Posse de bola no Facebook

Translate

terça-feira, abril 16, 2013

PIRLO


"O meu primeiro texto é uma pequena dedicatória a um dos meus jogadores preferidos. Espero que gostem."
GONÇALO MATOS, em 2010

19 de Maio de 1979 nasce em Flero, Lombardia, um dos melhores e mais fascinantes jogadores do futebol moderno, Andrea Pirlo.

Possuidor de 1.78 metros e 67kg, desde jovem que Andrea Pirlo se torna num jogador importante nas selecções jovens internacionais italianas, jogando na posição de avançado ou médio ofensivo, sendo inclusive capitão dos sub-21 azzurros. Porém, e após uma passagem bem sucedida pelo Brescia, tendo como auge uma subida de divisão, não se consegue impor no Inter de Milão, levantando duvidas sobre a sua verdadeira qualidade, forçando a sua saída do clube no Verão de 2001. Foi então transferido para o A.C Milan num negócio de 18 milhões de euros, clube que representa desde então.

É logo na primeira época de Pirlo no A.C Milan, que Carlo Ancelotti descobre a verdadeira vocação do seu jogador, tornando-o num dos pilares do Milan e da selecção italiana. Ao recuar Pirlo no terreno, para a posição de médio defensivo, Ancelotti deu-lhe o espaço que ele precisava para poder libertar o seu futebol criativo e de alta precisão, único e inovador. Ao colocá-lo à frente dos centrais e com um excelente recuperador de bolas em seu redor (Gennaro Gattuso), Ancelotti criou um novo tipo de jogador, o trequartista recuado, um número 10 que joga nas costas dos médios. Pirlo ganhou assim o tempo necessário para organizar o jogo da sua equipa, quer através de passes curtos, quer através de passes longos, ambos com grande qualidade, alternando ritmos de jogo com uma naturalidade tão grande que lhe valeu a alcunha de metrónomo. Os números falam por si: em 2002-2003 terminou a temporada com uma média de 90 passes por jogo e em 2006-2007 liderou a equipa em número de minutos jogados, com 2782.

Vencedor de uma Taça de Itália  um campeonato italiano, duas Ligas dos Campeões, duas Supertaças Europeias, uma medalha de bronze dos Jogos Olímpicos de 2004 e um Campeonato do Mundo, Pirlo tem um dos melhores currículos do futebol mundial, porém, talvez pela sua personalidade reservada e pouco expressiva, nunca atingiu os patamares de glória individual que merece, ficando sempre a sensação que não lhe é dado o valor correspondente à dimensão do seu futebol.

Actualmente com 31 anos, talvez já tenha atingido o limite das suas capacidades e é provável que nunca atinja o tão merecido reconhecimento individual. Contudo, tal não parece ser-lhe importante e acredito que, no final da sua carreira, veremos Pirlo partir dos relvados com o mesmo sorriso tímido de satisfação que faz após completar um dos seus passe para golo de 40 metros.

5 comentários:

Gonçalo Matos disse...

O mundo afinal é justo e o Pirlo recebeu o reconhecimento individual que tanto mereceu!

DC disse...

É um jogador soberbo. Gostava de o ver fazer nem que fosse um amigável ao lado do Iniesta, Xavi e Messi.
E como simpatizante da Juve, quando o Milan se lembrou de o oferecer, fiquei felicíssimo. Começou aí a ascensão da Juve e o declínio do Milan.

Blessing Lumueno disse...

Foi realmente uma grande prenda do Milan... Enfim, só faltava dizerem que o dispensaram porque tinham lá melhor. Ao que parece foi a justificação na altura.

claudio disse...

o jogador que melhor define o conceito de "classe"

Gonçalo Matos disse...

Gostava de vê-lo no Bayern para o ano, acho que seria o melhor braço direito que o Guardiola poderia ter! Ou então no PSG, para delapidar o Verratti.