uma organização ofensiva de qualidade no Benfica, acaba por ser vítima da falta de apoios, perdendo muitas vezes a bola quando pretende subir.

Também neste filme do jogo, nota-se claramente a preocupação do médio mais próximo do Hummels em descer e ocupar a sua posição quando o gigante alemão sobe no terreno. Isso acontecia muitas vezes com o Javi Garcia, no Benfica.

Quanto ao Lewandowski, é de facto um avançado super-completo. Tem mobilidade, tem técnica, tem visão, tem instinto de predador, tem velocidade, tem aceleração, tem jogo de cabeça, sabe jogar entre centrais adversários, é "chato-como-a-putaça" (como costumam dizer) na pressão,... que mais se pode pedir de um avançado?!

O que me impressionou-me mais neste jogo foi que Guardiola voltou ao 4-2-3-1 quando muitos foram os jogos de pré-época em que jogou em 4-3-3 tipo Barcelona. Depois, o Shaquiri em vez de ser o extremo esquerdo foi quase sempre o "10" e o ponta-de-lança em vez de ser o Mandzukic foi o Müller, sendo o sérvio o extremo esquerdo.

E, do lado do Dortmund, a exibição do Gündogan, como "10"/segundo avançado. Já tinha jogado nessa posição na época passada, mas nunca tinha preenchido as medidas. Neste filme notou-se bem, que para aquela posição atrás do ponta-de-lança, não é necessário ter muita velocidade ou capacidade de aceleração. Basta ter uma inteligência de jogo acima da média, e um treinador que monte bem a equipa ao seu redor. Reus e Kuba, para além de Lewa, contribuíram e de que maneira para a excelente exibição do Gündogan. E que golo!

No final:

Klopp 1 - Guardiola 0

;)

Ronaldinho disse...

O Klopp é excelente! No entanto, parece-me que o Guardiola não preparou este jogo, preferindo continuar a trabalhar no modelo que quer impor.
Já o Dortmund preparou-se e bem, juntando mais uma vantagem às que já tinha.
Não tirando qualquer mérito ao vencedor, este não foi jogo, nem esta é altura, para tirar grandes conclusões.

Cláudio disse...

Concordo com o Ronaldinho e isto só vem realçar o que escrevi no outro posto. Guardiola optou por não preparar o jogo para poder continuar a trabalhar aquilo que considera mais importante: implementar o seu modelo. Ele sabia que seria difícil bater uma equipa que já trabalha junta as ideias do seu treinador há muito tempo. A longo prazo o Klopp ficará com os cabelos em pé.

Abraço

PP disse...

Ronaldinho e Claudio,

Eu por acaso até achei que o Guardiola voltou à fórmula Heynckes com algumas alterações questionáveis (Mandzukic a "extremo esquerdo" e Shaquiri a "10" e Müller a "9"), pelo que vi do clip.

Uma coisa em defesa do Guardiola: não jogou com o seu melhor meio-campo, enquanto o Dortmund jogou.

Carlos disse...

Boas, podiam dizer-me qual o software utilizado para a edição dos videos?
Obrigado

Roberto Baggio disse...

Boa tarde,

Sony Vegas pro.

Roberto Baggio disse...

Ronaldinho,

Se o Ronaldo e o Robben percebem o valor que tem aquilo que o Lewa repetiu duas vezes...
Temporizar, só Temporizar...

Edson Arantes do Nascimento disse...

Muito interessante a análise.

Eu não gosto de nenhum dos centrais do Bayern. São fracos. O Van Buyten não existe, o Boateng é horrível com bola e descoordenado fisicamente e o Dante tem problemas de posicionamento e de reacção aos vários acontecimentos durante o jogo.

Discordo apenas da comparação com o Jesus. O Benfica também sabe jogar em posse (como contra o Chelsea, por exemplo, na Champions e na Liga Europa) mas apenas o faz quando é obrigado.

Devia incluir esta premissa no seu modelo de jogo para ter outra qualidade no ataque. Mas isto já foi amplamente debatido.

Voltando ao Bayern: acho que o meio-campo sem Ribery e Schwein perde qualidades assombrosas. E sem alternativas de qualidade, como acontece no Barça.

Roberto Baggio disse...

Edson, o Benfica não sabe jogar em posse.
Para isso seria preciso aproximar os apoios, e mesmo quando é obrigado, ele não ataca tão rápido, mas continua com grande distância dos apoios. Não há esse hábito de jogar apoiado.

Abraço

DC disse...

O Dortmund jogou muito.
Já o Bayern, muitas ausências mas isso explica pouco. Estão ainda muito verdinhos para jogar neste modelo.

Baggio achas mesmo que aquilo que o Van Buyten fez é alguma questão táctica? Parecia perdido.

Roberto Baggio disse...

Claro DC. É natural, nenhum modelo se desenvolve num dia.
E sim o Dortmund continua a jogar muito. Já são muitos anos a jogar assim, até parece fácil.

