Posse de bola no Facebook

Translate

quinta-feira, maio 16, 2013

Benfica - Chelsea 2º Parte

Todas as imagens em formato Gif abaixo (10 segundos de espera):




Aqui Imagens, uma à uma:


15 comentários:

Álvaro Costa disse...

Boa noite antes de mais parabéns pelo blog. É dos poucos blogs que leio e onde aprendo e posso ver assuntos com real interesse.

parabéns. já agora aproveito para deixar uma questão :

sabes algum site onde se possa fazer download de jogos anteriores? abraço e continuação

Roberto Baggio disse...

Boa noite Álvaro.

http://www.rojadirecta.me/

Abraço e muito obrigado

Anónimo disse...

Na imagem 9 o Terry realmente deixou muito espaço porque estava sentado na bancada ahahah :D Acontece.

De resto muito boa análise o Chelsea era 10 jogadores perdidos em campo.

Tens que fazer mais análises destas, continua. Abraço

Roberto Baggio disse...

Erro meu anónimo era o Cahill, não o Terry.

Tens razão.

Análises destas dão trabalho. Hahaha só em casos muito especiais.

Abraço e obrigado pela correcção.

Luis Santos disse...

Boas!

2 coisas:
1. O que achas do David Luiz? Como médio e como defesa? Depois dou a minha opinião.
2. No golo do Torres (imagem 10), que raio andava a fazer o Enzo? Na frente 1vs1, Matic subiu para perto da linha do duplo-pivô, Melga perto do Ramires, centrais para o Torres e acabou por ficar o A.Almeida para o Mata entre-linhas e o Oscar na ala (que não se vê na imagem). É erro ou achas que havia alguma intenção no posicionamento dele (ele=Enzo)?

Já agora, independentemente dos erros da defesa do Benfica é uma excelente jogada do Torres, na minha opinião. Segura o Garay, roda, aguenta a carga do Luisão e depois com a perna esquerda aguenta a saída do GR. Nunca tinha visto alguém a defender-se assim de uma saída do GR (ou a atacar assim, se calhar é a expressão mais correta).

Abraço!

Roberto Baggio disse...

Boas Luís,
O David Luiz só faz asneiras. Não domina o espaçoque é o meio campo, pporque não tem cultura do ponto de vista táctico para o fazer.
Fraco nas coberturas, pouco reactivo quando alguém entra no bloco ou está perto de entrar, protege de forma horrorosa o corredor central e é muito pouco agressivo quando ataca os espaços.
Como central é melhor, sabe melhor o que fazer, mas Inglaterra está a fazer-lhe mal. Pelos treinadores que tem apanhado e menor exigência do ponto de vista táctico. Poderia facilmente ser um dos melhores, pelo que faz com bola. Mas tacticamente tem perdido muito do que aprendeu, o que é uma pena.

Foi uma transição Luís. O Cech defende uma bola e vê o espaço no meio campo, lança logo a bola nesse espaço (corredor central). O A. Almeida como estava mais interior, para prevenir uma possível transição, sai bem para tentar interceptar e não dar espaço para Mata receber e rodar mas perde o lance. O Enzo só não recuperou, tal como Matic a tempo, porque o Cech foi realmente muito rápido, assim que defendeu, meteu logo com às mãos no espaço vazio.

Claro que é uma excelente jogada, mas se essa cobertura que é um comportamento básico do Benfica tem sido feita, já não dava nada o lance.
O Torres faz isso muitas vezes e mesmo neste jogo o fez, finge que vai sair para atacar a bola, o defesa vai com ele, ele fixa o defesa, deixa a bola passar, roda e vai embora em velocidade. Depois o Luisao não tem velocidade para ele e sim tira muito bem o Artur do caminho. Torres é um grande avançado.

Aliás trocando os quatro da frente do Chelsea, pelos 4 da frente do Benfica, Jesus tinha facilmente goleado.

Abraço

Postiga disse...

Jogo enorme de Cardozo, dos melhores que já o vi fazer. Com o mínimo de espaço, mostra o quão inteligente é.

O jogo entrelinhas funcionou muito mas a finalização foi bastante fraca e nas finais paga-se cara.

Nenhum dos dois golos do Chelsea pode acontecer em alto nível, sao falhas graves: no 1º em 2 toques o Torres aparece isolado onde um passe do Cech coloca o Chelsea em igualdade numerica, no 2º o Jardel acompanha com os olhos e o André Almeida fca à espera que ele ataque a bola que nao acontece

Luis Santos disse...

Pois, em relação ao Enzo, tenho que ver outra vez a jogada anterior ao golo. Descontextualizado, é um posicionamento muito estranho...

Quanto ao D.Luiz, nunca o achei um jogador de top. É muito bom tecnicamente e fisicamente também, mas ao nível tático tem sempre falhas. A médio até pensei que não se notasse por estar mais protegido pelos jogadores que tem nas costas, mas acho que ainda se nota mais...

Torres foi injustamente criticado (e ainda é) nestes últimos anos por não marcar golos. É verdade que falhou alguns que não devia ter falhado, mas para mim nunca deixou de ser um dos melhores avançados do mundo. O que ele oferece ao jogo da equipa é muito mais que golos. Muita gente é que ainda não percebe que a qualidade de um atacante não se mede (só) pelo número de golos que marca ou falha.

Roberto Baggio disse...

Postiga, sim, Cardozo com espaço esteve muito muito muito bem.
Faltou mais o último passe que a finalização, mas também falhou a finalização.

