Posse de bola no Facebook

Translate

domingo, abril 14, 2013

Desafio do Masterzen - Treino para crianças

Masterzen, um leitor habitual do Lateral-esquerdo lançou ao Miguel o desafio de organizar uma semana de treinos, para iniciantes com os seguintes constrangimentos:

  • 20 jogadores
  • 3 bolas disponíveis
  • Treinar apenas em meio campo, tendo apenas duas balizas disponíveis
  • 3 treinos nessa semana
Decidi então formular o meu micro-ciclo, só que alterei um dos constrangimentos. Acho que muito dificilmente iria acontecer numa semana de treinos ter apenas 3 bolas disponíveis. Pode acontecer num treino, mas nos seguintes eu compraria bolas para que o treino pudesse ter o rendimento adequado. Então avancei para a semana de treinos com 3 dias por explorar + competição, 20 jogadores, apenas meio campo disponível com duas balizas.

Dia 1 

Aquecimento com duração entre 15 a 20 minutos

Meinhos
  • Número de jogadores-> 5, em quatro campos, GRs incluidos
  • Duração-> Cerca de 5 minutos
  • Descrição do exercício-> 4*1, sempre que um jogador erre um passe passa a ser ele a tentar recuperar a bola.
  • Orientação do Feedback-> Qualidade de execução, Velocidade na tomada de decisão
Posse de bola
  • Número de jogadores-> 10, em dois campos, GRs incluídos
  • Duração: Cerca de 10 minutos
  • Descrição do exercício-> 5*5 em espaço reduzido (Pontua, por exemplo, a equipa que fizer 5 passes seguidos), em dois campos
  • Orientação do Feedback-> Comunicação (Tens espaço, tens homem, estás só, etc...); Velocidade de percepção; Velocidade na tomada decisão; Velocidade de execução; Criação de linhas de passe em apoio; Contenção e cobertura; Qualidade de execução.
Exercício 1
  • Número de jogadores-> 6, em três campos
  • Duração-> Entre 15 a 20 minutos
  • Descrição do exercício-> 2*2, com outra equipa de 2 jogadores fora do campo com uma bola. Uma equipa ataca uma baliza, de cones, sendo que um jogador da equipa que defende vai para a baliza criando uma situação de 2*1. Assim que essa equipa marque ou a equipa contrária recupere a bola, a equipa que está de fora entra para atacar a equipa que acabou de atacar ou que perdeu a bola de forma a que se realize uma transição defensiva para a equipa que atacou. A equipa que defendia em primeira instância, coloca-se fora do campo a espreita do momento oportuno para atacar. Posso decidir o momento de entrada da equipa de fora caso queira ou não uma transição defensiva mais brusca ou mais lenta o momento de entrada em jogo da equipa que está de fora.
  • Orientação do Feedback-> Para quem ataca: Entrada rápida para aproveitar desorganização ou entrada lenta?; Timing de condução, de drible, de desmarcação e de soltar a bola; Soltar bola no pé ou no espaço?; Ao perder bola, foco na transição defensiva. Para quem defende: Aproximação ao portador da bola; Timing de desarme.
Exercício 2
  • Número de jogadores-> 9, em dois campos
  • Duração-> Entre 15 a 20 minutos
  • Descrição do exercício-> Em tudo igual ao Exercício 1, com excepção do número de jogadores em jogo: 3*3, com outra equipa de 3 jogadores fora de campo. Objectivo de criar situações de 3*2.
  • Orientação do Feedback-> Em tudo igual ao Exercício 1, com uma atenção especial a criação de linhas de passe ao portador da bola e as coberturas por parte de quem defende.
Exercício 3
  • Número de jogadores-> 10, em dois campos, GRs incluidos
  • Duração-> Entre 15 a 20 minutos
  • Descrição do exercício-> GR + 4*4 + Joker. Uma equipa defende duas balizas de cones e outra defende baliza com GR. Alternar por tempo quem ataca o quê e o Joker.
  • Orientação do Feedback-> Para quem ataca: Criação de linhas de passe ao portador da bola; Velocidade de percepção, na tomada de decisão e na execução; Transição defensiva; Qualidade de execução. Para quem defende: Quem sai em contenção, quem fica nas coberturas?; Timing de desarme; Defender por zonas.

