Posse de bola no Facebook

Translate

domingo, abril 07, 2013

Uma breve nota


O Sporting nos útltimos tres jogos teve 3 vitórias. 
Tal coincidiu com uma maior aposta na formação e uma consequente menor nos jogadores adquiridos ao longo destes últimos anos.
Independentemente da qualidade dos jogadores da academia, uma coisa é certa: a política de contratações do Sporting é pior que a política de formação. 
As coisas parecem estar a mudar, pela necessidade de contenção de custos, claro. Há males que vêm por bem, e acredito que esta aposta na formação por parte do Sporting irá dar frutos a médio prazo.
É bom ver que ainda há clubes em Portugal onde se apostam nos nossos jogadores. Parabéns ao novo Sporting e muitos parabéns ao Vitória de Guimarães e seus treinadores.

Até à próxima!

3 comentários:

Pablito disse...

Meu caro...
Isso é a mesma coisa que eu deixar de ter dinheiro para comprar carne e passar a comer só sopa...
E alguémvir parabenizar-me pela minha aposta no vegetarianismo...
O que se passa é uma mera falta de opções

Blessing Lumueno disse...

Boas Pablito,
Sim é o resultado da falta de opções. Mas não no sentido em que talvez quiseste demonstrar.
Falta de opções, porque os formandos que têm jogado, são melhores que os contratados que ficam no banco ou não são opção.
E para isso ser possível, só com um treinador que percebe o jogo de forma diferente dos anteriores e como tal deixa despidos todos os contratados, detectando todas as suas vulnerabilidades.
Onde o Gonçalo quis chegar é, que como sportinguista que ele é, percebe hoje que não valia a pena ter contratado tantos jogadores.
Quanto à tua visão, concordo que a obrigação de contenção dos leoninos volte a ser preponderante numa aposta na formação no presente/futuro próximo.
O que muitas pessoas vão perceber, ou passar a perceber, é que não é preciso gastar muito dinheiro para que a equipa possa ser competitiva.

Gonçalo Matos disse...

Pablito, tem tudo a ver com a estrutura do clube. Se um clube tem uma das melhores academias do Mundo é normal que reforce a sua equipa sénior na sua academia visto que todos os anos sairão da mesma jovens de qualidade, conhecedores da realidade do clube, do futebol do país e com bons principios de jogo. Depois consoante as "fornadas" de jogadores a equipa sénior há-de necessitar de preencher diferentes carências e aí deverá ir ao mercado, como complemento e não como plano base. O Sporting não só não necessita de comprar muitos jogadores por ano, como historicamente vês que essa não tem sido a melhor solução, nem do ponto de vista financeiro.
No Sporting e em Portugal, os alicerces dos clubes deveriam assentar na formação, pela falta de poderio económico, mas também por ser a melhor forma de obter jogadores de qualidade garantida e posteriormente obteres o maior retorno financeiro.
Usando a tua metáfora, mais vale fazeres um prato saboroso com alimentos baratos, do que um prato caro com sabor insípido.