Quanto ao Buyten, ele viu ali um allien de certeza.

JON disse...

Apenas dizer obrigado. Excelente análise!

Abraço.

Roberto Baggio disse...

Obrigado eu,

Abraço

Edson Arantes do Nascimento disse...

Mas eu acho que, por exemplo, na final da Liga Europa o Gaitán foi basicamente um interior e isso deu outra capacidade à equipa, que soube controlar o jogo ofensivo de forma diferente.

Mas esta é uma das nossas conversas antigas, e também com o pessoal do LE, e vocês já me levaram a mudar um bocado de opinião.

Obrigado pela análise. Abraço.

Roberto Baggio disse...

Edson,

O que é preciso perceber é que para jogar em posse não se tem de necessariamente jogar por dentro.
É preciso é que nas zonas onde vai caindo a bola, o portador tenha várias opções de passe que lhe permitam dar continuidade ao ataque, sem necessitar de um duelo individual.

Abraço e obrigado eu pela tua assiduidade

Edson Arantes do Nascimento disse...

Outra coisa a propósito dos centrais: o Hummels é da formação do Bayern! E que jeito daria ao Guardiola.

Roberto Baggio disse...

Foi dispensado... Aposto que foi por não ser agressivo no 1x1, ou então aposto que era médio

Edson Arantes do Nascimento disse...

Eu vi-o jogar uma vez num Euro sub-19 ou algo do género e ya jogava a médio se bem que sempre com aquela dica que também podia jogar a central.

Ele foi emprestado por duas ou três épocas seguidas ao Borussia que acabou por pagar e comprá-lo. Fizeram grande negócio.

Roberto Baggio disse...

Já era Klopp o treinador?

Ronaldinho disse...

Sim Baggio mas ainda tenho esperanças que o Ronaldo adapte o seu jogo com a idade, já o Robben...

PP disse...

O que é que queres dizer com "o Ronaldo adapte o seu jogo com a idade", Ronaldinho?

Roberto Baggio disse...

PP,
Com a idade ele vai perdendo aquilo que utiliza agora para desequilíbrios (capacidade física). E isso vai obrigar a uma adaptação do jogo dele.

Abraço

PP disse...

Baggio,

Verdade, mas não entendi o comentário do Ronaldinho, pois pareceu-me que quis dizer que o Ronaldo não tem feito essa adaptação...

Por acaso até acho que a carreira do Ronaldo tem sido exemplar.

Começou como médio-ala, depois passou para extremo. De seguida, para extremo/avançado. A próxima etapa deveria ser a de avançado móvel, num esquema de dois avançados abertos. Depois adaptar-se à posição de avançado completo e por fim a de ponta-de-lança, um pouco como a carreira de van Persie.

Ronaldinho disse...

PP, quis dizer exactamente aquilo que o Baggio explicou, Ronaldo vai encontrar outras formas de desequilibrar o adversário. A adaptação de que falamos é em relação ao entendimento do jogo e de decisões e não em termos de adaptação a outras posições.
Essas adaptações que falas não são nada de extraordinario, primeiro porque Ronaldo tem um talento incrível e seria sempre forte em qualquer uma delas já que baseia o seu jogo em acções individuais e pode fazê-las de qualquer zona e depois porque fez grande parte da sua formação a ponta de lança.

Abraço

Edson Arantes do Nascimento disse...

Segundo o zerozero, a primeira época do Hummels no Borussia ainda foi sem Klopp.

PP disse...

Ronaldinho e Baggio,

Então estou de acordo convosco. Embora tenha utilizado conceitos diferentes, pois para mim cada posição em campo acarreta determinado conjunto de funções que o jogador tem de desempenhar e com isso uma série de comportamentos que tem de ter, a minha intenção era mesmo essa que escreveram: Ronaldo pode e deve evoluir ainda mais o seu jogo.

Por exemplo, acho que o Ronaldo poderia ser evoluir mais na decisão da construção das jogadas. Hoje está feito um jogador do último terço do terreno.

Outro contra no seu jogo é a sua dificuldade de jogar de costas para a baliza. Acho que pode evoluir muito mais nesse aspecto. Um pouco como o Lewandowski faz.

Também poderá evoluir mais no capítulo da precisão de passe e no cruzamento.

Mas, tudo isto vai depender do tipo de funções que o Ronaldo vai ter com Ancelotti.

Fala-se na táctica "Christmas-tree" (4-3-2-1)... o que acham disso?

Anónimo disse...

Eu acho que ele aos 29 anos já não pode evoluir em muita coisa.
Pode adaptar algumas coisas, mas se passou a vida toda a fintar e a chutar duvido muitíssimo que aos 30 anos passe a passar e temporizar.
Ele será sempre este tipo de jogador e quando lhe faltarem as pernas deixa de ser um dos melhores.
Duvido muito que consiga uma adaptação ao meio como o Giggs por exemplo...