Dia 2

Aquecimento com duração entre 15 a 20 minutos

Meinhos

  • Número de jogadores-> 10, em dois campos, GRs incluidos
  • Duração-> Cerca de 5 minutos
  • Descrição do exercício-> 8*2. Cinco equipas de 2 jogadores. Cada vez que um elemento da equipa erra o passe, vão os dois tentar recuperar a bola.
  • Orientação do Feedback-> Qualidade de execução, Velocidade na tomada de decisão, Fechar espaço interior, Contenção e cobertura.
Posse de bola

  • Número de jogadores-> 9, em dois campos
  • Duração: Cerca de 10 minutos
  • Descrição do exercício-> 4*4+Joker em espaço reduzido (Pontua, por exemplo, a equipa que fizer 5 passes seguidos), em dois campos
  • Orientação do Feedback-> Comunicação (Tens espaço, tens homem, estás só, etc...); Velocidade de percepção; Velocidade na tomada decisão; Velocidade de execução; Criação de linhas de passe em apoio; Contenção e coberturas; Qualidade de execução.


Exercício 1, com a duração de 10 minutos

Exercício 2, com a duração de 10 minutos

Exercício 4
  • A única diferença para o Exercício 3, é o facto de o campo estar dividido em largura.
Exercício 5
  • Número de jogadores-> 14, GRs incluidos.
  • Duração-> Entre 10 a 20 minutos
  • Descrição do exercício-> Jogo a meio campo GR+6*6+GR. Uma equipa de 6 de fora a receber Feedback e a alternar a entrada no exercício com as outras.
  • Orientação do Feedback-> Organização estrutural da equipa (sistema táctico), consoante a minha ideia (1-2-3-1), enquadrado em tudo o resto que estivemos a trabalhar nos exercícios deste treino e do anterior.

Dia 3

Aquecimento com duração entre 15 a 20 minutos
  • Meinhos 4*1, com duração de 5 minutos
  • Exercício 1, com duração entre 5 a 10 minutos
  • Exercício 2, com duração entre 5 a 10 minutos
Exercício 3, com duração de 10 minutos

Exercício 4, com duração de 10 minutos

Exercício 5, com duração de 10 minutos

Exercício 6
  • Este exercício serve para dar mais tempo de treino a quem teve mais dificuldade nos exercícios 1 e 2, e evoluir no comportamento a quem já apresenta um estado de maturação bom dentro de cada um dos exercícios anteriores. Portanto, aqui dividiria o grupo em 2. 
  • Dois grupos de 7+GRs a jogarem em dois campos GR+3*3+Joker com alternância de quem finaliza pra baliza ou para os cones e do Joker.
  •  E um grupo que teve mais dificuldade a jogar o exercício 1. Posteriormente poderiam haver trocas entre os jogadores de cada grupo, por forma a que se integrassem também no outro exercício.
  • Duração do exercício->Entre 15 a 20 minutos

