Posse de bola no Facebook

Translate

quinta-feira, maio 30, 2013

André Carrillo

O poder de decisão de um jogador de futebol é no futebol actual, talvez, o factor mais diferenciador em termos qualitativos. Cada vez mais o futebol é feito de decisões complexas, fruto da melhoria da organização colectiva das equipas;  pelo que é necessário que o jogador se adapte constantemente aos diferentes estímulos que surgem no decorrer da época.

Cada vez mais, a capacidade de decisão se sobrepõe à capacidade física e em certa medida à capacidade técnica dos jogadores. Um jogador que não saiba tomar a decisão correcta no momento adequado, é presa fácil para a organização colectiva do adversário (salvo raras excepções, como Robben).
Não consigo evitar pensar nisto sempre que vejo Carrillo a jogar pelo Sporting.

 Carrillo tem grande velocidade e igualmente grande poder de explosão, tem bom remate, fácil e poderoso e tem excelente drible. A nível físico e técnico, será certamente dos melhores jogadores a actuar em Portugal, especialmente tendo em conta a sua tenra idade, tem todo o potencial para ser um excelente jogador. Contudo é raro ver Carrillo fazer um bom jogo pelo Sporting e desde que chegou que mantém o estatuto de suplente, de jovem promessa que tarda em explodir.

Pessoalmente, duvido que Carrillo saiba quais são os princípios básicos do jogo de futebol e por tal, não consegue tomar as melhores opções. A maioria das suas acções parecem confirmar o que penso, seja quando decide arrancar sozinho para drible em situações de clara desvantagem numérica ou, quando após ter criado vantagem usando um drible (numa boa decisão), raramente decide no sentido de capitalizar o desequilíbrio criado e não tem grande sentido colectivo, quer a atacar, quer a defender. A culpa certamente não é só sua e só conseguirá melhorar este aspecto se receber estimulos que o coloquem sob a necessidade de decidir; contudo, dificilmente jogará se continuar a errar consecutivamente.

Podemos comparar Carrillo a André Martins. Em termos físicos o peruano é superior, tem melhor drible e melhor remate, mas o Martins é muito mais jogador. André Martins é muito mais criativo, equilibra melhor a equipa, sabe gerir os ritmos de jogo, consegue compreender qual o momento certo para pressionar ou desarmar, para soltar a bola ou driblar e está sempre bem posicionado com ou sem bola.


É essa inteligência para jogar futebol que  torna o médio do Sporting num bom jogador e é essa mesma inteligência que faz de jogadores como João Moutinho ou Thomas Muller jogadores de nível mundial! 

6 comentários:

Cláudio disse...

Se tivesse num colectivo com pés e cabeça, numa equipa bem organizada e com princípios bem definidos, certamente era um jogador fenomenal. Normalmente concordo com as tuas análises, mas nesta nem por isso. Penso que dos extremos que o Sporting tem é aquele que melhor decide. Procura muitas vezes o espaço interior, solta a bola no tempo certo. é muito inteligente. Mas neste Sporting claro que se torna banal uma vez que entra a 15minutos do fim com a equipa sempre a precisar de marcar. Entra e tenta resolver sozinho porque percebe claramente que a sua equipa não tem colectivo.

Cláudio disse...

Muller altamente subvalorizado. Ninguem repara mas é enorme.

Joel disse...

O Muller é o jogador mais subvalorizado de todos..mas acho que ele não se importa com isso...ele está confortável com isso...

E sendo treinado pelo Guardiola que níveis é que o homem alcançará...

Cláudio disse...

Concordo a 100 por cento!

Gonçalo Matos disse...

Acho que Bruma decide bastante melhor que ele. Capel resume-se a procurar a linha ou o espaço central pra rematar.. Os restantes, mal jogaram e quando jogaram foram pouco eficientes.
Concordo quando dizes que ele procura frequentemente a zona interior, mas não sei até que ponto ele decide bem. Acho que frequentemente é demasiado individualista e perde a oportunidade de passe. Mas estou de acordo contigo que o colectivo também não ajuda.. Certamente que com outro tipo de organização colectiva ofensiva teria melhor aproveitamente e seria mais facil jogar, principalmente com um ponta de lança que servisse de pivot pras suas diagonais ou movimentos para a linha, tipo Postiga.

De acrescentar que acredito que possa vir a ser um grande jogador! de momento parece-me "verde" e algo apático.. mas espero daqui a uns tempos vir aqui elogiá-lo!

Quanto ao Muller, ele faz tudo bem! Adoro este tipo de jogadores que consegue, recorrendo à sua inteligencia, causar equilibrios. Do ponto de vista técnico é forte, assim como do fisico mas realmente acho que o que o diferencia é mesmo a capacidade de ler o jogo. É dos meus jogadores preferidos, daqueles jogador fetiche!

Gonçalo Matos disse...

Fico muito feliz por ver que há mais gente que valoriza o Muller! Nem quero imaginar como ele, o Kroos e o Alaba ficarão depois de treinar com o Guardiola! Tenho só duvidas quanto ao posiocionamento dele... Acham que o Muller vai aparecer como um extremo ou como o homem mais avançado a procurar dar apoio aos medios e extremos?