Já a ponta de lança, ele nunca terá a capacidade que um Lewandowski tem de segurar defesas e jogar de costas para eles.

Roberto Baggio disse...

PP,
Acho que o sistema não é fundamental. O mais importante são as dinâmicas.

Anónimo,
Concordámos a 99%
1% É a minha esperança a falar

Anónimo disse...

Boas.
vi o jogo até ao 3-1 hj a tarde num café.
qt a estrutura da equipa o bayern jogo 1+4+2+3+1. o thiago e o loiro (esqueci o nome e tou no tlm) jogavam a frente da defesa lado a lado com o Muller a frente... o shaq na esq e o robben na direita mandz na frente.
no processo defensivo um dos médios dava cobertura ao lateral e outro ficava em triângulo com os dc a 2a linha demora demasiado a baixar e ficava muitas xs 6+4.
No processo ofensivo ha mt distância entre os médios defensivos e Muller o que dificulta o jogo interior, os extremos não jogam abertos e profundos mas dentro sendo os laterais que dão largura... surgindo de uma dinâmica com o extremo dentro com lateral a cruzar para o 1o golo.
na transição ataque defesa procurou pressionar logo a saída mas originou poucas perdas e ficava mts xs na tal situação de 6 atrás e 4 em recuperação defensiva.
a transição defesa ataque visava manter a posse de bola através de opções por passes de segurança.
o van buyten naquele lance procura proteger a baliza pois o gr estava fora desta e tinha acabava de bater a bola junto a bandeirola para o corredor central (e uma decisão perfeitamente aceitável, alguém pressiona o jogador com bola e o mais próximo protege a baliza).
pessoalmente acho que guardiola, tendo em conta que era o 1o jogo a sério procurou aproveitar algo do modelo de sucesso do ano passado... se fosse implementar o seu (no barca) so jogava um médio defensivo... os extremos bem abertos... são diferenças fundamentais entre o modelo barca e este jogo do bayern.
Miguel Martins

Roberto Baggio disse...

Obrigado Miguel, não tinha mesmo percebi o percurso dele. Não obstante ter demorado eternidades a subir.

4231 a defender, certo?

Em organização defensiva o Bayern pressionou pouco. Se não ganhasse logo a seguir a perda, preferiu compactar e organizar, e esperar pela investida do Dortmund.
A segunda linha demorou muito tempo a baixar, é verdade. mas isso vai acontecer muito durante a época, porque toda gente vai jogar em transição contra eles.
Acho que o sistema não é fundamental, mas pode até ser que o seja.

Abraço



Anónimo disse...

a atacar também... principalmente em construção... pois estavam os dc com os medios a frente e os laterais nessa linha (dos médios def)... dp aparecia mt a frente uma linha com os 3 (com extremos dentro) mas pareceu m que com pouca ligação com a linha de medios def e laterais (melhor ligação com laterais do que com médios def). o lance do golo demonstra bem este posicionamento.
a mim deu a sensação que tentou pressionar mas devido a distância entre as duas linhas do meio campo poucas xs deu resultado e a 2a linha dp demorava mt a chegar atrás... digo isto porque recuperaram pelo menos 3bolas e isso demonstra que tentou (se não tentasse.. recuava... e não ganhava nenhuma!) mas o Dortmund tinha uma defesa com boa qualidade de passe, alem do hummels tinha um médio a jogar a lateral direito (tb não m lembro do nome de cabeça, mas foi o que jogou a medio esq na final da champions)... já agora o gundogan pareveu. jogar ao lado do bender e não a 10.
eu disse que me pareceu uma aproximação ao heinkes qier em sistema quer em dinâmica.
ja agora podem ajudar nos nomes dos que não me lembro lol. (tou no tlm e não me apetece procurar, além de que vi o jogo no café e com interrupções).
quanto ao debate sobre o Ronaldo... acho que ele faz tudo o que lhe pedem e bem.. se este ano tiver de jogar por dentro joga por dentro com qualidade e resultados.

Anónimo disse...

o loiro era o kross e que jogou a lateral foi o greuskotz (de cabeça penso ser assim que se escreve).

Roberto Baggio disse...

O Grobkreuts? Foi ele o DD.

Quanto à organização do Dortmund foi bem visível, defensivamente, duas linhas de 4 e dois na frente. Claro que ouve alterações, mas eram de circunstância. O Dortmund leva muito tempo a jogar, bem, juntos. normal que estivesse melhor preparado que o Bayern.
Quanto à organização estrutural, sinceramente não me saltou à vista o duplo pivot. Mas vou rever.

Quanto ao Ronaldo jogar por dentro com qualidade, vamos ver, mas não acredito muito nisso.

Ronaldinho disse...

Em relação ao Ronaldo concordamos Miguel, demasiado talento para falhar