Considerações finais: 
  1. A estratégia de Feedback passará sempre por intervir o menos possível, deixando o ambiente propício a criatividade dos jovens jogadores, promovendo autonomia nas suas decisões. Muito reforço positivo para quem tome as melhores decisões. Não intervenho quando sinto que um jogador errou por questões técnicas, pelos constrangimentos do próprio exercício e dinâmica que ele ganha e pelas condições do terreno e climatéricas. Se um jogador teve a intenção de fazer bem e por algum desses motivos errou, dou reforço positivo a essa "boa" intenção.
  2. Se não houver GRs definidos tentaria fazer com que todos os jogadores passassem por essa posição.
  3. Sempre que o GR não é referido no exercício, está a fazer trabalho específico de baliza.
  4. Paragens para beber água obrigatórias.
  5. Os alongamentos e activação fazem parte do tempo de aquecimento e no final também há tempo para alongar, se necessário.
  6. O treino anterior influencia sempre o seguinte, portanto os micro-ciclos seguintes e mesmo o tempo de exercitação dentro do próprio micro-ciclo, assim como as condicionantes, devem ser alterados consoante a evolução destes exercícios e do jogo.
  7. Todos os jogadores devem passar, na medida do possível, por todas as posições de campo, pois nestas idades não é necessário definir posições. O importante é eles perceberem a melhor forma de jogar em cada posição, a relação posicional com os colegas, adversário e bola e adaptarem-se a cada posição de forma eficiente.
  8. O treino tem no máximo 70 minutos porque o jogo, nestes escalões tem 60 minutos + 10 minutos de intervalo.
  9. A maior parte dos exercícios têm poucos jogadores em acção, por forma a que os jogadores estejam o mais tempo possível em jogo. A interagir com as constantes mudanças que o jogo promove e a aprenderem com cada uma dessas mudanças. Entendo que nestas idades é fundamental que eles estejam "sempre" em jogo, sempre a participar em todo tipo de acções. Excepção óbvia para a organização estrutural.
  10. É importante variar os exercícios, por forma a que eles passem pelo maior número de estímulos possível. Mas não menos importante é a repetição sistemática dos "mesmos" estímulos, para que eles consolidem a aprendizagem. Fazer muitos exercícios, diferentes, só porque é giro, não tem eficácia em termos de aprendizagem dos jogadores.
  11. Toco na transição defensiva porque é a mais difícil de realizar, pois por natura toda gente quer marcar golo e reage logo que ganha a bola, mas quando se perde a bola já não é tão fácil reagir.
  12. A progressão é de vital importância e mal eu perceba que o exercício já esgotou tudo o que tinha para oferecer aos jogadores, paro e passo ao próximo ou altero constrangimentos na hora.
  13. Só coloquei imagens dos exercícios que achei mais difíceis de compreender pela sua descrição escrita.
  14. Não sei se o fora de jogo se aplica ou não no futebol 7, daí não o ter referido.


3 comentários:

Jorge disse...

Poderias ter colocado um link na sequencia do comentario do Masterzen para que o pessoal interessado pudesse ver isto.

Muito interessante e vou guardar. Nao sou treinador profissional mas treino miudos e estas discussoes e dicas ajudam muito.

Ja agora, ha alguma maneira de receber informacao quando um post novo e colocado aqui?

Blessing Lumueno disse...

Olá Jorge
Poderia sim ter colocado o link, mas aquele espaço é do Lateral-Esquerdo. Acho que são eles que devem decidir que sites ou blogs querem publicitar e mesmo achando que não haveria qualquer problema da parte deles, é deles o direito de publicar outros sites e blogs no espaço deles e deve partir deles, não de mim.

Quanto a tua subscrição, no final da página do blog, há um espaço que diz subscreva já... Colocas o teu mail e já está. Passas a receber todas as actualizações do blogue.

Quanto aos exercícios em si os 2*1, os 3*2, 4*3, 2*2, 3*3, 4*4, etc, etc, etc, podes ir alterando o local (jogador) de onde parte a bola. Mais da zona central, de um lado, do outro. Numa zona mais adiantada (com mais espaço para percorrer) ou numa zona já de "finalização" (com menos espaço para percorrer). Essas pequenas mudanças e detalhes e constrangimentos fazem toda a diferença para eles irem passando por muitas situações, dentro do mesmo exercício. As linhas de passe já vão ter de ser diferentes obrigatoriamente, dependendo da zona da bola, e aí entras com o feedback. Tal como homem que sai na bola, homem que fica na cobertura, etc...

Agradeço e espero ter realmente ajudado, era esse o objectivo.

Abraço

Jorge disse...

Ajuda muito, mesmo que nao faca exactamente estes treinos, estas apresentacoes ajudam-me a pensar e a perceber o treino.
Ainda so treino U6 e por vezes ajudo com U10 (as equipas dos meus filhos) se tivesse tempo treinava as duas equipas ja que cada vez percebo mais a inepcia de grande parte dos treinadores por estes lados.