Luís obrigado pela ideia para um novo texto. Torres vai ser o visado e não só. Postiga por exemplo também...
Sim David Luiz faz muitas asneiras mesmo, nem se tem ideia do quanto.
O Enzo acho que não há culpa dele. Mas também vou rever, para perceber com exactidão o que ocorreu.

Abraço

Edson Arantes do Nascimento disse...

O David Luiz é um central com um potencial incrível e gosto bastante do o ver nessa posição. Os problemas tácticos que pode eventualmente ter são ultrapassáveis com um bom treinador. Nas calmas! Acho mesmo que é (potencialmente) um dos melhores do mundo. No meio-campo: é horrível. Um desastre completo.

Baggio: no outro dia fizeste um comentário no Lateral Esquerdo onde dizias, basicamente (e por outras palavras), que o Benfica não sabe/não quer atacar em organização - optando quase sempre pela ideia da vertigem. Qual a tua opinião sobre o jogo ofensivo do Benfica no jogo contra o Chelsea ou contra o Fenerbahce em casa? Não achas que foram dois exemplos de transicções menos na vertigem e mais na posição e na posse de bola?

Deixo como complemento a quantidade de jogo que o Cardozo teve nestes dois jogos (contra os turcos foi mesmo ridículo no bom sentido) e o posicionamento constante do Gaitán no corredor central, factor que me parece garantir mais opções de passe a Matic e Enzo e uma maior facilidade em controlar a bola.

Deusébio disse...

Boas "codino divino" :)

Antes de mais deixa-me me dar-te os parabéns pelo blog!

Devo confessar que sou fã incondicional do Cardozo, mas gostava de saber a tua opinião numa coisa...

No actual esquema que o Jesus usa, um avançado com as caracteristicas de, por exemplo, Papiss Cissé do Newcastle, não faria mais sentido para fazer a dupla com o Lima evitando assim mexer na estrutura habitual para os jogos a doer?

Abraço

Roberto Baggio disse...

Edson, o problema das questões tácticas é que são às mais difíceis de aprender. E ele aprendeu muito no Benfica, mas está a perder tudo por falta de estímulos.

Edson queres a opinião antes de ter feito a análise detalhada ou depois disso?

Antes também me pareceu ter sido muito ataque organizado. Mas na maior parte do tempo, desse modo de construção pouco resultou.

As melhores oportunidades, foram de recuperação de bola, transição rápida, mas com muita, muita qualidade. O Benfica teve muita bola porque o Chelsea estava sempre a devolver.
Mas repara que um jogo de transições bem feito, como o Benfica fez na final ou como o Dortmund faz, é muito, muito eficaz. Foi o que faltou no dragao, melhor transição ofensiva, mas no dragao o Porto jogava. E quando joga o porto eles tentam sempre recuperar a bola assim que a percam e dessa forma o Benfica não conseguiu sair tão bem.

Jesus estudou muito bem o Chelsea, pressionou e aproveitou o espaço entre linhas. Rodrigo, Gaitan, Salvio, Cardozo estavam muito bem preparados para aproveitar esse espaço. Enzo e Matic estiveram muito bem a tentar invadir e romper linhas em passe ou em progressão.
Mas o Chelsea é muito fácil de atacar, tal é a ma organização, tal como os turcos. Cardozo fez um jogo muito bom mesmo.

Mas Edson isto vai na medida daquilo que sempre defendi, ou seja, o Benfica adapta às suas características à força do adversário.

Mas sim, mesmo em ataque posicional o Benfica esteve melhor do que o normal. Mas falta evoluir muito esse processo. Se Jesus ficar, é a única coisa que tem de melhorar na equipa. Atacar bem para que possa defender melhor (transição defensiva).

Roberto Baggio disse...

Deusébio, muito obrigado.

Ao contrário de ti não sou fã de Cardozo.
Exactamente pelo problema que colocaste. Não conheço bem o Cisse, mas pela mobilidade que ele teve e velocidade, pressuponho que falas nos equilíbrios defensivos e reacção à perda de bola. Isso é de facto o pior do Cardozo.

Mas no modelo dele tem sido Cardozo a procurar apoios quando os outros entram em profundidade nas costas dele. Daí ser para Jesus um jogador fundamental. Acho que da forma que o Benfica ataca o 4-4-2 ajusta bem. E para completar Lima, Ghilas seria a minha escolha. Uma vez que Jackson não é opção.

Abraço

Edson Arantes do Nascimento disse...

Claro, no Dragão a loiça é outra... Não tenho dúvidas quanto a isto.

Obrigado pela resposta! Agora percebi melhor as tuas opiniões sobretudo quando frisas que a estratégia ofensiva do Benfica muda consoante o adversário. Tens razão.

Concordo contigo e também sou da opinião que o Jesus pode evoluir neste sentido.

Roberto Baggio disse...

Edson, obrigado tu pelas visitas e pela pertinência das tuas questões sempre.
Queremos mais Edsons a visitar estes espaços, aqui como o lateral esquerdo para que possamos todos tirar algo de positivo disto.
Debater ideias, concordar, discordar, colocar argumentos...

Luís, está confirmado. Enzo estava em cobertura ao Melga, que tinha acabado de ir atacar. Entretanto quando Melga chega ele demora uma eternidade a voltar para o espaço dele. Não pode acontecer, mas acho mais mérito do Cech que outra coisa.